W. Axl Rose: "vocês são todos desprezíveis" – Parte V

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 09/11/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Por Mick Wall, traduzido por Nacho Belgrande

As ramificações da saída de Slash, entretanto, seriam devastadoras. Como Duff diz agora, tudo começou a ruir violentamente depois que “Slash virou as costas e disse, ‘Que se foda’. Ele e Axl não se falavam mais. Tinha se tornado algo irracional”.Em retrospecto, Duff diz, era apenas uma questão de tempo até que Slash saísse porta afora. Os dois sempre tinham sido próximos. Quando Duff se separou de sua primeira esposa Mandy em meados do Natal de 1989, foi Slash quem o amparou, permitindo que ele ficasse em sua casa, mudando seus planos de Natal para ficar com Duff. Com o passar do tempo, todavia, Duff sentiu-se cada vez mais como um intermediário na disputa de Slash com Axl, “aquele a quem ambos recorriam, e eu fiquei com a impressão de estar sendo manipulado por crianças”.Quando Slash saiu, no começo Duff resignou-se à vida na banda sem seu velho amigo. Quando, um ano depois, Axl decidiu que Matt Sorum seria o próximo a tomar a bota, Duff soube que era o fim pra ele também.

3381 acessosGuns N' Roses: em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 20165000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1989

De acordo com Matt, ele saiu depois de uma acalorada discussão com Axl – sobre Slash. Eles tinham conversado no estúdio quando Paul Huge comentou que tinha visto Slash tocar com sua banda, a Snakepit, no «programa televisivo» David Letterman Show na noite anterior e que tudo “soava como uma merda e parecia uma merda”.Matt diz agora: “Ele estava falando merda do Slash. Eu disse, ‘Escuta filho da puta, quando eu estiver na mesma sala, eu gostaria que você não falasse porra nenhuma do Slash. Ele ainda é meu amigo. Você não serve pra amarrar o sapato daquele cara. Ele tem mais talento no dedinho do pé do que você, filho da puta, cala a boca!’ E daí Axl pulou na minha cara. Eu disse, ‘Quer saber, Axl, mano? Você está fumando pedra se acha que essa banda é o GN’R sem o Slash. Você vai tocar ‘Sweet Child O’ Mine com a porra do Paul Huge? Sinto muito, cara, não vai ficar bom. A porra de ‘Welcome to the Jungle’ sem Slash? E Axl diz, ‘Eu sou o Guns N’ Roses – eu não preciso de Slash’. Eu disse, ‘Quer saber? Não, você não é.’ E a gente ficou nessa xanice; ficou aquela cutucação por uns 20 minutos. E daí ele finalmente disse, ‘Bem você vai pedir as contas/’ Eu disse, ‘Não, eu não peço a porra da conta;’ E ele disse, ‘Bem, então você ta despedido, caralho.’

“Paul Huge saiu correndo atrás de mim no estacionamento e disse, ‘Porra cara? Volta lá e pede desculpas’! Eu disse, ‘Vai tomar no cu, Yoko! Tô fora!’ e foi isso. Eu fui pra meu palácio de seis andares de rock star com dois elevadores e meu Porsche. Eu estava produzindo uma banda chamada Candlebox na época, eles estavam morando na minha casa. E eu disse, ‘eu acabo de ser despedido’. Eles disseram, ‘Ah, que nada, ele vai te chamar de volta’, e eu disse, ‘Não, não dessa vez’. Porque ele já tinha me despedido antes, mas ele sempre me ligava de volta. Eu disse, ‘Não, acho que não’. E cerca de um mês depois, eu recebi a carta dos advogados.”

Esta matéria pode ser lida na íntegra - em português - no site do LoKaos Rock Show:
http://lokaos.net/w-axl-rose-v/

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Guns N RosesGuns N' Roses
Em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 2016

1411 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's1559 acessosFabio Lima: 13 músicas pelo Guns N' Roses1761 acessosGuns N' Roses: turnê com rappers N.W.A. quase rolou; Axl era fã0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl Rose e "Paradise City" em comercial da Budweiser

Guns N RosesGuns N' Roses
O duelo entre "Sweet Child" e "WTTJ" no cinema

MetallicaMetallica
O Guns N' Roses se tornou uma coisa nostálgica

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1989

SlayerSlayer
Cronologia de Jeff, da picada da aranha até a morte

PoeiraPoeira
A fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin

5000 acessosCorey Taylor: sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch5000 acessosBruce: "Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!"5000 acessosU2: as 10 melhores músicas de todos os tempos da banda5000 acessosCapas Assustadoras: Loudwire elege as Top 10 do Metal5000 acessosJá tem 20 anos!: os dez melhores álbuns de metal de 19955000 acessosBlack Sabbath: Doom Let Loose

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online