Fora da Lei: por que dizer não à pirataria no Metal?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcos Garcia
Enviar correções  |  Ver Acessos

Bem, estamos em plena era do MP3 e das músicas compartilhadas pela Internet, o que ajuda muito as bandas de Metal a se divulgar amplamente, mas infelizmente, baixar músicas de bandas é um processo que acaba também sendo uma forma de matar o gênero...

Punk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGNSlipknot: "pastor" detecta mensagens subliminares nas capas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por que?

Ora, se o Brasil tivesse uma economia digna, o que apesar dos clamores do Planalto Central, não tem, talvez eu nem escrevesse estas linhas.

Bandas de Metal, tanto lá fora quanto aqui, recebem um percentual muito pequeno das gravadoras por venda de CD, talvez excetuando-se pelas gigantes do gênero; os pequenos selos, em geral, entregam às bandas algumas cópias do CD gravado para que ela mesma venda e possa ter um retorno financeiro que as ajude a sair, no mínimo, no zero a zero, ou seja, a banda se sustenta, mas sem render um centavo aos músicos. Estou falando em ensaios em estúdios, manutenção de instrumentos (cordas de baixo, de guitarra, peles de bateria, pratos, consertos dos instrumentos, entre outras coisas), deslocamento aos locais de shows, e mesmo design de home pages e myspace, o que nem todos sabem fazer.

E quem faz isso tudo, faz por amor ao Metal?

Não, custa grana, e são processos caros!

Mais uma vez, evocando que a economia nacional é um lixo, o fã baixa o CD pela net, e depois, não quer mais comprar o oficial. Ele pensa estar ajudando a banda, mas na realidade, está lesando a banda e a cena nacional de Metal como um todo. E por conta disso, várias bandas deixam de gravar CD.

Quando conversei com um ícone da cena extrema nacional, que já excursionou na Europa e perguntei porque a banda estava sem lançar nada a muito tempo, a resposta foi assustadora:
"A mentalidade das gravadoras hoje em dia é que as bandas paguem para gravar."

Assustados?

Esta é a realidade que está por trás disso: As gravadoras independentes querem ter o mínimo de prejuízos possíveis, o que não é injusto, e a banda arcar com a gravação é uma forma de minimizá-los, já que os selos podem ter problemas com vendagens baixas. Ou seja, a cada CD que você baixa, sem querer pagar pelo oficial depois, está lesando uma banda nacional.

Se me perguntam porque as bandas no exterior conseguem ir bem, mesmo com o MP3 sendo trocado em demasia, a resposta é bem simples: a economia estável e forte dos países de primeiro mundo permite que as bandas recebam cachê, auxílio de transporte, refeição e estadia. As três últimas são as famosas exigências obrigatórias que se tem que arcar para tê-las em eventos. E nem toquei na parte das exigências de equipamentos.

Ou seja: O que não ganham em vendas de CD, tiram nos cachês de shows, o que por aqui é bem raro quando tratamos de bandas brasileiras. Há exceções, mas são bem poucas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Além do mais, CDs de bandas, compradas com elas, sempre são baratos, entre 10 a 15 Reais, o que não é pesado para ninguém. Se você, caro banger, comprar um CD nacional, irá auxiliá-las a continuar e as lojas especializadas a manterem as portas abertas; se for à shows nacionais, estará incentivando para que outros ocorram, com produções cada vez melhores; se comprar camisetas, bottons e outros itens das bandas, estará dando um auxílio às bandas, e ao mesmo tempo, incentivando-as a continuar. E mesmo as que disponibilizam seu material na net para divulgação, esperam que os fãs comprem o oficial. Pergunte a algum amigo de banda e veja se não estou dizendo a verdade.

É bonito se falar em 'amor ao Metal', mas tão belo quanto é dar à cena condições dignas de continuar existindo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Opiniões

Punk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGNPunk Rock
Os 25 melhores discos segundo o site IGN

Slipknot: pastor detecta mensagens subliminares nas capasSlipknot
"pastor" detecta mensagens subliminares nas capas


Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280