Black Sabbath: morre tecladista Geoff Nicholls aos 68 anos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel Faria, Fonte: Facebook
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 28/01/17. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Geoff Nicholls, que tocou teclado com o Black Sabbath de 1979 a 2004, morreu. Ele tinha 68 anos de idade.

5000 acessosBlack Sabbath: show causou dor de cabeça ao time do São Paulo5000 acessosGene Simmons: declarações polêmicas sobre bandas de sucesso

De acordo com o anúncio de Tony Iommi no Facebook, a causa foi câncer do pulmão. "Estou muito triste de ouvir da perda de um dos meus amigos mais queridos e próximos, Geoff Nicholls", ele escreveu. "Ele tem sofrido faz um tempo com câncer de pulmão e ele perdeu a batalha hoje cedo. Geoff e eu sempre temos sido muito próximos e ele tem sido um amigo de verdade para mim e tem me apoiado por quase 40 anos. Eu sentirei muito a falta dele e ele viverá no meu coração até nos encontrarmos de novo. Descanse em paz meu caro amigo."

O baixista Geezer Butler também compartilhou seus pensamentos, escrevendo "muito triste de ouvir da morte do velho amigo e tecladista do Sabbath, Geoff Nicholls. RIP Geoff."

Geoff Nicholls nasceu em Birmingham, Reino Unido em 28 de fevereiro de 1948 e nos meados dos anos 70 Nicholls tocou guitarra e teclados no Quartz, cujo primeiro album de 1977 foi produzido por Iommi.

E durante aquele periodo caótico do final dos anos 70 no qual Ozzy Osbourne foi demitido e Geezer Butler saiu temporariamente do Sabbath, Nicholls foi contratado como baixista. Mas o retorno de Butler o fez mudar para os teclados, e sob o novo vocalista Ronnie James Dio, lançaram Heaven and Hell em 1980.

Apesar de várias mudanças de formação e queda nas vendas durante os anos 80, Nicholls ficou com o Black Sabbath, tornando-se num membro completo, começando com o álbum de 1986, Seventh Star. Durante os anos 90 ele foi demovido duas vezes, durante a reunião Dehumanizar com Dio em 1992 e a volta de Osbourne em 1997. A chegada em 2004 de Adam Wakeman, o tecladista da banda solo de Ozzy, acabou a era de Nicholls com o Black Sabbath.

Depois de sua partida, ele trabalhou com outro ex-membro do Black Sabbath, o vocalista Tony Martin, em sua banda Headless Cross, que levou o nome do álbum do Sabbath que saiu em 1989.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Black SabbathBlack Sabbath
Show causou dor de cabeça ao time do São Paulo

1924 acessosCypress Hill: "Alice in Chains fez igual ao AC/DC e Black Sabbath"1171 acessosLoudwire: em vídeo, dez bandas extintas que o mundo quer de volta48 acessosEm 20/10/1998: Black Sabbath lança o álbum ao-vivo Reunion0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Tony IommiTony Iommi
Guitarrista é impotente e violento, diz Lita Ford

TraduçãoTradução
O clássico Heaven And Hell, do Black Sabbath

Heavy MetalHeavy Metal
Dez discos essenciais dos anos setenta

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"


Gene SimmonsGene Simmons
Declarações polêmicas sobre bandas de sucesso

Andre MatosAndre Matos
"Fui praticamente coagido a ser vocalista do Viper!"

VocalistasVocalistas
Cantora clássica analisa cinco ícones do Heavy Metal

5000 acessosQuando shows dão errado: 25 apresentações desastrosas5000 acessosGuitar World: os 100 melhores guitarristas de hard rock5000 acessosOs roqueiros mais chatos das redes sociais2900 acessosKerry King: o que ele faria da vida sem o Slayer?5000 acessosSepultura: os álbuns da banda, do pior para o melhor5000 acessosSlayer: a pizza mais true do mundo é vendida em Minneapolis

Sobre Daniel Faria

Nascido em 1977, cresceu em um lar onde rock progressivo dominava as ondas do ar. Aos 12 anos, com a compra de "Paranoid" (Black Sabbath) tudo mudou e o metal gradualmente passou a ser o som predominante em casa. Estudou Computer Science / Applied Science pela Concordia University (Montreal, Québec, Canada) e hoje vive em um vilarejo rural em Simcoe County, centro-sul de Ontario, Canada.

Mais matérias de Daniel Faria no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online