Beatles e Rolling Stones: bandas eram capitalistas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rívia Coimbra, Fonte: Gigwise.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Um estudo de 2008 alega que os BEATLES e os ROLLING STONES foram capitalistas que exploraram a cultura jovem dos anos 60, e não líderes do movimento. O estudo, conduzido pelo historiador David Fowler, diz que apesar da popularidade fantástica, nenhuma das duas bandas fez mais para representar os interesses dos jovens do que as Spice Girls nos anos 90.

519 acessosPaul McCartney: tocando Beatles com Bruce Springsteen por duas vezes5000 acessosBackmasking: Existem mensagens ao inverso em discos de rock?

Tanto os BEATLES – que uma vez afirmaram serem tão famosos quanto Jesus – e os ROLLING STONES são vistos por comentaristas como ícones dos anos 60. Mas Fowler acredita que eles apenas foram elevados a tal nível de aclamação por causa da sua fantástica popularidade.

"Eles eram jovens capitalistas que, longe de desenvolverem uma cultura jovem, exploraram a cultura jovem através da promoção da veneração de fãs, gritos irracionais de nada mais que um passivo consumidor adolescente", ele escreveu no estudo.

O historiador acrescentou que algumas aparições na televisão, tal como a performance dos BEATLES no Morecambe and Wise em 1963, provaram que eles eram, de fato, “entretenimento de família”.

No estudo, intitulado “A Cultura Jovem na Bretanha Moderna”, Fowler afirma que os "mods" fizeram mais pelos jovens nos anos 60 - e que o revivalista Rolf Gardiner deveria ser visto como a verdadeira personificação da cultura jovem do século 20.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Lars Ulrich no U2Lars Ulrich no U2
Ele perdeu para Paul McCartney a chance de tocar bateria

519 acessosPaul McCartney: tocando Beatles com Bruce Springsteen por duas vezes2280 acessosE se for verdade?: Famosos que morreram e foram substituídos1436 acessosShows: em vídeo, Top 11 Músicas Viscerais de Encerramento0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

BeatlesBeatles
O ano em que o grupo revolucionário desapaixonou-se

Metal HammerMetal Hammer
Os maiores hits do rock eleitos em votação

John LennonJohn Lennon
10 coisas que você não sabia sobre o Beatle

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"0 acessosTodas as matérias sobre "Rolling Stones"

BackmaskingBackmasking
Existem mensagens gravadas ao inverso em discos de rock?

Black SabbathBlack Sabbath
A polêmica capa do polêmico álbum Born Again

Débil MetalDébil Metal
Quando os fãs assustam os ídolos

5000 acessosJohnny Ramone: "Não era bom abrir o show do Black Sabbath"5000 acessosAlguns dos maiores mitos do Rock n' Roll5000 acessosSlipknot: causando medo no cantor Latino durante o Rock In Rio5000 acessosEvanescence: Jen Majura mostra em vídeo por que não fez audição5000 acessosLoudwire: as dez melhores faixas Metal de 2013 na escolha do site5000 acessosJason Newsted: baixista explica por que acabou com o Newsted

Sobre Rívia Coimbra

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Rívia Coimbra no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online