Kiara Rocks no Rock In Rio: Isso tudo é a arte do rock n' roll...

Resenha - Kiara Rocks (Rock In Rio, Rio de Janeiro, 22/09/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por RUDSON XAULIN
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A banda brasileira KIARA ROCKS foi escalada para abrir o último dia do maior festival de música do mundo, o ROCK IN RIO, e para completar essa história, deram a eles o Palco Mundo, principal do evento, com a responsabilidade da banda em mostrar serviço, e a responsabilidade da marca em acreditar no potencial e na nova geração do rock nacional. O serviço foi dado à banda pelo próprio ROBERTO MEDINA, idealizador do festival, a quem ouviu o trabalho do grupo na internet, se interessou e chamou os caras. Como eles iam dizer não a um convite desses? MEDINA ainda disse que achava o vocalista CADU PELEGRINI parecido com AXL ROSE, que lembrava o frontman do GUNS N’ ROSES nos primórdios, mas não em caráter de estilo de se vestir, muito menos no modo de cantar, CADU PELEGRINI lembrava AXL nos parâmetros de um músico que quer o palco, tem sede pelo show e da tudo o que tem quanto tem oportunidade. Foi essa a comparação entre ambos.

0 acessosBlend Guitar: em vídeo, Top 10 Heavy Metal Bands5000 acessosLemmy: seu patrimônio é muito menor do que se pensava

Dentre os 85 mil presentes no ultimo dia do festival, a grande maioria esmagadora estava lá para conferir o IRON MAIDEN, uma lenda vida do rock n’ roll mundial. A noite no Palco Mundo ainda contava com SLAYER e AVENGED SEVENFOLD. A trupe da KIARA ROCKS tinha como missão abrir os trabalhos naquele palco, e desde que o nome da banda foi anunciado para o festival como atração principal, tudo o que surgiu na rede foi um derradeiro ataque gratuito aos músicos, ao trabalho da banda, que já conta com três discos, trabalhos ao lado de SEBASTIAN BACH, MATT SORUM, RAFAEL BITTENCOURT e tantos outros nomes. Não seria uma tarefa fácil pra banda, e todo mundo sabia, mas com tanta negatividade e a grande torcida contra a banda no Palco Mundo, simplesmente fez o grupo trabalhar ainda mais, ensaiar ainda mais e se dedicar ao máximo ao grande dia de suas vidas.

Quando o Palco Mundo deu seu show de fogos de artifício, todos sabiam que era a hora do KIARA ROCKS subir ao palco. Primeiro ouviu-se a introdução que abre o ultimo disco da banda e uma animação de fundo nos telões. As vaias, esperadas por todos, ficaram esmagadas quando a banda de cara deu um tapa em todo mundo com ACE OF SPADES, impecável, energético e apoteótico, ali o ROCK IN RIO estava rendido, era só saber administrar. O potencial da banda veio a galope com SINAIS VITAIS, uma grande paulada e que deixou boa parte do publico de boca aberta. Foi fácil ouvir os elogios logo de cara e a gritaria feita pelo publico, um sinal claro que a banda ia bem.

O vocalista CADU PELEGRINI usou muito bem do espaço do palco, não poupou energia e usou a potencia vocal para agarrar a grande chance dada a KIARA ROCKS. Seguiu-se o show com FALSO ALARME, um dos carros chefes da banda em seus shows, e ainda IN COMA, música nova e uma aposta do grupo como um novo hit. Tudo isso calçado em uma banda que sabe o que faz, que estava mostrando um show incrível, agarrando novos seguidores de cara. Isso ficou claro quando NADA A PERDER ecoou por lá, um trabalho coeso de ANSELMO FÁVARO e PHIL BONÃNO nas guitarras, os músicos não escondiam a excitação de estarem em cima do palco. Mesmo o baixista JUNINHO tentando esconder isso tudo atrás do semblante de calmaria, o carismático músico sorria sempre que os aplausos vinham da plateia. Sorrisos entre os músicos foi fácil de ver, a tensão sumiu quando o publico deu um show maior ainda e jogou para longe o medo que todos tinham de que a KIARA ROCKS poderia ser mais uma vitima do “metaleiro inconsequente”, ao contrario disto, houve muito respeito da plateia com a banda, houve uma troca de energia incrível e isso tudo deixou o show ainda mais apoteótico. Possivelmente a KIARA ROCKS entra para a história, por ser uma “novata” que não foi aniquilada pela grande massa.

Depois ainda tivemos ALICE, outra faixa do ultimo disco e logo a presença das surpresas que a banda prometeu levar ao Palco Mundo. Foram chamados ao palco o ex-guitarrista do CHARLIE BROWN JR, o senhor MARCÃO. Junto com ele, PAUL Di’ANNO (ex-IRON MAIDEN) e junto com a banda executaram um clássico absoluto, foi a vez do ROCK IN RIO vir abaixo com HIGHWAY TO HELL, do AC/DC. Talvez um dos momentos mais energéticos do festival e a grande carta branca da banda para estar em cima do palco principal. Com os convidados ainda tivemos BLITZKRIEG BOP, cover dos RAMONES, impecável e energético como devia ser. Ainda com os convidados em cima do palco, a banda mandou WRATHCHILD.

Chegando ao final da apresentação, a KIARA ROCKS mandou ver em NÃO VAI ADIANTAR, canção que ganhou um clipe novo há poucos meses. Depois disso seguiu com ÚLTIMOS DIAS, maior hino do grupo, com direito a um grande desempenho de MARCOS GREVY na bateria, explicando de vez porque o grupo buscou por um baterista com identidade mais pesada, o músico foi brutal do começo ao fim. A canção final contou com grandes momentos, como o vocalista agradecendo em êxtase o que o publico deu a banda, a melhor noite de suas vidas. Além de dizer a palavra “obrigado” em demasia, CADU PELEGRINI se emocionou ao ouvir o publico gritar “KIARA, KIARA, KIARA”, ali foi provado que a banda não só fez história, mas mudou o curso dela.

Para a banda foi difícil deixar o palco depois de um show que foi completamente diferente do esperado. Um show que pegou o publico com as calças na mão e foi muito fácil ouvir muitas pessoas dizendo que a banda era excelente, que iam procurar o trabalho dos caras, que eles haviam ganhado novos fãs e que sim, temos grandes bandas no cenário nacional.

Parabéns à MONIKA CAVALERA (empresária do SEPULTURA), que levou 12 bandas ao ROCK IN RIO e foi intermediaria em mais 2 contratações. A empresária acreditou no KIARA ROCKS e ela é uma das pessoas responsáveis por tudo o que a banda já conseguiu e ainda está para conseguir. Parabéns ao KIARA ROCKS, foi muito gratificante ver a surpresa de 2013 ser positiva e saber que a banda entra para o cenário com um grande pé direito depois de ter feito um dos melhores shows do ROCK IN RIO 2013, como já era esperado por quem acompanha a banda. Agora, novos admiradores, nada além do merecido. Isso tudo é a arte do rock n’ roll...

Set List:
INTRO
ACE OF SPADES (MOTORHEAD)
SINAIS VITAIS
FALSO ALARME
IN COMA
NADA A PERDER
ALICE
HIGHWAY TO HELL (AC/DC) com PAUL Di’ANNO e MARCÃO
BLITZKRIEG BOP (RAMONES) com PAUL Di’ANNO e MARCÃO
WRATCHILD (IRON MAIDEN) com PAUL Di’ANNO e MARCÃO
NÃO VAI ADIANTAR
ÚLTIMOS DIAS

KIARA ROCKS:
CADU PELEGRINI – vocal e guitarra
ANSELMO FÁVARO e PHIL – guitarras
MARCOS GREVY – bateria
JUNINHO – baixo

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Kiara Rocks (Rock In Rio, Rio de Janeiro, 22/09/2013)

1899 acessosKiara Rocks: covers e participações especiais no show do RIR

Iron MaidenIron Maiden
Expansão do jogo Legacy Of The Beast terá novo Eddie

0 acessosBlend Guitar: em vídeo, Top 10 Heavy Metal Bands738 acessosTales Of The Iron Maiden: "From Here To Eternity" em novo vídeo2467 acessosIron Maiden: 37 anos atrás, o primeiro álbum era lançado0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

NoisecreepNoisecreep
As dez melhores canções de Metal (e Hard) dos 80s

Iron MaidenIron Maiden
Perguntas e respostas e curiosidades

Iron MaidenIron Maiden
Os álbuns da banda, do pior para o melhor

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Rock In Rio"0 acessosTodas as matérias sobre "Kiara Rocks"0 acessosTodas as matérias sobre "Paul D'ianno"0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"

LemmyLemmy
Seu patrimônio é muito menor do que se pensava

Pink FloydPink Floyd
Designer fala sobre criação das capas dos álbuns

Music RadarMusic Radar
Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos

5000 acessosLemmy: seu patrimônio é muito menor do que se pensava5000 acessosPink Floyd: designer fala da criação das capas dos álbuns5000 acessosMusic Radar: Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos5000 acessosPaul Stanley: "queria fazer certas pessoas desaparecerem"3869 acessosMetallica: as 10 melhores músicas da banda, segundo a Metal Hammer5000 acessosKirk Hammet: "Lulu' é uma das melhores coisas que já fizemos"

Sobre RUDSON XAULIN

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online