Angra: clima de descontração em festa de lançamento

Resenha - Angra (Manifesto Bar, São Paulo, 19/08/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ana Clara Salles Xavier
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.
























Faz quatro anos desde a última vez que o ANGRA lançou um álbum de músicas inéditas. Nesse meio tempo, brigas judiciais, trocas de integrantes, projetos paralelos e um longo recesso fizeram com que “Aqua”, o lançamento da banda e o sétimo álbum de uma carreira que merece respeito, fosse muito aguardado pelos fãs e pela mídia.

A banda recebeu imprensa, amigos e músicos com um coquetel no Manifesto Bar. A trilha sonora durante a noite toda foi o novo álbum, e o clima era de descontração. Edu Falaschi, Kiko Loureiro, Rafael Bittencourt, Felipe Andreoli e Ricardo Confessori estavam muito felizes e orgulhosos em falar sobre seu novo trabalho.

Os fãs, que já aguardavam na fila desde às 20h30 para assistirem a um pocket show acústico especial, puderam entrar somente após o fim do coquetel, às 22h30, pontualmente. E foram atendidos com muita simpatia por todos os músicos do ANGRA: foram fotos, autógrafos e bate-papos rápidos que fizeram a alegria de todos.

O público compareceu em bom número e, apesar da demora parar o início do show, todos estavam muito empolgados. Quase à meia noite, a banda subiu ao palco e foi ovacionada pelos presentes. Vale dizer que durante todo o show, os músicos brincaram muito, e a alegria em compartilhar aquele momento especial com os fãs era visível.

Apesar de um set curto, foi uma apresentação impecável e com um repertório certeiro, com grande parte das músicas sendo da fase pós “Rebirth”. Foram tocadas “Wishing Well”, “Heroes of Sand”, “Arising Thunder”, “Bleeding Heart” (muito pedida pelo público), “Nova Era”, “Late Redemption” e “Rebirth”, que fechou a noite. Mas o momento especial da noite ficou por conta de “Lullaby for Lucifer”, do álbum “Holy Land”, tocada e cantada por Rafael Bittencourt. Posso estar enganado, mas percebi que muita gente não conhecia essa música, o que é uma pena, pois sem dúvida é uma das baladas mais bonitas já composta pela banda.

Foi menos de uma hora, mas essa performance serviu para ver que a banda está em forma e inspirada, e para quem já espera uma palavra sobre o desempenho do vocalista Edu Falaschi, ele cantou muito bem nessa noite, e agora muita gente espera que ele supere alguns maus momentos que teve nos shows nos últimos anos.

A expectativa já está criada para o show do ANGRA em São Paulo no dia 12 de novembro, no Citibank Hall, localizado no bairro de Moema. Depois do show, os músicos novamente foram ao encontro de seus fãs para mais fotos e autógrafos. Foi uma noite agradável para todos, o primeiro passo de mais um renascimento da banda, e que seja benéfico não apenas para os músicos, mas também para o fortalecimento do cenário do Heavy Metal no Brasil.

Setlist:

Wishing Well
Heroes of Sand
Arising Thunder
Bleeding Heart
Nova Era
Lullaby for Lucifer
Late Redemption
Rebirth

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Dave Mustaine presta homenagem a brasileiro

695 acessosEdu Falaschi: Show em comemoração ao Dia dos Namorados0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

MorteMorte
Confira 10 belas canções do Metal sobre o tema

Guns N RosesGuns N' Roses
O brasileiro que quase assumiu a guitarra

AngraAngra
Para a alegria dos fãs, Rob Lundgren faz cover de "Carry On"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Hit ParaderHit Parader
Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revista

Gene SimmonsGene Simmons
Declarações polêmicas sobre bandas de sucesso

SepulturaSepultura
Jean Dolabella recebeu convite para tocar no Motörhead

5000 acessosRatos de Porão: O elogio de João Gordo aos garotos do Restart5000 acessosLuís Mariutti para Nando Moura: "Estádio não se lota com views ou likes"5000 acessosMotörhead: Amy Lee no colo de Lemmy Kilmister5000 acessosMetal Hammer: os dez personagens mais "metal" dos games5000 acessosRolling Stone: revista elege melhores faixas de álbuns ruins5000 acessosOzzy Osbourne: o veredito do madman sobre plágio do Led Zeppelin

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Ana Clara Salles Xavier

Ana Clara Salles, 24 anos, paulistana. Fã do Guns n' Roses, Black Label Society, Judas Priest, Led Zeppelin e Beatles, no seu acervo musical tem espaço também para bandas dos anos 80 como Sisters of Mercy e Depeche Mode. Afinal, como já disse uma vez Friedrich Nietzsche: "sem música, a vida seria um erro".

Mais matérias de Ana Clara Salles Xavier no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online