Kiss: 10 músicas gravadas com formações completamente alternativas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Igor Miranda
Enviar correções  |  Comentários  | 

O Kiss se tornou notável, ao longo dos anos, por ter gravado inúmeras músicas com formações distintas daquelas que apareciam creditadas. Isso acontecia, especialmente, em músicas feitas a partir de "Dynasty" (1979), disco que marcou o início da deterioração da banda.

868 acessosMulheres: por que os feios, porcos e maus do rock as atraem?5000 acessosRock In Rio: A primeira impressão de Tommy Lee sobre o Rio de Janeiro

A situação se manteve semelhante na década de 1980, quando o Kiss abandonou as maquiagens, visto que um de seus principais integrantes, Gene Simmons, se dedicava mais a trabalhos no cinema. O hábito seguiu até o álbum "Psycho Circus" (1998), que deveria marcar o retorno de Ace Frehley e Peter Criss, mas foi quase todo gravado por Tommy Thayer e Kevin Valentine, além de Paul Stanley e Simmons.

Veja, abaixo, 10 músicas do Kiss gravadas com formações completamente alternativas.

"2,000 Man" (1979)

Este cover de uma música dos Rolling Stones foi quase um projeto solo de Ace Frehley. Ele toca todos os instrumentos, com exceção da bateria, que fica a cargo de Anton Fig - curiosamente, o mesmo baterista que tocou no disco solo do Spaceman, em 1978.

Ace Frehley - vocal, guitarras base e solo e baixo
Anton Fig - bateria

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Shandi" (1980)

"Shandi" é um dos momentos mais peculiares do Kiss. Paul Stanley relata, no livro "Por trás das máscaras", que sentiu, ali, que algo estava errado: ele gravou a faixa com músicos de estúdio, sem Ace Frehley, Peter Criss ou Gene Simmons.

Paul Stanley - vocal e guitarras base e solo
Tom Harper - baixo
Anton Fig - bateria
Holly Knight - teclados

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Tomorrow" (1980)

As formações malucas seguiram por quase toda a tracklist do álbum "Unmasked". Era como faixas solo tivessem sido aglutinadas em um disco. "Tomorrow", boa música, é mais um caso: Paul Stanley é acompanhado apenas de Anton Fig na bateria e do produtor Vini Poncia nos teclados.

Paul Stanley - vocal, guitarras base e solo e baixo
Anton Fig - bateria
Vini Poncia - teclados

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Creatures Of The Night" (1982)

Esta faixa, que se tornou um dos grandes clássicos do Kiss, só teve Paul Stanley (que só registrou voz) e Eric Carr como integrantes oficiais. O restante é tocado por músicos de estúdio, incluindo o já falecido Mike Porcaro, do Toto. Sua banda era famosa na época, mas, mesmo assim, ele fazia trabalhos como "session musician".

Paul Stanley - vocal
Adam Mitchell - guitarra base (e lick final)
Steve Farris - guitarra solo
Mike Porcaro - baixo
Eric Carr - bateria

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"I Still Love You" (1982)

Uma das faixas mais melódicas do Kiss foi gravada somente por Paul Stanley, no vocal e na guitarra base, e Eric Carr, no baixo e na bateria. Robben Ford cuida do solo.

Paul Stanley - vocal e guitarra base
Eric Carr - baixo e bateria
Robben Ford - guitarra solo

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Who Wants To Be Lonely" (1985)

Um dos singles de "Asylum" teve o seu baixo gravado por Jean Beauvoir, do Crown Of Thorns e co-autor da música. Allan Schwartzberg, músico de estúdio que já havia trabalhado com o Kiss antes, gravou overdubs de bateria nesta canção.

Paul Stanley - vocal, guitarra base
Bruce Kulick - guitarra solo
Jean Beauvoir - baixo
Eric Carr e Allan Schwartzberg - bateria

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Every Time I Look At You" (1992)

Dick Wagner, guitarrista de confiança do produtor Bob Ezrin, gravou o solo de "Every Time I Look At You". Bruce Kulick, por sua vez, registrou o baixo. E nada de Gene Simmons.

Paul Stanley - vocal, violão
Dick Wagner - guitarra solo
Bruce Kulick - baixo
Eric Singer - bateria

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"I Walk Alone" (1997)

Esta faixa não contém integrantes adicionais, mas é peculiar por contar com Bruce Kulick assumindo quase tudo. Paul Stanley contribui com guitarra base e Eric Singer, bateria.

Bruce Kulick - vocal, guitarra solo e baixo
Paul Stanley - guitarra base
Eric Singer - bateria

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Psycho Circus" (1998)

A faixa que sacramentou o retorno do Kiss só teve a participação de Paul Stanley entre os integrantes. A guitarra solo é de Tommy Thayer, a bateria é de Kevin Valentine e o baixo é de Bruce Kulick.

Paul Stanley - vocal e guitarra base
Tommy Thayer - guitarra solo
Bruce Kulick - baixo
Kevin Valentine - bateria

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"I Finally Found My Way" (1998)

A última faixa do Kiss a ser cantada por Peter Criss tem Paul Stanley, Tommy Thayer e Kevin Valentine no instrumental. Para conduzir a orquestra e alguns instrumentos adicionais, trabalharam Shelly Berg e Bob Ezrin.

Peter Criss - vocal
Paul Stanley - guitarra base e baixo
Tommy Thayer - guitarra solo
Kevin Valentine - bateria
Shelly Berg - piano acústico e condutor de orquestra
Bob Ezrin - Fender Rhodes

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Comente: Faz tanta diferença ou não importa, no caso do Kiss?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Hard RockHard Rock
Os melhores álbuns de 1970 até 2016

868 acessosMulheres: por que os feios, porcos e maus do rock as atraem?603 acessosKiss: lançada bicicleta de triathlon oficial da banda879 acessosKiss: banda toca "Comin' Home" em show acústico1380 acessosSlaughter: "Queria que Vinnie Vincent ainda estivesse na música"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

KissKiss
"Procure uma igreja evangélica para esclarecimento"

KissKiss
Crianças em coreografia com "Rock and Roll All Night"

KissKiss
"Não voltarei à banda", diz Bruce Kulick

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 25 de janeiro de 2017

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

Rock In RioRock In Rio
A primeira impressão de Tommy Lee sobre o Rio de Janeiro

ListasListas
As 10 melhores bandas da era pós-Nirvana

KornKorn
Welch: "Eu estava viciado e com Deus encontrei uma saída!"

5000 acessosTragédias: 10 das piores ocorridas em shows de Rock e Metal5000 acessosTradução - Appetite For Destruction - Guns N' Roses5000 acessosReligião: os rockstars que se converteram5000 acessosPaul Di Anno: "Bruce Dickinson é prata e eu sou ouro!"4780 acessosKiss: Gene Simmons comenta raízes inglesas da banda4940 acessosAC/DC: "seria uma banda muito melhor se Bon Scott não tivesse morrido", diz biógrafo

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online