Matérias Mais Lidas

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Após treta com Max Cavalera, Marc Rizzo elogia Andreas Kisser e novo disco do SepulturaApós treta com Max Cavalera, Marc Rizzo elogia Andreas Kisser e novo disco do Sepultura

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Mãe de Cazuza revela herança do amigo Renato Russo e diferença genética dos músicosMãe de Cazuza revela herança do amigo Renato Russo e "diferença genética" dos músicos

YouTube ajudou Eric Clapton a montar o quebra-cabeça anti-vacina; me chamam de loucoYouTube ajudou Eric Clapton a "montar o quebra-cabeça anti-vacina"; "me chamam de louco"

Judas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstreamJudas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstream

A música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk HammettA música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk Hammett

Legião Urbana: conheça o casal que inspirou Eduardo e Mônica, que virou filmeLegião Urbana: conheça o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", que virou filme

Bruce Dickinson canta Tears of the Dragon em sua apresentação na FlóridaBruce Dickinson canta "Tears of the Dragon" em sua apresentação na Flórida

Youtuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiroYoutuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiro


Stamp

Richie Sambora e Orianthi: Um show que poderia durar horas

Resenha - Richie Sambora e Orianthi (Pepsi On Stage, Porto Alegre, 12/07/2016)

Por Guilherme Dias
Em 15/07/16

O Brasil recebeu Richie Sambora e Orianthi em três shows promovidos pelo Samsung Best of Blues. Dois shows em São Paulo (sendo um deles gratuito no parque Ibirapuera) e um em Porto Alegre. Na capital gaúcha o evento ocorreu em uma terça-feira no Pepsi On Stage, um dia após o seu aniversário de 57 anos.

A dupla fez essas apresentações fora de turnê e diversas expectativas foram criadas sobre o que aconteceria nas três noites. Em entrevistas Sambora declarou que a ideia no momento é fugir do habitual, realizando performances que foquem no seu entrosamento com Orianthi. No repertório canções que passassem pela carreira de ambos os músicos. No lado de Sambora suas canções com Bon Jovi e de seus discos solo e por parte de Orianthi suas músicas solo e também de artistas que já tocou junto, como Michael Jackson, Alice Cooper e Santana.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A banda que estava no plano de fundo do casal foi composta por Michael Bradford (baixo), John Webster (teclados), Glen Sobel (bateria) e Laercio da costa (percussão). Uma equipe de peso e com uma grande experiência com diversos outros artistas renomados.

Programado para as 21hs o show teve um atraso de meia hora, o que era previsto, pois a passagem de som durou muito tempo. O público que aguardava na fila pôde ouvir músicas como "Never Say Goodbye" (Bon Jovi) e "Seven Years Gone" (Sambora) que não foram tocadas nos outros shows.

O início do show contou com "When Love Comes To Town" (U2 & BB King), passando por "I'm Your Hoochie Coochie Man" (Willie Dixon), até chegar onde realmente os fãs queriam, com "Lay Your Hands on Me" (Bon Jovi). Via-se um grande feeling e uma voz monstruosa em Richie Sambora, que mostrou uma grande personalidade em todos os momentos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A australiana Orianthi teve o seu momento, com músicas solo como "What’s It Gonna Be" e "Heaven In This Hell" com uma voz afinadíssima e esbanjando técnica com suas mãos na guitarra. Richie também passou por seu momento solo com músicas como "Every Road Leads Home to You" e "Stranger in This Town", esta tendo uma reação extremamente positiva do público.

Sambora e Orianthi dividiram os vocais em "Black or White" (Michael Jackson) e como em outras músicas duelaram improvisos nas guitarras com muita competência. Na canção seguinte um duelo diferente, porém um pouco mais curioso. O brasileiro Laercio saiu do fundo do palco e duelou com o Mr. Sambo, com um pandeiro nas mãos. Foi muito bonito, porém se estendeu por bastante tempo, até que Sambora fosse ao microfone e dissesse que tem muita merda acontecendo por aí nos dias de hoje e que nesse momento era apenas ele e o público, apresentando "These Days", clássico do Bon Jovi.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes da parada para o bis, ainda houve tempo para Sambora beijar Orianthi no palco após "How Do You Sleep" (Orianthi). E para emocionar os fãs, mais Bon Jovi: "Wanted Dead or Alive" e "I’ll Be There For You".

Vestindo uma camisa do Brasil, o Mr. Bluesman retornou sozinho para o palco, apenas com seu violão em mãos. Após receber os parabéns da platéia, agradeceu e pediu desculpas para o devido a problemas técnicos que influenciaram no atraso do show. Disse ainda que a próxima música seria tocada depois de muito tempo, ele falava de "The Answer" ("Stranger in This Town, 1991), com uma ótima recepção do público também. Para fechar a noite "Livin’ on a Prayer" (Bon Jovi) com a famosa introdução com "talk box" feita por Sambora.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os músicos demonstraram muita qualidade, porém percebia-se uma falta de entrosamento geral. Alguns erros aconteceram, Sambora pedia que o volume de sua voz e de sua guitarra fosse aumentado em diversos momentos, mas nada que tenha comprometido a atuação do grupo.

Foi o típico show que poderia ter durado horas, que ninguém reclamaria ou iria embora. O feeling de Sambora foi único do início ao fim, caras e bocas refletiam a sua emoção em estar no palco mostrando o seu talento, por outro lado Orianthi também mostrou satisfação no que estava fazendo, contudo mais tímida comparada a Richie.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As duas músicas que foram ouvidas pelos fãs na passagem de som estavam no set-list, mas infelizmente não foram tocadas, provavelmente devido aos problemas técnicos relatados por Sambora. Uma pena também foi Richie ter deixado de fora clássicos de sua carreira solo como "Ballad of Youth", "Rosie", "Hard Times Come Easy" e tantas outras que se fossem trocadas por músicas do Bon Jovi que foram tocadas, não seria problema algum. No entanto não foi um show apenas dele, então se pode entender a preferência por outras canções. Ele prometeu voltar, nos resta aguardar os novos lançamentos e futuras turnês.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Set-list completo:

When Love Comes to Town (U2)
I'm Your Hoochie Coochie Man (Willie Dixon)
Lay Your Hands on Me (Bon Jovi)
Heaven in This Hell (Orianthi)
Every Road Leads Home to You (Sambora)
What's It Gonna Be (Orianthi)
Stranger in This Town (Sambora)
Black or White (Michael Jackson)
These Days (Bon Jovi)
How Do You Sleep? (Orianthi)
Wanted Dead or Alive (Bon Jovi)
I'll Be There for You (Bon Jovi)

The Answer (Sambora)
Livin' on a Prayer (Bon Jovi)

Fotos por: Liny Oliveira
facebook/photoslinyoliveira

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Richie Sambora: Discografia comentada e opiniões

Bon Jovi: Richie Sambora quis tirar referência a Frank Sinatra em It's My LifeBon Jovi
Richie Sambora quis tirar referência a Frank Sinatra em "It's My Life"


Orianthi: era difícil tocar com Richie Sambora e ser namorada dele ao mesmo tempoOrianthi
Era difícil tocar com Richie Sambora e ser namorada dele ao mesmo tempo

Bon Jovi: Richie Sambora quis tirar referência a Frank Sinatra em It's My LifeBon Jovi
Richie Sambora quis tirar referência a Frank Sinatra em "It's My Life"

Bon Jovi: Richie Sambora enumera motivos para ter saído da bandaBon Jovi
Richie Sambora enumera motivos para ter saído da banda


Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1


Sobre Guilherme Dias

Fanático por heavy metal e hard rock desde os 12 anos de idade. Coleciona CDs e LPs, principalmente do Helloween e seus derivados. Colabora com o site desde 2013. Nasceu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Mais matérias de Guilherme Dias.