Matérias Mais Lidas

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemLuciana Gimenez tentou aprender com Mick Jagger algo que não funcionou para ela

imagemKiko Loureiro explica efeito colateral da saída de Andre Matos que o fez crescer

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemA definição de rock n roll segundo quem melhor entende do assunto: Mick Jagger

imagemIron Maiden faz mais um show da "Legacy Of The Beast World Tour"; veja setlist

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemMike Shinoda não está nada feliz com a interferência das redes sociais na música

imagemComo foi 1º encontro de Nando Reis e Cássia Eller, ocorrido na casa de Marisa Monte

imagemRitchie Blackmore comenta o instrumental que lançou como homenagem a Jon Lord

imagem"Eu realmente não tenho fé na humanidade", diz Schmier, vocalista do Destruction


Stamp

Ian Anderson: O mentor da seminal banda de Rock Progressivo Jethro Tul

Resenha - Ian Anderson (Teatro Guaíra, Curitiba, 13/04/2005)

Por Clovis Roman dos Santos
Em 13/04/05

Ian Anderson, mentor da seminal banda de Rock Progressivo Jethro Tull, conseguiu reunir um público bastante variado no Teatro Guaíra. Desde jovens metaleiros até senhores de paletó, se encontrava todo tipo de pessoa. Uma hora após a abertura da casa, as 21h15, sobe ao palco a banda e Mr. Ian Anderson, acompanhado de sua indefectível flauta. Abriram o concerto com "Eurology". Após o fim desta, Anderson cumprimenta cada setor do teatro, praticamente lotado, e até fez piadinhas com o pessoal dos camarotes :"Don't Jump", disse. Seguindo, tocaram "Calliandra Shade" e "Skating Away", "Up The Pool" e "We Five Kings".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Neste momento, os 28 músicos da Orquestra Popular Paulista sobem ao palco. Nesta, que era a 6ª música, a princípio, era permitido tirar fotos, porém a truculência e ignorância dos seguranças nos impediam de realizar nosso trabalho. Após a música "Life Is A Long Song", Anderson, também visivelmente irritado com os flash das máquinas, conseguiu contornar a situação de uma maneira hilária.

A fotógrafa do site AfterHour, que estava na frente do palco tirando fotos, sem flash aliás, foi seguida por Ian, que foi junto com ela até lado direito do palco, onde se encontrava a imprensa. Já com os risos da platéia, o vocalista, fazendo uma pose engraçada, pede para que tirássemos uma foto dele, dando a entender que não queria mais saber de flashes na sua cara. Assim, continuou show com músicas do Jethro Tull e de sua carreira solo, como "Standing Alud" e "Cheap Day". Sobre a música seguinte, ele explica que é sobre uma desilusão amorosa, de um flautista e sua namorada, que o trocou por um outro flautista, que tinha uma grande flauta. Após contar esta historinha, chama ao palco a flautista Maria Cristina, que estava tremendo de nervosismo, para acompanhá-lo em "Grimelini's Lament". O público, que já estava impressionado com a perfeição sonora da apresentação, ficou ainda mais extasiado quando foi anunciada a música "Mother Goose", uma das mais belas canções do Jethro Tull. "Bouree" encerrou a segunda parte do concerto, que durou 55 minutos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Após um intervalo de 20 minutos, voltam ao palco para mais uma hora de apresentação. "Boris Dancing" e "Living In The Past" são tocadas apenas pela banda. A Orquestra volta para a execução de "Pavane". "Aqualung" não foi anunciada, pois Anderson esperava que o público a reconhecesse (ou não), e está acabou sendo outro ponto alto da noite. Para encerrar o 3º ato, as belíssimas "God Rest The Mary..." e "My God". No encore, "Budapest", com sua longa seção instrumental, para solos de guitarra e de flauta. Ian, como um legítimo rocker; pulou, dançou, e fez muito barulho com seu instrumento. Para finalizar com chave de ouro sua perfeita apresentação, nada melhor que "Locomotive Breath", com todo o público de pé, cantando junto. Com certeza, este evento valeu cada centavo pago, sendo que não foram poucos centavos, afinal, os ingressos custavam de R$120,00 à R$200,00.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Congratulações a produtora pelo evento, e por sua atenciosidade com a imprensa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp