Metallica: Ulrich comenta qualidade do áudio do novo disco

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Douglas Morita, Fonte: Metallica Remains
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 30/09/08. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O baterista do METALLICA, Lars Ulrich, comentou sobre a controvérsia da qualidade de áudio do novo álbum do grupo, "Death Magnetic".

4579 acessosMetallica: Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington5000 acessosJared Leto: a reação ao se ver no papel do Coringa

Diversos artigos discutiram o álbum no contexto da chamada "Loudness Wars" (algo como Guerras do Volume, em tradução livre), um termo usado pelo The Guardian do Reino Unido, que afirma que a indústria musical está tentando fazer com que os discos soem o mais alto possível principalmente para se destacarem nas rádios.

Um trecho de áudio foi postado no YouTube comparando a versão em CD do "Death Magnetic" com as faixas do álbum usadas no Guitar Hero, que foram preparadas de maneira diferente. Vários fãs preferiram a versão do Guitar Hero.

Uma petição que circulou entre fãs pedia que a banda remixasse o CD e conseguiu 12 mil assinaturas, embora eles sejam uma quantidade insignificativa quando comparada com as vendas do disco, que atingiram quase 1 milhão de cópias nos EUA, desde o dia 12 de setembro.

Ted Jensen, o engenheiro que masterizou o álbum no Sterling Sound em Nova Iorque, respondeu recentemente às reclamações dos fãs de que o CD está muito alto e que o áudio atinge níveis de distorção, dizendo "eu certamente simpatizo com sua reação, eu bato minha cabeça contra a parede todos os dias. Neste caso, as mixagens já estavam assim antes de chegarem aqui. É suficiente dizer que eu nunca forçaria as coisas a esses níveis. Acredite, eu não tenho orgulho de estar associado a este disco, e nós só podemos torcer que algo bom sairá disso em alguma forma de protesto contra volume acima de tudo."

Masterizar é o processo de preparar e transferir o áudio gravado de uma fonte contendo a mixagem final para o dispositivo de armazenamento, a "master", que originará as cópias que serão produzidas.

A culpa pela qualidade do som tem sido direcionada a banda, ao produtor Rick Rubin e ao seu engenheiro de gravação, Greg Fidelman.

Em uma entrevista nova com a Blender.com, Ulrich respondeu às reclamações dizendo, "ouça, não há nada com a qualidade do áudio. É 2008, e é assim que fazemos discos. A coisa toda do Rick Rubin é tentar e fazer com que soe vivo, fazer com que soe alto, fazer com que soe excitante, para pular para fora das caixas de som. Claro, eu ouvi que há algumas pessoas que estão reclamando. Mas eu venho ouvindo o disco pelos últimos dias no meu carro, e soa muito bem."

"Alguém me disse sobre [pessoas reclamando que a versão do Guitar Hero do 'Death Magnetic' soa melhor]. Ouça, o que você vai fazer? Muitas pessoas dizem que [o CD] soa ótimo, e algumas pessoas dizem que não, e está OK. Você tem que lembrar, quando nós lançamos o '...And Justice For All', as pessoas falavam, 'o que aconteceu com estes caras, este disco? Não há baixo nele. Soa como se tivesse sido gravado em uma merda de garagem, com 8 canais.' E agora '...And Justice For All' é meio que um disco seminal do Metallica que supostamente influenciou uma geração toda de bandas de death metal. A diferença entre antes e agora é a Internet."

"A Internet dá voz a todo mundo, e a Internet tem a tendência de dar aos reclamadores uma voz mais alta. Ouça, eu não consigo acompanhar essa merda. Parte de estar no Metallica é que sempre alguém tem algum problema com o que você faz: 'James Hetfield teve algo de café da manhã que eu não gostei'. Isso faz parte."

"Eu vou dizer que a resposta geral a este novo disco ultrapassou até nossas expectativas sobre o quão positiva é. Então eu não vou sentar aqui e me envolver em o que tem clipping ou não. Eu não sei que tipo de aparelho de som essas pessoas têm. Eu e James fizemos um trato de que nós nos afastaríamos um pouco e não ficaríamos no caminho da visão de Rick, seja ela qual fosse. Isto não é pra jogar a culpa nele - é nosso disco, eu levarei os golpes, mas nós queríamos que rolasse a visão de Rick de como o Metallica soaria."

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MetallicaMetallica
Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

Robert TrujilloRobert Trujillo
49 anos em ascensão musical

Avenged SevenfoldAvenged Sevenfold
Inveja da estratégia brilhante do Metallica

KerrangKerrang
Revista britânica elege os melhores singles já lançados

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

Jared LetoJared Leto
A reação ao se ver no papel do Coringa

Electra MustaineElectra Mustaine
A linda filha do Sr. Dave Mustaine

HumorHumor
Namorar um headbanger é sair da zona de conforto

5000 acessosIron Maiden: Nado sincronizado ao som de "The Trooper"5000 acessosLGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais5000 acessosMetallica: banda pensou em demitir Lars Ulrich?4661 acessosStone Sour: Corey Taylor acha que o Grammy é ridículo5000 acessosKorn: Jonathan Davis ficou chocado com comentários de Obama5000 acessosCasamento homoafetivo: rockstars postam mensagens sobre decisão

Sobre Douglas Morita

Douglas Morita acha que se existem constantes em sua vida, uma delas definitivamente é o Metallica. Fã da banda desde que se conhece por gente, criou o site Metallica Remains em 1998 e considera o grupo como sua principal - porém, obviamente, não única - influência musical. Além do Metallica, tenta ouvir de tudo um pouco, sem se limitar a estilos ou rótulos.

Mais matérias de Douglas Morita no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online