Judas Priest: sem eles o heavy metal estaria extinto

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Bruce William, Fonte: Galeria do Rock
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 28/06/15. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em entrevista realizada pela Comando Rock antes da vinda do Judas Priest ao Brasil, o baixista fundador Ian Hill fala sobre o passado e presente da banda, confira no link a seguir e alguns trechos mais abaixo:

4892 acessosBlend Guitar: os dez solos de guitarra mais fáceis da história5000 acessosIntrigas: Bandas em família que terminaram mal

http://galeriadorock.com.br/materias/som/92-confira-uma-entr...

O Judas Priest tem mais de 40 anos de carreira e é uma das bandas mais importantes da história do heavy metal. O que você sente quanto a isso?

Ian Hill: Acho que minha ficha não caiu até hoje com relação a isso (risos). Não podemos reclamar desse status, mas não é algo que podemos nos sentir muito orgulhosos. Simplesmente fomos fazendo as coisas e as consequências nos trouxeram isso. Lutamos duro para conseguir isso e não posso dizer que me sinto mal. É legal ver bandas boas te citarem como influência (risos). E nos motiva a continuar.

No box set Metalogy (2004) está escrita a seguinte frase: “sem o Judas Priest o heavy metal estaria extinto”.

Ian Hill: (Interrompe rindo) Eu sabia que essa frase nos traria problemas (risos). Mas, o heavy metal não estaria extinto. Tem muitas bandas sensacionais por aí, não teria como.

Sim, mas o Judas foi a principal influência da N.W.O.B.H.M. e também uma das maiores influências do thrash metal e de toda uma evolução dentro do cenário do metal...

Ian Hill: Obrigado, agradeço por isso. Como disse, a ficha ainda não caiu (risos). Espero que possamos cumprir com todas as expectativas que os fãs depositam na gente. Para nós é um privilégio poder ser parte disso. Poder tocar em um lugar que pode não estar lotado, mas que as pessoas que estão lá realmente querem estar lá. Saíram do trabalho, estão estressadas e vem ver a gente tocar e se divertir, canta as músicas, conhece pessoas novas ou reforça os laço de amizade. Para a gente isso é algo realmente importante. Não há palavras para expressar o quão grato somos a tudo que aconteceu com a gente. E, como já disse, ter influenciado o Big Four (Anthrax, Metallica, Megadeth e Slayer), as bandas alemãs, as daqui da Inglaterra e de muitos outros lugares, ser um ídolo para eles é realmente algo inexplicável. Um privilégio poder ser citado como influência de tantas pessoas talentosas.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 28 de junho de 2015

Blend GuitarBlend Guitar
Os dez solos de guitarra mais fáceis da história

1460 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's450 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta1366 acessosPhil Campbell: solo terá Dee Snider e Matt Sorum, além de Halford1018 acessosVocalistas: 5 famosas falhas ao vivo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

CensuraCensura
Ouvir Rock e Metal é porta de entrada para virar gay?

Rob HalfordRob Halford
"Deve haver músicos gays que não se revelam!"

Rob HalfordRob Halford
A gafe de Sharon Osbourne no Ozzfest

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"

IntrigasIntrigas
Bandas em família que terminaram mal

QueenQueen
Ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicos

Heavy MetalHeavy Metal
Nove ótimas músicas suaves do gênero

5000 acessosSlayer: "Não sei improvisar", diz Kerry King5000 acessosBrian May: "eu não sabia que Freddie era Gay"5000 acessosSeparados no nascimento: Lady Gaga e Eddie5000 acessosKing Diamond: O que significa ser Satanista?5000 acessosLacuna Coil: após polêmica, músico pede desculpa a brasileiros5000 acessosRammstein: as 10 melhores músicas da banda alemã

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online