Poser: algo de velho e algo de novo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Felipe Resende
Enviar correções  |  Ver Acessos

Definição tradicional do termo Poser: "Poser é uma gíria da língua inglesa cujo significado - principalmente no contexto musical - se refere uma pessoa com personalidade influenciável, sem atitude e que se deixa impressionar pelo artista, banda ou estilo musical que está fazendo sucesso no momento. O poser finge ser um fã apenas para estar na moda, para se juntar a um grupo e seguir as mesmas tendências. Em inglês, poser significa literalmente "alguém que faz pose", e é um termo pejorativo que descreve alguém que afirma que faz parte de uma determinada subcultura (como a do punk, heavy metal ou hip hop, por exemplo). Apesar disso, os elementos dessa tal subcultura afirmam que o poser não tem autenticidade, porque não compreende os valores ou a filosofia dessa mesma subcultura; [...] Em muitos casos, o poser não possui argumentos mais profundos sobre a subcultura a qual pertence mas finge ser um grande conhecedor do assunto" (www.significados.com.br).

Contra Costa Times: Os 25 melhores guitarristas da Bay AreaSlipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nas linhas abaixo, alguns esboços de algo do velho e de algumas coisas possivelmente novas para alargar o conceito "Poser".

1 - O Poser conhece uma banda por meio de um amigo A e sai correndo mostrar pro amigo B, dizendo que "acabou de achar tal som porque sabe mesmo procurar as coisas". Não satisfeito, ele afirma a B que também mostrou essa banda pra A, porque este "não entende nada de música".

2 - Fato bem conhecido: diz que até morre por uma banda, mas só baixa mp3, não vai aos shows, não compra material dela, não ajuda a banda de jeito nenhum. Não conhece as letras das músicas (quando são em idioma estrangeiro).

3 - Acha que tal banda é dele, e só dele. Tem uma necessidade doentia de achar que qualquer outro que goste é um Poser. Também precisa defender a banda a qualquer custo: quem critica a "sua" banda é um Poser.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

4 - Acha que todo mundo que escuta metal deve escutar só metal e se vestir de preto. Se você escuta Sting e escuta metal, está marcado de morte. Se você usa camiseta neutra (e pior, branca), está duplamente marcado para morrer.

5 - Não entende nada de teoria musical, não sabe nem mesmo o que é uma harmonia e nota musical, mas diz que tem gosto refinado porque escuta metal. Acha que bandas de metal que misturam elementos de música erudita nas canções são "fodíssimas", mas torce o nariz ao ouvir os primeiros acordes de um Beethoven. Acha também - sem sombra de dúvidas - que os artistas do metal são os melhores músicos do mundo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

6 - Se diz tolerante e defende a liberdade de expressão do conteúdo musical do artista, mas não perde a chance de falar que Slayer ou Behemoth são um lixo porque fazem letras blasfemas. Este é o poser "ascetinha do Senhor". Aliás, se você escuta bandas desse tipo ele te rotula como um lixo de pessoa, um "impuro". De outra perspectiva, há também os posers "niislitinha"/"ateuzito"/"ascetinha do Cramunhão". Dizem que o metal "não tem nada a ver com religião". Quem enfia Deus no negócio é um idiota. Metal é coisa do Mal, metal é o vazio da vida, metal é tripas pelos ares.

7 - Poser não é somente aquele que TENTA REPRESENTAR algo de maneira caricata, mas também é aquele ignorante portador de tendências moralizantes e fascistas, pois ACREDITA QUE REPRESENTA um subgênero e BUSCA CONDENAR pesadamente quem não se encaixa em seus moldes pré-estabelecidos. E pior, acha que está certo. São duros para consigo e para com os outros. Pecam em educação e cultura. Tem uma infinita necessidade de acusação, de promover a sua pessoa às custas do outro.

8 - O Poser é - em variados tipos de grau - um farsante fetichista. Não contribui para o desenvolvimento da cena. O exclusivismo que prega é retrógado, posto que tem a inclinação de excluir o outro em vez de esclarecê-lo melhor sobre o cenário musical e etc. Acha que representa uma subcultura e etc, mas somente pratica um comportamento paranoico (esvaziado de conteúdo). Por ser guiado por essa paranoia, não tem autenticidade (igual ao Poser modista), não tem personalidade. Por viver uma farsa, o Poser paranoico precisa blindá-la através do exagero, da histeria.

9 - Tal paranoia é sustentada pela tendência ao ódio e violência. O Poser paranoico nutre um desejo de destruição pelo Poser modista. Tem uma obsessão doentia pela vida alheia. Acredita que a prática da violência é justificada quando se depara com um modista. Sua violência seria "moralizante".

10 - A VERDADEIRA ideia de cultura ou subcultura não simpatiza com a violência e o ódio.

11 - O Poser modista foi criado pelo Poser paranoico.

12 - Roda de Mosh é pra ser divertida, não violenta. Posers gostam de ferir os outros - quem está e até quem não está na roda de mosh. Posers têm ódio gratuito.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Opiniões

Contra Costa Times: Os 25 melhores guitarristas da Bay AreaContra Costa Times
Os 25 melhores guitarristas da Bay Area

Slipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais VocêSlipknot
Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você


Sobre Felipe Resende

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280