Matérias Mais Lidas

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemRitchie Blackmore revela como o impactou a chegada de Jimi Hendrix na Inglaterra

imagemDaniel Cavanagh, do Anathema, sobrevive a tentativa de suicídio

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemSe vira nos 30: Andre Matos tomou cano de produtor e fez milagre pra agradar fãs

imagemO comportamento de Kirk Hammett que facilitou o trabalho de seu professor Joe Satriani

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemApós resposta de Malmsteen, Jeff Scott Soto rebate guitarrista e diz que deseja paz

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden está ensaiando para turnê que passa pelo Brasil

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba


Stamp

Cantora de ópera ouve "Painkiller" pela primeira vez e dá sua opinião sobre Rob Halford

Por Gustavo Maiato
Em 19/01/22

A cantora de ópera, youtuber e coach vocal Elizabeth Zharoff, do canal The Charismatic Voice, fez um vídeo em que analisou a música "Painkiller", do Judas Priest, com foco na voz de Rob Halford.

Antes de começar a análise, Elizabeth explicou que aquela seria a primeira vez ouvindo a banda e disse que muitos dos seus seguidores solicitaram a análise de "Painkiller", música lançada no álbum homônimo em 1990.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Logo nos primeiros versos, a cantora se impressionou com os agudos e com o timbre de Rob Halford.

"Isso é muito mais alto do que eu esperava! Achei que fosse uma voz mais profunda. Acho que ele está usando a técnica fry scream. Muito interessante. Não sei se gostei da voz dele, mas definitivamente estou impressionada. A voz dele me lembra uma guitarra elétrica com um pouco de distorção. Ela funciona muito bem para esse estilo de música. Tem uma agressividade nos tons mais agudos, mas não soa como se a voz fosse desmoronar a qualquer momento", afirmou.

Depois de passar pelo refrão e pelo solo, Elizabeth chamou atenção para a maneira peculiar com que Rob Halford pronuncia as vogais. "Ele usa muito bem vogais como o ‘e’ e ‘i’. Ele fala ‘pein’ e não ‘pain. Não é ‘killer’, e sim ‘kilah’. Essa vogal é mais fácil para ele cantar. É comum que cantores profissionais encontrem vogais que mais achem fácil de pronunciar e aí se apoiam nelas. Tem uma parte que é tão potente e com brilho que achei que tinha algo acontecendo aqui na minha sala. No final, ele canta um pouco mais grave. Ele consegue fazer uma voz mais profunda", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, a cantora traçou um paralelo entre a voz de Rob Halford e a técnica de canto clássico sprechstimme, que é um modo de cantar típico do expressionismo alemão e se aproxima da voz falada.

"Caramba! Isso é animal demais! Ele consegue manter esse fry nos agudos e graves. Estou maravilhada com esses gritos dele. Essa técnica me lembra um pouco a técnica sprechstimme, utilizada por artistas como Schoenberg. É bem estranho e perturbador. Ele me lembra isso. Gosto dos vibratos que ele faz também. Tem horas que não sei se é a voz dele ou a guitarra que estou ouvindo. Ele soa como uma guitarra!", completou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Judas Priest: 10 composições que merecem mais atenção, pela Ultimate Guitar

Fight: "Halford precisa encontrar o momento certo para um retorno", diz Jay Jay Brown


Judas Priest: Rob Halford comenta saída de K.K.Downing da banda

Mastodon: Dailor sofreu após Hinds dizer que Judas Priest não é metal

Tim Owens: Saída do Iced Earth não foi amigável



Sobre Gustavo Maiato

Jornalista, músico e fã. O heavy metal entrou na sua vida há 10 anos e nunca mais saiu. Gosta de estudar o tema e compreender o metal como manifestação cultural.

Mais matérias de Gustavo Maiato.