2º True Metal Fest: Grande presença da banda paulista Atomica

Resenha - 2º True Metal Fest (Guanabara Rocket, Porto Alegre, 12/03/2005)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Hugo Guaraná Lobo
Enviar correções  |  Ver Acessos


Capitaneado pelo produtor musical Flávio Soares (também baixista da banda Leviaethan), a segunda noite do 2º True Metal Fest (dentro da programação "March of Metal"), contou com a grande presença da banda paulista de thrash metal ATOMICA, que pela 1ª vez se apresentava no sul do Brasil.

Gorgoroth: As orientações sexuais e políticas de GaahlQueen: novas fotos do recluso John Deacon

Com um público pequeno, mas fiel, por volta da 01 hora da manhã a primeira banda da noite foi a HEREGE (de Cruz Alta-RS). A banda apresentou músicas próprias, com destaque para o baixista Rodrigo Dantas e alguns covers também: Accept "Balls to the wall", Iron Maiden "Killers" e Judas Priest "The Hellion/Eletric Eye, Metal Gods", músicas que ressaltam as boas influências que a HEREGE possui, mostrando como fazer um competente heavy metal .

Após um pequeno intervalo para troca de equipamentos, foi a vez da M-26 (de Pelotas-RS) mostrar o estilo Doom/Dark Metal, com boa performance da vocalista Carla e uma boa presença de palco da banda, que colocou bastante peso no Guanabara Rocket.

Pelos cartazes da divulgação do evento a próxima banda seria a BLAKK MARKET (SC), mas que por motivos pessoais não puderam comparecer, e então a banda porto alegrense de thrash metal DECIMATOR subiu ao palco. Quem já viu a banda ao vivo já esperava a postura thrash "anos 80", e eles começaram detonando com a música "Criminal Mind". Depois vieram "The Southern Wind", "Earthquake" e "Thrash Assault". Eles têm uma sonoridade bem thrash, mas com vocais até guturais do vocalista Caesar, num estilo mais death. Tiveram alguns problemas técnicos durante o show, mas nada que atrapalhasse muito. Seguiram com a musica "This land has Owner" e fecharam o set com "Bloodish War".

Já eram mais de 04 da manhã, e o pequeno mas entusiasmado público seguia firme aguardando ansiosamente os thrashers paulistas do ATOMICA. E como já diz o ditado "a primeira vez a gente nunca esquece". Ao som de uma pequena introdução, eles começaram o ataque sonoro com o som "Ways of Death".
Mesmo se apresentando num palco pequeno (mas com boa iluminação e qualidade razoavel de som) o agora quarteto formado por J. M. Francis (guitarra), J. P. Francis (guitarra/vocal), André Rod (baixo) e Mário Sanefuji (bateria), mostrou toda experiência de estrada que a banda possui, tocando com muito "feeling" e uma garra impressionante, fazendo até parecer que os anos 80 tinham voltado no tempo, numa postura totalmente thrash metal, e que poucas bandas sabem fazer com competência.

A banda baseou o set list do show nos seus três discos: Attomica (1987), Limits of Insanity (1989) e
Disturbing The Noise (1991), sem tocar nenhum material "novo", com o J. P. Francis fazendo um bom trabalho no vocal, bem rasgado e agressivo (apesar do microfone falhar algumas vezes), detonando sua guitarra com muitas bases rápidas e solos alternados juntamente com seu irmão J. M. Francis na segunda guitarra, com destaque para o "samurai" Mário Sanefuji que deu uma verdadeira aula de bateria, com batidas precisas, sabendo ser rápido na medida certa, além de muito peso do baixista André Rod.

O público interagia muito com o ATOMICA, que seguia mostrando como se faz o "true thrash metal" (verdadeiro e sem frescuras), como as bandas "das antigas" faziam e hoje em dia algumas até se "esqueceram' como se faz.

Sem nenhum cover, encerraram o show com a música "Forbidden Hate", sob aplausos dos já cansados, mas satisfeitos bangers gaúchos. Espera-se que esses paulistas da cidade de São José dos Campos venham mais vezes ao RS, e não demorem muito para isso, pois o thrash metal do ATOMICA realmente "destrói".

Set list do ATOMICA:

1 - Ways of Death
2 - Dying Smashed
3 - Flesh Maniacs
4 - Marching Over Blood
5 - From Beyond
6 - The Chainsaw
7 - Blood
8 - Children Assasins
9 - Violence & Terror
10 - Deathraiser
11 - Samurai / No Life
12 - Forbidden Hate




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Atomica"


Gorgoroth: As orientações sexuais e políticas de GaahlGorgoroth
As orientações sexuais e políticas de Gaahl

Queen: novas fotos do recluso John DeaconQueen
Novas fotos do recluso John Deacon

Runaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim FowleyRunaways
Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim Fowley

Guitar Hero: veja como o jogo desgraçou uma geração inteiraGuitar Hero
Veja como o jogo desgraçou uma geração inteira

Bruce Dickinson: Prefiro errar letras a usar monitores!Bruce Dickinson
"Prefiro errar letras a usar monitores!"

Chuck Berry: relato policial da morte do lendário músicoChuck Berry
Relato policial da morte do lendário músico

Megadeth: Dave Mustaine relembra quase entrada de Dimebag DarrellMegadeth
Dave Mustaine relembra "quase" entrada de Dimebag Darrell


Sobre Hugo Guaraná Lobo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336