Daniel Gildenlöw fala sobre os Mamonas Assassinas

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Daniel Gildenlöw fala sobre os Mamonas Assassinas


  | Comentários:

Sempre tive a vontade de escrever sobre os Mamonas Assassinas, mas nunca senti um bom momento para fazê-lo, ou sequer vislumbrei uma possibilidade em meio a tanto trabalho relacionado a estilos tão diversos, mas que, de um jeito ou de outro, nunca alcançavam a esfera do grupo brasileiro.

Imagem
A verdade é que além de cômicos, eles eram bons músicos e tinham total ciência daquilo que estavam fazendo. Alcançaram rádios, televisões, revistas, compondo coisas bem inspiradas, calcadas em influências de rock e heavy metal que passaram despercebidas para muitos.

Hoje é comum e até engraçado nos pegarmos rindo de nós mesmos, nos divertindo com os exageros, radicalismos, movimentos, e idéias pitorescas dentro da música pesada. O Massacration é o maior expoente dessa tendência crítica muito valiosa. Um escracho mais que apropriado.

O CD de estréia da banda, “Gates Of Metal Fried Chicken Of Death” é lançado exatamente uma década após o debute auto-intitulado dos Mamonas Assassinas, no qual os guarulhenses assinaram uma das melhores sátiras - inclusive em termos instrumentais - ao metal com “Débil Metal”.

Naquele mesmo disco, outras duas faixas se destacavam: a primeira delas é certamente “Bois Don’t Cry”, que já no título faz alusão à emblemática “Boys Don’t Cry” do The Cure. No desenrolar da música, mais menções marcantes: “The Mirror” do Dream Theater (por volta de 1 minuto e 45 segundos), e “Tom Sawyer” do Rush (aos 2 minutos e 10 segundos).

Falamos de 1995, dois anos antes do surgimento oficial do Pain Of Salvation. Além de revelar um conjunto talentoso e, à época, muito promissor (atualmente realidade irrefutável), o lançamento de “Entropia” em 1997 trouxe uma curiosidade a mais para os brasileiros: a impressionante semelhança entre a introdução de “People Passing By”, um dos primeiros sucessos de Daniel Gildenlöw e sua trupe, e “1406”, abertura do álbum dos Mamonas.

Imagem
Aproveitamos a vinda do Pain Of Salvation ao Brasil para realizar o “Blind Ear” da Revista Roadie Crew, seção na qual os artistas escutam dez faixas de diferentes grupos, fazem comentários sobre elas, e tentam descobrir também de quem é a música. Seguimos estes padrões com Gildenlöw, e isso poderá ser checado na próxima Roadie Crew, edição nº 82 (capa: Live 'N' Louder Rock Fest: Scorpions / Nightwish). No entanto, levamos um bônus pra ele, justamente “1406”, para nos divertirmos um pouco e também vermos como o líder do conjunto sueco reagiria.

Muito simpático e receptivo, o músico deu boas risadas com a situação e se surpreendeu. Confira abaixo (e o resto do “Blind Ear” com Daniel Gildenlöw na Roadie Crew):

Thiago Sarkis – Essa faixa onze é uma curiosidade relacionada ao Pain Of Salvation. Trata-se de uma banda brasileira.

Daniel Gildenlöw – Se não for aquela música específica do Angra que já ouvi (N. do E.: não sabemos ao certo qual a música que Daniel fala aqui), não vou reconhecer nem o artista, nem a música.

Thiago Sarkis – Tudo bem. Não se preocupe. (N. do E.: Colocamos a música “1406”)

Daniel Gildenlöw – Ok. Parece-me que eles estão por dentro de “Entropia” (risos).

Thiago Sarkis – Não, na verdade eles são mais velhos que o Pain Of Salvation.

Daniel Gildenlöw – Mesmo? O guitarrista soa ‘americano’ demais, mas realmente isso parece bastante com “People Bassing By”. Eles têm um baixo ‘funky’.

Thiago Sarkis – É, e sempre rolaram comentários sobre essa semelhança aqui no Brasil... até porque eles eram muito famosos...

Daniel Gildenlöw – Dá pra entender o porquê. A banda acabou?

Thiago Sarkis – Eles morreram...

Daniel Gildenlöw – Morreram? Todos?!?!? Foi um morticínio?

Thiago Sarkis – (risos) Acidente de avião...

Daniel Gildenlöw – Nossa... isso é triste. (N. do E.: mostramos a capa do disco). Que bela capa (risos). Não consigo entender nada que está escrito, mas dá pra ver que era uma banda cômica (risos).

Thiago Sarkis – (risos) Sim, eram mesmo.

Daniel Gildenlöw – Como é o nome? Mamonas Assá--- Assássinas? (N. do E.: Daniel tenta pronunciar o nome algumas vezes).

Thiago Sarkis – Quase isso... Mamonas Assassinas.

Daniel Gildenlöw – (risos) Legal. Interessante essa coincidência. A única diferença é que os slaps de “People Passing By” são feitos na guitarra, não no baixo. Mas também só ouvi algumas partes da música deles, não sei como é o resto direito.

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Associação Livre
Todas as matérias sobre "Pain Of Salvation"
Todas as matérias sobre "Mamonas Assassinas"

Pain Of Salvation: Daniel atacado por bactéria comedora de carne
Transatlantic: Minha épica viagem de dirigível em São Paulo
Transatlantic: TV Diário divulga trechos do show em SP
Transatlantic: Galeria de imagens do show em São Paulo
Transatlantic: Um show para toda a família em São Paulo
Transatlantic: dream team envia mensagem aos sul-americanos
Transatlantic: Daniel Gildenlow fora de turnê nos EUA por doença
Transatlantic: mais infos sobre show do dream team em SP
Transatlantic: supergrupo vem ao Brasil em fevereiro de 2014
Pain of Salvation: vídeo ao vivo da nova música, "Falling Home"
Pain of Salvation: divulgado título de novo álbum acústico
Pain of Salvation: O gênio e a inclassificável banda em SP
Pain Of Salvation: Complexidade musical e maestria em POA
Pain Of Salvation: galeria de fotos do show em Porto Alegre
Pain of Salvation: fotos do já clássico show em São Paulo

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas