Van Halen: resenha e fotos de primeiro show

Resenha - Van Halen (Charlotte Bobcats Arena, Charlote, 27/09/2007)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Metal Blast, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Segue abaixo uma resenha do primeiro show da turnê de retorno do VAN HALEN, realizado em 27 de setembro no Charlotte Bobcats Arena em Charlote, North Carolina, traduzido do original postado por Benjamin Breegs no Metal Blast:

1225 acessosVan Halen: Simplesmente "FUCK"5000 acessosMetal: As bandas mais expressivas surgidas nos últimos 15 anos

O VAN HALEN entra no palco às 8:30 em ponto com “You Really Got Me”. O público enlouquece. Segue-se com “I´m the One”, o que é uma surpresa, já que “Romeo´s Delight” era tida como certa para segunda canção do show. Dave está ótimo, e Eddie está em chamas. Acho que a sobriedade o torna bem melhor.

”Running with the Devil” vem a seguir, e PQP, Wolfie está mandando no baixo e suas backings de harmonias estão redondas! Dave não está exatamente alcançando as notas mais altas, mas ninguém se importa: O VAN HALEN ESTÁ DE VOLTA!

Eles param após cada canção e Dave está sendo Dave, falando e praguejando como só ele sabe fazer. ”Somebody get me a doctor”, ”Beautiful Girls” e “Dance the night away” foram todas espetaculares.

”Atomic Punk” é seguida por “Everybody wants some”. Parece que os primeiros 40 minutos da reunião do VH são um sucesso. O set list é o sonho de qualquer fã da banda. Alex está batendo na bateria como se estivesse em 1978 e Wolfie tem a energia de um adolescente... esperem, ele é um! Nada como seu primeiro show perante 15.000 amigos próximos de David Lee Roth. Wolf está usando cada centímetro do palco, se a turnê se prolongar ele provavelmente perderá aquela banha de bebê!

É realmente chocante que Eddie não esteja usando um transmissor sem fio em sua guitarra e ficando bem perto do microfone para ajudar com os backing vocals.

”Pretty Woman” vem antes do solo de bateria de Alex. Para um cara de quase 60 anos, ele é incrível. ”Unchained” veio depois e deu a Dave tempo para mudar de roupa. Eddie é incrível. Todos os guitarristas deveriam aprender com o mestre. Ele está sóbrio e ninguém pode alcançá-lo! Belo toque quando Wolfie se reveza com ele na parte do “Gimme a Break” da música. Esse show vai ficar na história!

”I'll wait” inclui um tecladista oculto, mas isso pode ser perdoado, assim como nós podemos perdoar Eddie por se atrapalhar um pouco durante essa música, porque esse é o VAN FUCKIN HALEN!

Chamem a Guarda Nacional! Charlotte foi devastada pelo furacão VAN HALEN!

”Hot for Teacher”, deixa o local lotado num frenesi coletivo. ”Little Dreamer”, um clássico esquecido há muito, enlouquece o público e é seguido por “Secrets”. Se você tem ouvidos, você vai se divertir nesse show.

Hora de dar um tempo. Dave e seu violão, falando do colegial em 1972 e de sorvete. É isso mesmo, “Ice Cream Man”, completo com Dave usando um microfone auricular, emendando com “Panamá”!

“Little Guitars” emenda com um solo de Eddie Van Halen solo. PQP, não somos dignos disto. “Cathedral” seguida por ”Eruption” e como se isso não fosse o bastante – “ Ain't Talkin ´bout love”. Prestem atenção novatos, é assim que se faz. Duas horas até agora e nada de encheção de lingüiça. A banda agradece à platéia, curvando-se, e se esconde atrás do palco, vai ter mais....

Uma bola espelhada desce no meio da casa de shows....os acordes de “1984” começam e depois “Jump”. A platéia está ensandecida. Dave senta o pau na baqueta durante o solo, sobe naquele microfone inflável ridículo enquanto rola uma chuva de confete e é isso, pessoal...

Grande show, a platéia adorou. O set list foi bem ritmado, e o som não estava tão alto quanto achávamos que seria. Bravo. O VAN HALEN está de volta. Tranquem suas filhas e esposas. O desenho do palco é definitivamente bom, as caixas eram brancas e não pretas como se esperaria e Dave trocou de roupa mais que a Cher.

Set list, em ordem:

- You Really Got Me
- I'm The One
- Runnin' With The Devil
- Romeo Delight
- Somebody Get Me A Doctor
- Beautiful Girls
- Dance The Night Away
- Atomic Punk
- Everybody Wants Some
- So This Is Love
- Mean Street
- Pretty Woman (sem "Intruder", como rolou no ensaio)
- Drum Solo
- Unchained
- I'll Wait
- And The Cradle Will Rock
- Hot For Teacher
- Little Dreamer
- Secrets
- Jamie's Cryin'
- Ice Cream Man
- Panama
- Little Guitars
- Guitar Solo including Cathedral and Eruption
- Ain't Talkin' About Love

Bis:
- 1984
- Jump

Fotos do show podem ser vistas nos links abaixo:

Charlotte Observer
Yahoo! News.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Van HalenVan Halen
Em "5150", uma banda mais compacta e divertida

1225 acessosVan Halen: Simplesmente "FUCK"474 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Van Halen"

Myles KennedyMyles Kennedy
Os 10 discos que mudaram a vida dele

Eddie Van HalenEddie Van Halen
Eleito o melhor de todos os tempos pela Guitar World

Sammy HagarSammy Hagar
As bandas que o convidaram para cantar

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Van Halen"

MetalMetal
As bandas mais expressivas surgidas nos últimos 15 anos

AC/DCAC/DC
Isso sim é uma bela estrada para o inferno

Twisted SisterTwisted Sister
Dee Snider: "Ser pobre e famoso é uma merda"

5000 acessosAC/DC: "Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"5000 acessosGene Simmons: declarações polêmicas sobre bandas de sucesso5000 acessosStephanie Seymour: ex de Axl Rose mostra ótima forma aos 445000 acessosGuitarras Feias: O maior acervo da Internet é brasileiro5000 acessosMetal: em vídeo, o riff mais copiado de todos os tempos4031 acessosLemmy Kilmister: saiba o que fez toda a sua carreira valer a pena

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online