Beyond the Grave: headbangers celebram Metal Pesado em Fortaleza

Resenha - Beyond the Grave (Night Bar, Fortaleza, 16/08/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Leonardo M. Brauna
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Dia 16 de agosto o Ceará recebeu de São Paulo a visita de BEYOND THE GRAVE que está realizando pelo Brasil a turnê ‘Brazilian Terror Tour 2013’. A noite foi oportuna para as bandas locais mostrarem as músicas de seus novos lançamentos, assim como presentearem os Headbangers com uma grande festa.

Fotos: Carlos Assete

O festival organizado pela ‘Gino Production’ contou também com a presença de outros três grandes apoiadores e divulgadores da cena nordestina, Rogério (Lux Ferre Prod/Distro), Marcelo (MVCS Prod/Distro) e Emydio Filho (Gallery Productions). Quem garantiu a sonzeira desenfreada foi Jorge Albuquerque do Estúdio 746.

Leonardo M. Brauna com os apoiadores do festival
Leonardo M. Brauna com os apoiadores do festival

Galera participando da festa
Galera participando da festa

O lugar escolhido por Roberto Gino para a realização deste evento foi o ‘Night Bar’. O local já há muito tempo vem oferecendo suporte a manifestações underground de Fortaleza, e sua contribuição vem sendo maciça às bandas locais e seus visitantes. Nesta noite de sexta-feira, além da banda de Itaquaquecetuba (SP), subiu no palco como primeira ‘Open act’ uma das revelações do Thrash Metal cearense, FIST BANGER. O grupo capitaneado pelo aniversariante da noite, Vinny Fist (baixo, vocal) e Paulo ‘Drunk’ (bateria) fez o dever de casa e botou todo mundo para esvoaçar o cabelo. Apesar de a banda ser “novata” no cenário metal da cidade, a quantidade de fãs que movimentaram a pista durante a sua apresentação foi uma das maiores durante o festival. Carisma, pegada e muita velocidade marcaram o set dos primeiros anfitriões. Certamente a sua primeira demo, “Invaders of Thrash” será muito procurada devido a esse show.

Fist Banger
Fist Banger

Jardel Berserk (Guitarra Fist Banger)
Jardel Berserk (Guitarra Fist Banger)

Chega a vez de uma das mais conhecidas bandas de Fortaleza, o GS TRUDS com uma mistura única que une Thrash/Death Metal, Crossover e muito sarcasmo. A galera que já soma mais de vinte anos de estrada, hoje é liderada pelo vocalista Luiz Lemos, porém a idéia de seu contexto permanece intacta. Os “nobres” guerreiros estão colhendo os resultados de seu lançamento, ‘Only Tia Gertruds is Real’ e marcaram a apresentação com muito peso e ‘moshes’. Nem mesmo um problema técnico que durou alguns minutos, foi capaz de esfriar a ‘bangarada’ que aguardou o andamento da festa com muito entusiasmo. Retornando ao set todo mundo pôde conferir os temas escrachados que funcionam muito bem ao vivo, e ainda arriscaram o comecinho de ‘Troops of Doom’ (Sepultura), mas só de zoação. Destaque paras as execuções de ‘Puta Purulenta’, ‘Retroboy’ e a ‘Maldição do Ovo’ com o seu “pinto anticristo”!

GS Truds
GS Truds

Luiz Lemos (Vocal GS Truds)
Luiz Lemos (Vocal GS Truds)

O enorme pano de fundo com o logo da banda Beyond the Grave descia atrás da bateria. Sinal que os paulistas iam presentear o público cearense com uma dose violenta do seu trabalho. Realmente foi um show estrondoso e um destaque especial é merecido para as partes de bateria, pois Thiago Nogueira “descia a marreta” sem pena em seu kit. Além do ‘frontman’ David Sampaio (baixo, vocal), o guitarrista Ivi Kardec também interagia muito com o público. A banda ainda promove o seu CD “The Terror Beyond” de 2011 e a música dos thrashers foi capaz de contagiar os presentes. A cada canção uma nova roda surgia, moshes se intensificavam e a troca de energia fazia valer a festa. Os urros de David assemelham-se muito a Max Cavalera nos tempos de ‘Bestial Devastation’, porém Beyond the Grave escreve a sua história com o seu próprio talento, é Metal Pesado com velocidade e riffs que atravessam os nossos ouvidos, cortesia de Sérgio Araújo que não “alisa” nas seis cordas. Antes dos visitantes tocarem a última, o vocalista oferece uma camisa da banda como prêmio para o Headbanger que fizer o melhor salto mosh do palco. Terminada a apresentação elétrica a banda se despede para cumprir mais uma data no Nordeste, dessa vez em Mossoró (RN) e assim promover mais um estardalhaço sonoro.

Beyond the Grave
Beyond the Grave

Sérgio Araújo (Guitarra Beyond the Grave)
Sérgio Araújo (Guitarra Beyond the Grave)

David Sampaio (Baixo, Vocal Beyond the Grave)
David Sampaio (Baixo, Vocal Beyond the Grave)

Ivi Kardec (Guitarra Beyond the Grave)
Ivi Kardec (Guitarra Beyond the Grave)

Thiago Nogueira (Bateria Beyond the Grave)
Thiago Nogueira (Bateria Beyond the Grave)

Antes de Beyond the Grave partir, os caras ainda tiveram tempo para contemplar o set de FLAGELO, uma das bandas mais antigas do Thrash Metal de Fortaleza. Os cearenses subiram no palco com apenas um guitarrista, Fran ‘Mustaine’, todavia as doze canções do repertório fizeram “faiscar fogo” da ‘Flying V’ do moço. A banda está divulgando o seu novo trabalho, ‘Necrofilia’, mas além de tê-lo tocado na íntegra o quarteto também executou todas as faixas de ‘Pesadelo’, álbum de 2009. O pequeno gigante Elineudo Morais continua infernal com seus vocais que vão do gutural ao rasgado, e a dupla de peso, Leo Souza (baixo) e Toninho Laureno (bateria) justifica porque a banda é uma das mais solicitadas da cidade. O Thrash Metal do grupo sempre foi um ótimo representante do Ceará e é isso que faz a turma de Elineudo atravessar todas as barreiras. O resultado é a participação marcante dos fãs em todas as suas apresentações.

Fran ‘Mustaine’ (Guitarra Flagelo)
Fran ‘Mustaine’ (Guitarra Flagelo)

Elineudo Morais (Vocal Flagelo)
Elineudo Morais (Vocal Flagelo)

Depois de quase 25 anos se dedicando ao Metal, procurando material, fazendo amigos, calejando os ouvidos e o coração de música pesada, eu já tinha perdido a esperança no ‘Death Metal’, pois “quase tudo” que se ouvia desde os últimos quinze anos para cá, tem sido cópias repetitivas daqueles que fundamentaram o estilo no começo dos anos noventa. No entanto justamente uma banda conterrânea acendeu-me novamente a atenção e, mais que isso, fez despencar o meu queixo de uma altura de 1,70m! O peso de BURNING TORMENT literalmente fez tremer as adjacências do Night Bar. De repente eu me vi diante de um grupo parido nos becos sujos de Tampa, Flórida, mas não, eram “cabeças-chatas” mesmo, com um som que fazia cozinhar os PAs do palco. O vocalista apresentava um gutural tão rico e potente que não passa a dever nada para grandes ícones como Chris Barnes (Six Feet Under), George Fisher (Cannibal Corpse) ou Kam Lee (Massacre). A dupla de guitarristas também sabe muito o que faz, e riffs atormentadores é o que fazem de melhor, mérito atribuído também à cozinha devastadora. A banda existe desde 2011, por tanto uma grande revelação e descoberta de MVCS Prod/Distro que lançou a sua demo ‘Darkness Reborn’ junto com o selo ‘Nordeath Distro’. (Veja resenha de Daniel Tavares no link abaixo).
751 acessosBurning Torment: mostra que a banda veio para ficar

Burning Torment
Burning Torment

Luiz Paulo (Vocal Burning Torment)
Luiz Paulo (Vocal Burning Torment)

Um ponto bastante positivo a se comentar foi a participação ativa de um público, que mesmo comparecendo em número razoável complementou a festa em grande estilo. A irmandade que identifica os Headbangers do Brasil inteiro também se exemplifica em Fortaleza, onde percebemos o respeito das pessoas que andam juntas num só propósito: Celebrar o Metal Pesado seja para qualquer vertente for. Vida longa aos apoiadores!

Gatas conferindo o evento
Gatas conferindo o evento

Carlos Assete e Leonardo com contemplados de entradas para o evento, Jotaí e Jonathan Norkan
Carlos Assete e Leonardo com contemplados de entradas para o evento, Jotaí e Jonathan Norkan
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beyond The Grave"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Beyond The Grave"

Guns N RosesGuns N' Roses
Transtorno bipolar, a doença de Axl Rose

Iron MaidenIron Maiden
A foto que teria inspirado Derek Riggs na criação de Eddie?

PoisonPoison
A pornografia que quase matou Bret Michaels

5000 acessosIron Maiden: Bruce Dickinson continua andando de metrô5000 acessosGuitarristas e vocalistas: os 10 melhores "casamentos"5000 acessosSlayer: Tom Araya e os sorrisos nos shows ao vivo5000 acessosMotorhead: "Não somos Heavy Metal, somos Rock and Roll!"5000 acessosAC/DC: "se alguém pode fazer de Axl um bom vocalista, esse alguém é Angus Young"5000 acessosBon Jovi: as 10 melhores canções, segundo o Watchmojo

Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde 1989 vive à cultura e ideologia do Metal Pesado sendo fã ardoroso do Classic Rock ao Death Metal. A sua dedicação se define na constante busca por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online