Matérias Mais Lidas

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemMark Tremonti, do Alter Bridge, revela que é grande fã de lendária banda de metal

imagemO que Adrian Smith descobriu ao retornar ao Iron Maiden

imagemO dia que os membros do Black Sabbath foram amaldiçoados por uma seita satânica

imagemShavo Odadjian, baixista do System Of A Down, conta quais álbuns mudaram sua vida

imagemNick Mason relembra a época que o Pink Floyd desastrosamente tentou tocar reggae

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagem"Eu não tinha ideia de quão grande o Maiden iria ficar", diz Bruce Dickinson

imagemIntegrantes do Rush relembram a época que abriram shows para o Kiss, em 1975


Avenged Sevenfold: show muito bem estruturado no Rock In Rio

Resenha - Avenged Sevenfold (Rock In Rio, Rio de Janeiro, 22/09/2013)

Por Marcelo Prudente
Fonte: Território da Música
Em 25/09/13

Ame ou odeie. Essa talvez seja a máxima relacionada aos americanos do Avenged Sevenfold, que vêm colecionando calorosos elogios do público mais jovem e certo descrédito do público, digamos, ortodoxo, com acusações de plágios e falta de originalidade.

O fato é que a banda vive um ótimo momento desde o lançamento do disco "Nightmare" (2010) e vem se mostrando competente a cada turnê, o que foi provado no último dia 22, no Rock in Rio.

Confesso, caro leitor, que não me entusiasmei com a confirmação da banda para o ‘line up’ do festival, com o agravante de ser o ‘open act’ da lenda viva, Iron Maiden. Mas o A7X provou o porquê de tanta adulação com um show muito bem estruturado e em conformidade com a dinâmica do público do headliner, ou seja, sem tantos excessos e ou exibicionismos de pseudo rock stars.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Foi com "Shepherd of Fire" que os americanos debutaram no Rock in Rio, sendo a primeira representante do novo álbum, "Hail to the King" (2013). E mesmo com toda produção soprando ventos a seu favor, a banda estava ciente que a noite seria de provar que tanta bajulação de mídia e de parte de público é fundamentada com boa música, fato comprovado com as pesadas "Critical Acclaim" e "Beast and the Harlot". A mid-time homônima ao novo disco empolga com seu refrão grudento; "Buried Alive" começa melodiosa, mas logo cede espaço a agradáveis acentos de hard rock.

Com bom trabalho de guitarras de Synyster Gates e Zacky Vengeance - completa a banda Johnny Christ (baixo), M. Shadows (vocal), Arin Llejay (bateria) - "Nightmare" ganha fácil, fácil, a melhor recepção da apresentação dos americanos.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"This Means War" e "Requiem" trazem à mesa, mais uma vez, o novo disco, mas pouco colabora para o saldo positivo da noite, o que é inversamente proporcional às canções, "Afterlife", "Bat Country" e "Unholy Confessions", que têm boa receptividade e participação do público.

Com pouco mais de uma hora de apresentação, a banda americana mostrou que é mais do que um "rostinho bonito" nesse oceano coalhado de supostos rockstars. Tenho certeza que, mesmo após o interessante show, do último dia 22, a máxima do ame ou odeie ainda seja aplicada, mas para esse repórter que vos escreve o equilíbrio entre esse amor e ódio seja o ideal.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O A7X não mudará sua vida ou a história da música contemporânea, tampouco é execrável como muitos pintam. São apenas meninos se divertindo e fazendo a diversão de quem está por perto, ou seja, cumpre uma das maiores atribuições da primeira arte.

Foto: Divulgação Rock in Rio
Foto: Divulgação Rock in Rio

Outras resenhas de Avenged Sevenfold (Rock In Rio, Rio de Janeiro, 22/09/2013)

Resenha - Avenged Sevenfold (Rock in Rio, Rio de Janeiro, 22/09/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemVocalista do Avenged Sevenfold revela qual álbum da banda é o seu favorito

imagemIron Maiden: 10 bandas que não existiriam sem o sexteto liderado por Steve Harris

Pantera: vocalista do Avenged Sevenfold surpreende ao escolher sua música preferida

imagemEmocionantes: 50 músicas que arrancam lágrimas e mexem com o coração de qualquer pessoa

Integrantes do Avenged Sevenfold presenteiam fã com guitarra autografada; veja vídeo

Avenged Sevenfold: vocalista diz que novo álbum tem influências do rapper Kanye West


Avenged Sevenfold: "Não somos mais a banda da MTV que usava maquiagem"


Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Marcelo Prudente

Marcelo Prudente, 28 anos, nascido em Volta Redonda/Rio de Janeiro. É profissional da área de Comunicação, trabalha com Publicidade e Jornalismo. Começou a tomar gosto pela música quando criança por influência dos pais e tio. Louco pela carreira do velho madman, Ozzy Osbourne. Curte também Iron Maiden, Kiss, Rammstein, Rob Zombie, Alice Cooper, etc. E já perdeu a conta dos bons shows que já assistiu e dos ótimos discos que tem. Para mais informação: http://rockonstage.blogspot.com/. Long live to Rock n' Roll.

Mais matérias de Marcelo Prudente.