Alice In Chains: entrevistados por Hetfield e Lars

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Jorge A. Silva Junior, Fonte: UltimateGuitar.Com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 25/09/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

James Hetfield e Lars Ulrich, do METALLICA, entrevistaram o ALICE IN CHAINS, que recentemente lançou "Black Give Way To Blue", primeiro disco de estúdio em 14 anos. O programa foi produzido pela FMQB, site especializado em notícias da indústria radiofônica.

488 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman5000 acessosSteven Tyler: vocalista admite que já queimou a rosca

O especial intitulado "Inside Alice In Chains: Black Give Way To Blue", irá ao ar nas emissoras de rádio dos Estados Unidos nesta quinta-feira (25).

Confira as principais partes da entrevista:

Significado do álbum:

O guitarrista Jerry Cantrell explicou que a faixa-título é uma homenagem ao vocalista Layne Staley, que morreu em 2002:
"É uma música muito intensa, que realmente abre o coração por causa de Layne e da experiência que todos nós passamos", disse Cantrell. "É sobre enfrentar esse negócio, o bem, o mal e avançarmos todos juntos. Ela (música) fala sobre o quão as coisas estavam bastante escuras para nós. É algo muito literal, e as coisas estão começando a ficar um pouco melhores", completou.

Participação de Elton John na faixa-título do novo álbum:

"Foi uma coisa muito forte para mim, porque toda a minha jornada (na música) começou por causa ele. Esse foi o primeiro cara que eu realmente admirei", revelou o guitarrista. "Foi então que comecei a descobrir bandas com guitarras, como AC/DC, KISS e, por sorte, muitas outras. Mas Elton foi a primeira coisa acendeu uma luz em mim", finalizou.

A morte do vocalista Layne Staley, em 2002:

"Nós saimos dos trilhos e paramos de fazer turnês. Realmente não estavamos focados (...) Tentamos tirar um tempo livre, e o plano era se concentrar e tentar viver um pouco", afirmou Cantrell. O baterista Sean Kinney acrescentou: "O plano era realmente dar um tempo porque eu sabia que se ficassemos fora, na estrada, a morte era iminente. Não aconteceu apenas com o Layne, poderia ter sido comigo ou com qualquer outro. Foi como se tivessemos sido puxados para trás, e, na teoria, teriamos de agir em conjunto para poder viver e seguir em frente".

Ao final, foi perguntado a William DuVall, novo vocalista, sobre o fato dele cantar as músicas de outra pessoa

"A música está sempre aberta à interpretação, e tiro o meu próprio significado da letra, sendo ela escrita por Layne ou Jerry", disse DuVall. "Sobre as novas músicas, elas são semelhantes às antigas (...) É uma melodia muito pessoal do Jerry, e Layne as cantava com muita convicção (...) Eu canto nesse material músicas como "Junkhead" e "Dirt", só que do meu próprio jeito, porque os sentimentos por trás das letras são universais. A motivação para escrevê-las pode ser extremamente pessoal, mas essa é a beleza na música. Isso tudo é sentimento para mim. Eu sou uma pessoa sentimental", finalizou.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MetallicaMetallica
Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington

488 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

MetallicaMetallica
Tudo sobre a icônica capa de ...And Justice For All

Oh, não!Oh, não!
Clássicos que foram "estragados" pelo tempo

Rock In RioRock In Rio
Por que ladrões agem menos no dia do Metal?

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Alice In Chains"0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

Steven TylerSteven Tyler
Vocalista admite em livro que já queimou a rosca

Dimmu BorgirDimmu Borgir
Silenoz: "Não sei se me classificaria como satanista!"

Corey TalorCorey Talor
"Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"

5000 acessosSexo e rock n' roll: banda grava e vende pornô para bancar despesas5000 acessosShaman: baixista desabafa sobre cena brasileira5000 acessosNicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester5000 acessosGuns N' Roses: a história da saída de cada integrante5000 acessosBruce Dickinson: a melhor resposta para o ataque terrorista de Manchester5000 acessos"Minha mulher não deixa não" em versão Metal

Sobre Jorge A. Silva Junior

Jorge Junior é paulistano, jornalista diplomado e colaborador do Whiplash.Net desde 2009. Tem mais de 400 matérias e notas publicadas, que somam aproximadamente um milhão e meio de acessos. Também realizou a cobertura de shows de grande porte, entre eles Ringo Starr, Eric Clapton, Deep Purple, System Of A Down, Red Hot Chili Peppers e Ozzy Osbourne. O autor pode ser seguido no Twitter: @jorgejunior85.

Mais matérias de Jorge A. Silva Junior no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online