Dream Theater: Mike Portnoy diz que "precisava de um tempo" da banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Drinks w. Johnny
Enviar Correções  

O baterista Mike Portnoy relembrou sua saída do Dream Theater em entrevista ao Drinks With Johnny, canal do baixista Johnny Christ (Avenged Sevenfold).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mike Portnoy estava tocando com o Avenged Sevenfold no mesmo período em que deixou o Dream Theater, em 2010. Ele foi chamado para gravar o álbum "Nightmare" e fazer sua respectiva turnê, após a morte do baterista do A7X, Jimmy "The Rev" Sullivan - ele citava Portnoy como o seu instrumentista favorito.

Durante o bate-papo, Mike disse que ele precisava do Avenged Sevenfold e vice-versa. "Acho que vocês precisavam reerguer. Sentia que eu estava ali para ajudar vocês. E vocês, cientes ou não, estavam ali para mim em um bom momento, porque estava há 25 anos no Dream Theater e me sentia desgastado. Precisava de um tempo daqueles caras. E fazer turnê com vocês me renovou, mostrou que há mais do que a bolha do Dream Theater onde estive por 25 anos. Abriram meus olhos", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Portnoy afirmou, ainda, que "tomou a decisão de que precisava de uma folga daqueles caras", em referência ao Dream Theater. "Precisava explorar outras coisas, seja com vocês ou não, mas algo a mais. E eu sabia que não daria certo entre nós (a longo prazo) porque eu não queria compromisso. Sabia que o Dream Theater estava virando drama. Sempre que dava uma entrevista, virava uma manchete e eu não queria aquilo. E para vocês, virou uma distração. Fora que sempre fui um cara das redes e vocês sempre mantiveram controle forte disso", comentou.

Apesar do momento não parecer adequado pela recente perda de The Rev, Mike Portnoy disse que precisava arriscar com o Avenged Sevenfold. "O Dream Theater estava nas minhas costas para fazer compromissos, porque queriam seguir. E eu não estava pronto. Enfim, o que aconteceu, aconteceu. Completei um ano com vocês e aí vocês seguiram, enquanto eu comecei a fazer o que faço agora. Passaram-se 9 anos e eu estive em diversas bandas e projetos. Lancei uns 40 álbuns desde então. Não estou criticando, mas o Dream Theater lançou 4 álbuns desde que saí. Acho que eu precisava mais do que aquilo", destacou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, Portnoy reforçou que não se arrepende de sua decisão e comentou que tudo acontece por uma razão. "Fico muito feliz com meu caminho desde que tive essa experiência com vocês. Sou grato, assim como sou grato por ter funcionado quando seguiram o caminho de vocês. Tocaram com dois bateristas incríveis, Brooks Wackerman é incrível, é perfeito para vocês. E eu fui fazer todas essas coisas diferentes. Todos estamos felizes", concluiu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Gosto é gosto: Quem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?Gosto é gosto
Quem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?

Overkill: mandando recado ao Avenged SevenfoldOverkill
Mandando recado ao Avenged Sevenfold


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

WhiFin Goo336 Goo728 Cli336 Goo336