Pearl Jam: "ainda fazemos discos para serem ouvidos na íntegra", diz Eddie Vedder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Bill Simmons / Blabbermouth
Enviar Correções  

O vocalista Eddie Vedder refletiu sobre o atual estado da música e como o Pearl Jam se contrapõe a isso durante entrevista ao podcast de Bill Simmons. Em trechos transcritos pelo site Blabbermouth, o cantor destaca que o novo álbum da banda, "Gigaton", foi feito para ser ouvido na íntegra, diferente de trabalhos contemporâneos de outros grupos.

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA

Vanessa Frehley: amor sem limites ao Kiss

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Não que todos tenham que ouvir tudo, mas ainda fazemos assim caso alguém queira escutar dessa forma. É como fazemos", disse Vedder, inicialmente, sobre "Gigaton".

O cantor comparou o disco com um show ao vivo. "Também é como um show: montamos a ordem das músicas para ter um fluxo e uma energia. Uma canção passa a tocha para a outra", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, ele fez uma conexão com o passado para abordar esse conceito de continuidade que tanto valoriza. "Acho que isso vem muito do meu passado, de quando eu contava pontos quando era um garoto em jogos de beisebol. Obviamente, eu não era tão bom em matemática e não fui para a faculdade de contabilidade, mas eu olhava para o placar do Wrigley Field (estádio em Chicago, nos Estados Unidos) e acho que isso me ajudou muito", disse.

Por que Gigaton demorou tanto

Na mesma entrevista, Eddie Vedder revela por que "Gigaton" foi lançado 7 anos após o antecessor, "Lightning Bolt" (2013). Segundo o cantor, o novo álbum "cresceu por conta própria", o que levou algum tempo. Esse período não corresponde, necessariamente, a 7 anos, já que o trabalho não começou a ser composto em 2013. Porém, sabe-se que a banda preparava o material desde 2017.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Apenas começou diferente e terminou diferente. Tudo o que aconteceu no meio foi diferente. Foi isso que fez a diferença", afirmou o cantor, inicialmente.

Em seguida, ele completou: "Em algum ponto, tivemos que finalizá-lo. Ficamos concentrados e pensamos: 'ok, acho que conseguimos isso, agora vamos juntar esses fragmentos'. No outono passado (primavera no Hemisfério Sul), demos duro e colocamos um prazo final. Achei maduro de nossa parte dizer: 'ok, vamos concluir, essa é a parte difícil'".

A entrevista completa pode ser ouvida a seguir (em inglês, sem legendas).

Pearl Jam: ouça o novo álbum Gigaton, décimo-primeiro da discografiaPearl Jam
Ouça o novo álbum Gigaton, décimo-primeiro da discografia

Pearl Jam: novo álbum Gigaton tem música sobre Chris Cornell?Pearl Jam
Novo álbum Gigaton tem música sobre Chris Cornell?




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA

Vanessa Frehley: amor sem limites ao KissVanessa Frehley
Amor sem limites ao Kiss


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280 GooInArt