Lost In The Storm: Entrevista para o blog Colorado Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Carnelossi, Fonte: COLORADO HEAVY METAL BLOG
Enviar correções  |  Ver Acessos

De INTO THE STORM para LOST IN THE STORM uma pequena mudança para evitar problemas na divulgação com uma homônima de Seatle, pouco atrapalhou quem espera o material definitivo dessa galera. Desde o primeiro contato que tivemos com o músico Fábio Andrey podemos acompanhar a evolução nas composições e os detalhes que cercam o início da carreira desse grupo. Encabeçado pelo já Veterano Fábio Andrey (INSANITY, THE MIST), a nova proposta coloca no centro a talentosa vocalista Flávia Americano, que nos concedeu algumas impressões sobre o que anda acontecendo nos bastidores do LOST IN THE STORM. Acompanhem essa entrevista diretamente da França para o COLORADO HEAVY METAL!

Led Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"Raul Seixas: Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fábio! Começo com uma pergunta rápida e rasteira, após uma sutil e necessária mudança no nome da para LOST IN THE STORM, como está o processo de gravação do Full Legth?

Fábio: Vitão, Nós temos contatos no mundo todo, não vivemos só de facebook (rs) e recebo mensagens todos os dias de várias partes do mundo... Em uma dessas mensagens era James Reeves do Into the Storm americano e conversamos sobre a coincidência do nome das bandas...E nessa conversa falamos que iriamos lançar nossos discos esse ano. Ele me disse que já usava "into the storm" desde 2009 e cheguei a conclusão que não custava nada mudar (antes do disco sair) Assim como o nosso disco estou ansioso para ouvir o disco do into the storm de seatle (rs)

Para quem segue as novidades sobre a banda, pode notar a inclusão de muitos teclados e elementos no material já liberado. É intencional essa nova sonoridade fora do Thrash/Death que faz parte de bandas anteriores em que você participou?

Fábio: Nós não costumamos seguir uma linha ou rótulos, o que soar bem vai ficar.Gosto muito de arranjos de cordas e percussão por isso me sinto à vontade em usa-los.

Flávia, em alguns materiais que contam com sua voz, seja em vídeos ou trechos liberados do LOST IN THE STORM nota-se um timbre muito agradável de acentuação Pop dará um tempero especial para as composições! Quais as suas principais referencias para criar as linhas vocais do LOST IN THE STORM?

Flávia: Olá Vitor, de facto a minha voz tem uma acentuação mais POP pois nunca tive formação musical e desde pequena que canto o que ouço na rádio.

Flávia: Existem várias bandas que eu aprecio, mas nunca me inspirei em nenhuma para criar as linhas de voz do Lost In The Storm, na verdade é simples, basta ouvir a música e a magia acontece... não sei explicar é automático, apenas sigo o meu instinto musical.

Mantendo contato com o Fábio pude observar através de nossas conversas que o espaço para sua interpretação tem crescente papel na banda, como tem sido a sua participação na criação das destas canções?

Flávia: O Fábio é uma verdadeira caixa de música kkkk, as vezes acorda a meio da noite e vai para o computador... eu pergunto: ­- o que se passa? E ele responde: -- Sonhei com uma música tenho de gravar!

Flávia: É assustador!! Kkkk o que me faz sentir por vezes pequenina tendo em conta a experiência e história musical do Fábio, mas com o tempo percebi que até a mais pequena contribuição faz a diferença! Exponho as minhas ideias e o Fábio as transforma em notas musicais, acho que é por isso que a nossa música é tão especial não seguimos qualquer tipo de regra ou interdição para fazermos o que mais gostamos, apenas fazemos...

Fábio, como foi à recepção do 1º single "In the Shadows Garden"?

Fábio: O 1º single foi mais para entrarmos no mercado, tivemos uma ótima repercussão tanto aqui na europa quanto em algumas partes do Brasil. O lançamento foi em uma rádio em fortaleza, em um programa chamado Hey Ho dos meus amigos Gê e Miguel.

Com uma boa captação em estúdio e um produtor muito eficiente, qual será sua tática para levar o material ao maior número de ouvintes o possível?

Fábio: O nosso próximo single sairá em formato físico na Rússia pelo selo GS-productions no qual já saímos em uma coletânea com a música "no Man's land" e vamos disponibilizar em todas as mídias (google play, spotify, itune, amazon music e etc..)

Flávia, vocês estão trabalhando em alguma música com potencial para ser veiculada em grandes rádios, podendo alcançar um sucesso além do underground?

Flávia: Damos sempre o máximo em todas as músicas obviamente com o intuito de atingir o máximo de público, mas o mais importante é que as pessoas apreciem verdadeiramente a nossa música e o nosso trabalho, é de facto gratificante quando alguém curte o nosso som e nos encoraja. O nosso ideal é alcançar um sucesso merecido, marcante e não um sucesso temporário.

Na Europa o abismo entre o underground e a música popular é tão grande?

Fábio: Nem tanto, a diferença é que é muito mais organizado. Tudo funciona perfeitamente e sem muitas surpresas desagradáveis. Se tiver um bom material e força de vontade, você consegue tranquilamente alcançar um grande público em vários países. Não que você vá ficar rico rápido...mas já é um ótimo começo.

O LOST IN THE STORM ainda não fez sua estreia nos palcos, vocês já andam conversando sobre isso?

Flávia: Todos os dias!!! Kkkk assim que a gente terminar o disco temos como objetivo fazer uma tourne na Europa. Não posso deixar de acrescentar que estou muito empolgada pois será a minha estreia em palco.

Uma "Tour" será interessante para captar recursos e apresentar o material para públicos distintos. Da para "bolar" uma boa estrutura de shows no velho continente?

Fábio: Aqui temos todo o suporte necessário pra isso (booking /Van/equipamentos/bus) Estamos nos organizando para pegar a estrada em breve.

As letras, segundo o Fábio tem momentos introspectivos, alguns melancólicos... Para interpretação vocal, essa dramaticidade é desafiadora para você?

Flávia: Eu estou sempre pronta para desafios, mas até agora essa dramaticidade não foi um problema para mim , como já disse anteriormente sigo o meu instinto musical que até agora nunca me deixou ficar mal, fecho os olhos e escuto a voz que sai da minha mente.

Há momentos que a música do LOST IN THE STORM se torna bem pesada, com os vocais do Fábio contrastando totalmente como o seus, podemos dizer que essa mistura de estilos tornou essa parceria de vocês muito prolifera e acaba dando uma série de possibilidades para se seguir, não é?

Flávia: Este tipo de contraste, vocal masculino com feminino é muito vulgar nas bandas de hoje...mas eu acho que o Lost In The Storm não cai nesse clichê, tentamos justamente, ser originais e fazer a música como ela é e não como ela tem de ser.

Achei bem legal seu vocal, sinceramente... No Heavy Metal criou-se um clichê muito forte para vocais operísticos e líricos femininos, seu vocal já leve e intenso, você já cantou profissionalmente em alguma banda antes do LOST IN THE STORM?

Flávia: Como vocalista não, mas quando era adolescente participei em algumas bandas como guitarrista, mas nada profissional.

Flávia, o que esperar do LOST IN THE STORM?

Flávia: Muita musicalidade, um som que te vai fazer sentir... que é muito Foda!!!! Kkkk

Flávia: Vai te fazer viajar entre os mais pequenos detalhes e variados sons. Se Gostas de música nós somos aquilo que sempre esperaste!!

Flávia: Vamos dar o melhor de nós para que este projecto prossiga e consiga atingir um sucesso digno do nosso esforço e amor pela música.

Fábio, temos alguma previsão de lançamento do material no Brasil?

Fábio: Já entrei em contato com alguns amigos de distribuidoras de disco como a rising records do Rio Grande do norte do meu amigo Luciano Elias. Que ano passado relançou o phobia do Insanity (minha antiga banda)

Vocês pensam em fazer alguma versão ou cover de alguma música ao vivo?

Flávia: Sim, na verdade estamos a trabalhar num cover do Therapy? Que iremos lançar muito brevemente.

Flávia, você já veio para o Brasil em alguma oportunidade, e virem tocar para cá, por favor, não esqueçam o Sul do Brasil (Paraná)

Flávia: Infelizmente ainda não tive a oportunidade, mas quando for será com grande prazer que irei visitar o Paraná!!!

Flávia, agradeço imensamente sua participação e nosso blog, deixo o espaço aberto para você!

Flávia: Eu é que agradeço pela força e protagonismo que nos tem dado, são pessoas como você que fazem o mundo girar!!! Um grande obrigado!! Quero aproveitar para agradecer a todas as pessoas e amigos que tem participado no nosso crescimento se vocês não seria possível, Obrigado. E você que ainda não nos conhece, visite a nossa página Lost In The Storm no facebook.

Andrey, obrigado mais uma vez por dar-nos essa oportunidade! Esperamos novidades!

Fábio: Eu que agradeço pelo espaço e pela força que você vem nos dando ai no Brasil.

INTO THE STORM IS:
FÁBIO ANDREY / FLÁVIA AMERICANO / THIBAUT PEYROT

https://www.facebook.com/lostinthestorm1?pnref=story

Por Vitor Carnelossi / COLORADO HEAVY METAL BLOG




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Lost In The Storm"


Led Zeppelin: a inspiração por trás de KashmirLed Zeppelin
A inspiração por trás de "Kashmir"

Raul Seixas: Perguntas e respostas e curiosidades diversasRaul Seixas
Perguntas e respostas e curiosidades diversas


Sobre Vitor Carnelossi

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336