Resenha - Eric Clapton (Morumbi, São Paulo, 12/10/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jorge A. Silva Junior
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Dez anos após sua uma passagem por São Paulo, o lendário guitarrista ERIC CLAPTON retornou à capital paulista para show único, realizado nesta quarta-feira (12), no estádio do Morumbi. Em pleno feriado de dia das crianças, o "Deus" da guitarra presenteou seus fiéis com uma aula de blues e rock durante quase duas horas.

Artur Menezes: vencedor do concurso para tocar no festival de Eric ClaptonMetallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

Fotos: Marcos Hermes (cedidas pela produção)

Show

Com a tradicional pontualidade britânica, às 21h ERIC CLAPTON subiu ao palco acompanhado de uma competente banda de apoio. Assim como ocorreu em sua segunda apresentação no Rio de Janeiro, o guitarrista iniciou a noite com a antiga canção de blues "Key The Highway", que literalmente levantou o público, seguida por "Tell The Truth" e "Hoochie Coochie Man" - a última escrita por WILLIE DIXON e que ficou mundialmente conhecida na voz de MUDDY WATERS. Nesta altura do campeonato, os fãs já previam que, além do rock, seriam presenteados com uma verdadeira aula de blues.

Clapton, aos 66 anos, pode ser comparado a um vinho fino: com o passar do tempo fica melhor. Dono de um estilo único, o guitarrista inglês parece encontrar atalhos no instrumento, fazendo com que as notas e passagens complexas pareçam simples.

Chegando à metade da apresentação, teve início um mini-set acústico, apenas com violão, baixo e bateria, que contou com "Driftin' Blues" e "Nobody Knows You When You're Down And Out". Ainda sentado, mas de volta ao seu instrumento de origem, o guitarrista tocou "When Somebody Thinks You're Wonderful", música de seu último álbum de inéditas: 'Clapton' (2010). Com um ritmo ainda mais cadenciado, "Layla" foi, sem dúvida, o grande momento da noite. Seu refrão foi cantado em uníssono por aproximadamente 50.000 pessoas.

Em meados dos anos 60, ERIC CLAPTON integrou o auto-intitulado melhor power-trio do mundo: CREAM. Na última parte do show, sua ex-banda foi lembrada com a empolgante "Badge", com destaque para o ótimo solo de guitarra.

Já no final do espetáculo, ainda teve tempo para o grande sucesso "Cocaine" e o cover de ROBERT JOHNSON "Crossroads", que contou com a participação de seu pupilo GARY CLARK JR.

Abertura

A atração de abertura veio da cidade de Austin, capital do estado americano do Texas. Misturando blues com elevadas doses de soul, R&B e rock and roll, o guitarrista Gary Clark, 27 anos, mostrou porque parte da mídia especializada o chama de "salvador". Durante 50 minutos, o jovem aqueceu o púbico com uma apresentação de alto nível. O músico, inclusive, participou no ano passado do festival 'Crossroads Guitar', idealizado por ERIC CLAPTON e que contou com gente do calibre de B.B. KING, BUDDY GUY e JEFF BECK. Além de ser um exímio instrumentista, seu timbre vocal é muito semelhante ao de Paul Rodgers (FREE/BAD COMPANY).

Pré-show

Duas horas antes do show, a movimentação de pessoas nas imediações do estádio era tranquila. O fato de o público chegar em cima da hora foi bom para os flanelinhas, que cobravam entre 50 e 70 reais por uma "vaga" de carro.
O tempo nublado também fez com que os vendedores de capas de chuva faturassem, mas, para a alegria de todos, São Pedro colaborou e não enviou água ao evento.

Dentro do Morumbi, diferentemente dos últimos shows internacionais realizados, o(s) setor(es) sob o campo continham cadeiras pra facilitar a visão do palco.

ERIC CLAPTON em São Paulo
12/10/2011 - Estádio do Morumbi
Duração: 1h45
Guitarra/Vocal: Eric Clapton
Backing vocals: Michelle John / Sharon White
Baixo: Willie Weeks
Bateria: Steve Gadd
Teclado: Chris Stanton

Set List:

1. Key To The Highway
2. Tell The Truth
3. Hoochie Coochie Man
4. Old Love
5. Tearin' Us Apart
6. Driftin' Blues
7. Nobody Knows You When You're Down And Out
8. Lay Down Sally
9. When Somebody Thinks You're Wonderful
10. Layla
11. Badge
12. Wonderful Tonight
13. Before Accuse Me
14. Little Queen Of Spades
15. Cocaine

Bis

16. Crossroads




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Eric Clapton"


Artur Menezes: vencedor do concurso para tocar no festival de Eric Clapton

Em 27/08/1990: Stevie Ray Vaughan morre em um acidente de helicópteroEm 27/08/1990
Stevie Ray Vaughan morre em um acidente de helicóptero

Eric Clapton: veja Ferrari de US$4,8 milhões do guitarristaEric Clapton
Veja Ferrari de US$4,8 milhões do guitarrista

Ultimate Classic Rock: as dez melhores duplas de guitarristasUltimate Classic Rock
As dez melhores duplas de guitarristas


Metallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidasMetallica
James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

Massacration: saiba quem é o baterista que tocava de verdadeMassacration
Saiba quem é o baterista que tocava "de verdade"

Heavy Metal: diagrama explica a origem dos nomes de bandasHeavy Metal
Diagrama explica a origem dos nomes de bandas

Cradle of Filth: Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?Keith Richards: colocando Justin Bieber em seu devido lugarGuns N' Roses: qual a música que Axl Rose mais gosta de cantar ao vivoOrtografia: como deveriam realmente se chamar as bandas?

Sobre Jorge A. Silva Junior

Jorge Junior é paulistano, jornalista diplomado e colaborador do Whiplash.Net desde 2009. Tem mais de 400 matérias e notas publicadas, que somam aproximadamente um milhão e meio de acessos. Também realizou a cobertura de shows de grande porte, entre eles Ringo Starr, Eric Clapton, Deep Purple, System Of A Down, Red Hot Chili Peppers e Ozzy Osbourne. O autor pode ser seguido no Twitter: @jorgejunior85.

Mais matérias de Jorge A. Silva Junior no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336