Mötley Crüe: Sixx discorre sobre morte de Philip Seymour Hoffman

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

O trágico falecimento do ator PHILIP SEYMOUR HOFFMAN trouxe o horror da drogadição de volta à atenção da mídia. Em seu programa de rádio da última segunda-feira, 4 de Fevereiro, NIKKI SIXX, baixista do MÖTLEY CRÜE, falou abertamente sobre a morte de Hoffman e sua luta diária com sua própria recuperação.

Blind Guardian: Algumas verdades sobre Hansi KürschO Surto: "Fora Queen, só nós fizemos 250 mil cantarem no Rock in Rio"

"A parte que me abala mais é que ele ficara sóbrio por 22 anos, e acabara de sair de um período de 10 dias de desintoxicação em maio", ele disse. "Isso serve pra mostrar que seu vício está espreitando nas sombras - o monstro - e não se importa se são cinco ou vinte e dois ou trinta anos. Só está sentado ali pensando, 'Hey, quando você estiver pronto, eu vou sair com prazer e participar de novo'. Acontece. Aconteceu comigo."

Chamando o vício de 'incurável' e a recuperação de 'uma privação diária do uso', Sixx traçou um paralelo entre ele mesmo e Hoffman, que foi encontrado morto no domingo com 50 trouxas de heroína em seu apartamento e uma agulha enfiada no braço.

"Meu deus, isso é assombroso, porque foi o que aconteceu comigo. Eu acordei com aquela agulha em meu braço, mas eu não tive uma overdose. E aquele foi o momento em que eu meio que, 'OK, isso não é mais divertido'. Ele não teve chance de rir. Ele não teve chance de chorar. Você não vê que isso vai acontecer... e eu me sinto muito mal pela família de Philip Seymour Hoffman, por seus filhos. O que quero dizer é que, só pode ser devastador o fato de seu herói morrer. E de uma overdose de drogas, é quase pior do que em um acidente de carro. É tipo, 'Pai, a culpa é sua'."

Enquanto Sixx dá crédito ao Programa de 12 Passos dos Alcoólicos Anônimos por salvar sua vida, ele não quis especular sobre porque Hoffman teria voltado a usar drogas antes de saber de toda a história por de trás do fato, e afirmou que recair é muito fácil caso não se tome cuidado.

"O que eu vi no passado é que, caso você não se mantenha ligado ao programa, você não se mantém ligado àquelas mensagens e basicamente tudo que ele faz é por em perspectiva o que eu faço agora, que é dizer, 'ah, to esperando', e coisas como o trânsito te deixam naquele estado de 'eu estou de saco cheio desse trânsito e minha namorada tá me enchendo e tenho toda essa pressão da empresa e tem isso e aquilo', e daí você vai pra reunião do AA e é, 'Esses são problemas bastante pequenos se comparados a quando você estava deitado na calçada, comendo formigas e vomitando em cima de si próprio. Esses sim são problemas sérios', e daí você conclui, 'está certo'."


Morte de Philip Seymour Hoffman

Philip Seymour Hoffman: heroína vendida por parceiro de Jagger e Richards?Philip Seymour Hoffman
Heroína vendida por parceiro de Jagger e Richards?

Kiss: Gene Simmons não tem dó de Philip Seymour HoffmanKiss
Gene Simmons não tem dó de Philip Seymour Hoffman

Todas as matérias sobre "Morte de Philip Seymour Hoffman"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Morte de Philip Seymour Hoffman"Todas as matérias sobre "Drogas e Álcool"Todas as matérias sobre "Motley Crue"


Blind Guardian: Algumas verdades sobre Hansi KürschBlind Guardian
Algumas verdades sobre Hansi Kürsch

O Surto: Fora Queen, só nós fizemos 250 mil cantarem no Rock in RioO Surto
"Fora Queen, só nós fizemos 250 mil cantarem no Rock in Rio"

Spike: os sete piores solos de guitarraSpike
Os sete piores solos de guitarra

Blind Guardian: Algumas verdades sobre Hansi KürschBlind Guardian
Algumas verdades sobre Hansi Kürsch

O Surto: Fora Queen, só nós fizemos 250 mil cantarem no Rock in RioO Surto
"Fora Queen, só nós fizemos 250 mil cantarem no Rock in Rio"

Lody Kong: a banda dos filhos de Max CavaleraLody Kong
A banda dos filhos de Max Cavalera

Carcass: frontman defende Babymetal das críticas dos puristasCarcass
Frontman defende Babymetal das críticas dos puristas


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336