Scorpions: James Kottak preso em Dubai por insultar o Islã

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 29/04/14. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

De acordo com o site The National, o baterista do SCORPIONS, JAMES KOTTAK, passará um mês em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, encarcerado cumprindo uma pena decretada essa manhã [29 de abril] por ter insultado ao Islã.

595 acessosScorpions: Rudolf Schenker critica muro de Donald Trump5000 acessosChris Cornell: relatório policial descreve últimas horas e morte

O músico estadunidense de 51 anos teria supostamente consumido cinco taças de vinho no voo do dia 3 de abril proveniente de Moscou enquanto viajava para o Bahrein em um trecho da empresa aérea Gulf Air para se apresentar dois dias depois no Grande Prêmio de Fórmula 1 daquele país. Depois de se equivocar e entrar no setor errado da aeronave, Kottak "começou a xingar e falar sobre ‘muçulmanos mal-educados’ antes de dar o dedo do meio para os passageiros", de acordo com as testemunhas. A Polícia também disse que ele abaixou suas calças e mostrou suas alvas nádegas aos espectadores.

Um oficial local afirmou ter ouvido Kottak dizer "que cheiro nojento é esse?" antes de o baterista insultar o islamismo. “Eu não vi nada mais, mas eu o ouvi”, disse o oficial. “Eu então informei meu supervisor, que veio e recolheu o meliante.”

Um empregado de 27 anos do serviço ao cliente acrescentou: “Quando ele [Kottak] viu os passageiros paquistaneses e afegãos, ele cobriu seu nariz e disse que de jeito algum viajaria com eles”. Ele ainda afirma que o baterista começou a xingar repetidamente na área de desembarque do Terminal 2. “Ele não estava se dirigindo especificamente a uma pessoa, mas estava falando sobre todos no geral. Ele estava muito nervoso na hora e falando alto.”

Um agente de serviço de solo de 25 anos afirma que Kottak foi até ele e estava gritando ‘muçulmanos ignorantes’ e então foi ao escritório da empresa e deu o dedo aos passageiros.

Kottak negou ter insultado o islamismo, dizendo à promotoria: “Eu não me lembro de ter dito essas palavras e eu não dei o dedo”. Ele também negou ter abaixado as calças, ao declarar: “Isso não é verdade – eu só levantei a camisa para mostrar a tatuagem nas costas”, como “uma atitude espontânea”. “Não há modo de eu ter tido tal frase sobre o islamismo, estivesse eu bêbado ou não”, disse.

“Eu confesso ter bebido álcool, mas me recuso a admitir as duas outras acusações, eu não as cometi”.

Além de passar um mês em cana, Kottak – que tem estado preso desde o dia 3 de abril – vai ter que pagar US$ 545 por beber álcool sem permissão.

O tempo que ele passou na detenção será deduzido de sua sentença final.

Por causa do ocorrido, Kottak não se apresentou com seus colegas no show do dia 5 de abril no Grande Prêmio Gulf Air de Fórmula 1 do Bahrein e fora substituído por MARK CROSS [Tainted Nation, Firewind, Outloud, Helloween, Metallium].

À época, o empresário da banda disse que "a gravidez da namorada de Kottak, assim como problemas diplomáticos anteriores", teriam impedido sua ida ao evento.

5000 acessosScorpions: banda comenta prisão de James Kottak5000 acessosScorpions: banda comenta prisão de Kottak e anuncia substituto2279 acessosScorpions: baterista sai da tranca em Dubai e volta para os EUA3141 acessosScorpions: James Kottak divulga carta aberta sobre sua prisão2233 acessosScorpions: Klaus Meine comenta novo disco e rehab de Kotakk2504 acessosScorpions: James Kottak volta à banda em definitivo5000 acessosScorpions: "Dissemos a Kottak que ele estava fora da banda"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 29 de abril de 2014
Post de 30 de abril de 2014

595 acessosScorpions: Rudolf Schenker critica muro de Donald Trump118 acessosRock Sugar: banda retorna com mashup de Scorpions com Adele; assista269 acessosRock Dissidente: grupos de Metal / Rock que gravaram Reggae604 acessosHeavy Metal: Quando o Surf também radicaliza no som1551 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's1860 acessosScorpions: como surgiu a ideia de fazer turnê com o Megadeth0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Scorpions"

Rock In RioRock In Rio
As homenagens dos artistas estrangeiros com o Brasil

SupernaturalSupernatural
Ouça 10 músicas que marcaram a série

ScorpionsScorpions
Axl/DC, uma coisa bem estranha, diz Rudolf Schenker

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Scorpions"

Chris CornellChris Cornell
Relatório policial descreve últimas horas e morte

SlipknotSlipknot
Pornografia inspirou primeiro álbum da banda

NirvanaNirvana
Claudia Ohana faz cover desastroso no Programa do Jô

5000 acessosAC/DC: como Angus responde a um copo de cerveja atirado?5000 acessosMarcelo Maiden: Uma impressionante coleção de ítens do Iron Maiden5000 acessosSlipknot: pornografia inspirou primeiro álbum da banda5000 acessosIron Maiden: vídeo mostra como foi feito o Eddie de "Seventh Son"5000 acessosNightwish: E se uma brasileira assumisse o vocal?5000 acessosGlen Drover: tocar no Megadeth era algo tedioso

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online