Winger: 25 anos atrás, o progressivo dava mais classe ao hard

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

O dia de hoje marca o vigésimo quinto aniversário do lançamento do autointitulado álbum de estreia do WINGER. Quando se fala sobre o Winger, é tentador ir direto à música que fala sobre manter relações sexuais com garotas menores de idade ainda no ensino médio, "Seventeen". É a razão pela qual a maioria das pessoas se lembra deles, porque… bem, fala de corromper menores! Mas o que a maioria das pessoas não se dá conta é que a musicalidade desse álbum é simplesmente fabulosa. O guitarrista REB BEACH é um monstro, e ele, junto com o ex-baterista do Dixie Dregs, ROD MORGENSTEIN e o tecladista PAUL TAYLOR trazem uma influência do progressivo e do metal para muitas das faixas do álbum – que é essencialmente um disco de AOR. Tendo chegado ao #21 da parada Billboard 200 [e eventualmente chegado a Disco de Platina nos EUA], ‘Winger’ é um disco de estreia altamente bem-sucedido.

publicidade

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Hair metal: os 50 melhores álbuns de todos os tempos, segundo a Rolling StoneHair metal
Os 50 melhores álbuns de todos os tempos, segundo a Rolling Stone

Metallica: Lars não é tão talentoso assim, diz Kip WingerMetallica
"Lars não é tão talentoso assim", diz Kip Winger


Kerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revistaKerrang!
Os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista

Nirvana: Kurt Cobain era meio pau no cu, diz produtorNirvana
"Kurt Cobain era meio pau no cu", diz produtor


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin