Scorpions: a história por trás da música "Wind of Change"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marcelo Araújo, Fonte: Ogro do Metal
Enviar correções  |  Comentários  | 

“Wind of Change” foi lançada em 1990 no álbum “Crazy World” e inspirou-se nos "ventos de mudança" que atingiam a Europa com o término da Guerra Fria, o desmembramento da União Soviética, e a queda do Muro de Berlim. Em 1989, a banda se apresentou no “Moscow Music Peace Festival”, um evento que visou promover a paz no mundo e estabelecer a cooperação internacional na luta contra às drogas naquela região. Além do Scorpions, também marcaram presença bandas como Bon Jovi, Cinderella, Skid Row, Mötley Crüe e Ozzy Osbourne. O guitarrista Rudolf Schenker ficou bastante impressionado com a quantidade de russos que estavam curtindo as canções dos Scorpions, apesar de ser uma banda alemã. O vocalista Klaus Meine disse ao NME:

28 acessosEm 21/09/1993: Scorpions lança o álbum Face The Heat5000 acessosCorey Taylor: "não comprem a playboy da Lindsay Lohan"

"Todo mundo estava lá: o Exército Vermelho, jornalistas, músicos da Alemanha, da América, da Rússia, o mundo inteiro em um único barco. Foi como uma visão, todo mundo estava falando a mesma língua, e foi uma vibração muito positiva. Aquela noite foi a inspiração básica para “Wind Of Change”.

A banda também gravou uma versão em russo da música, sob o título “Ветер перемен” (Veter Peremen), e uma versão em espanhol chamada “Vientos de Cambio”. Com relação a letra, Moskva é o nome do rio que atravessa Moscou (a cidade e o rio são nomeados de forma idêntica em russo) e Gorky Park, é um parque de diversões que recebeu esse nome em homenagem a Maxim Gorky, um escritor comunista famoso. “Balalaika” é um instrumento de cordas muito popular na Rússia, semelhante a uma guitarra.

Vale lembrar que em 2013, o ex-baixista Francis Buchholz concedeu uma entrevista para o site Metal Express Radio, e dentre os muitos assuntos abordados, fez uma revelação bastante curiosa a respeito dessa canção:

“Quando gravamos a faixa, a gravadora me telefonou e disse: “Podemos mudar Wind of Change? Podemos tirar o assobio? Não é Rock N’ Roll isso pra gente nos EUA, entende? Vocês podem pôr uma guitarra?”. Daí eu fui até Klaus [Meine] e disse: “Klaus, podemos tirar o assobio? Eu não gostei...”. Eu não era muito chegado naquilo de qualquer modo. Nós ficamos discutindo a respeito do assunto e ele ficou muito furioso. Então o assobio permaneceu e a música tornou-se um grande hit na Europa, mas não foi muito executada nas rádios dos EUA.”

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 23 de junho de 2014
Post de 28 de dezembro de 2016

MegadethMegadeth
Set list e vídeos do segundo show na turnê com o Scorpions

28 acessosEm 21/09/1993: Scorpions lança o álbum Face The Heat1121 acessosScorpions: veja a homenagem que tem sido feita a Lemmy nos shows3085 acessosScorpions: setlist e vídeos de 1º show da turnê norte-americana797 acessosScorpions: compilação das melhores baladas e duas músicas novas2275 acessosMikkey Dee: Obras de arte feitas a partir do movimento das baquetas0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Scorpions"

Futebol e MúsicaFutebol e Música
A Seleção Alemã do Heavy Metal

Mikkey DeeMikkey Dee
O desafio de tocar com o Scorpions

Uli Jon RothUli Jon Roth
O Último Guardião das Cordas Sagradas

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Scorpions"

Corey TaylorCorey Taylor
"Não comprem a playboy da Lindsay Lohan"

Linkin ParkLinkin Park
Chester Bennington abre o jogo sobre o seu vício

NMENME
Elegendo os 10 melhores frontmen do Heavy Metal

5000 acessosPoeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parte5000 acessosSlash: "Sweet Child" é a coisa mais gay que alguém poderia compor5000 acessosIron Maiden: o equipamento de palco da World Slavery Tour2273 acessosFoo Fighters: baterista deficiente dá show em cover5000 acessosRockstars: algumas imagens de momentos pessoais emocionantes5000 acessosMp3: o que perdemos durante o processo de compressão?

Sobre Marcelo Araújo

Carioca da gema e fanático por música de qualidade, aprendeu a gostar de Rock aos 10 anos de idade por causa de bandas como Scorpions, Led Zeppelin e Guns N’ Roses. A maior decepção foi ver uma de suas bandas preferidas, o Bon Jovi, mudar completamente de estilo e se tornar uma coisa bem chatinha de uns tempos pra cá, algo classificado como uma mistura de Sertanejo Universitário com Pop. Das bandas mais recentes, curte bastante Alter Bridge e Unisonic. Adora tudo relacionado com as curiosidades por trás das canções, álbuns e bandas, sempre escrevendo matérias a respeito desses fatos no blog Ogro do Metal.

Mais matérias de Marcelo Araújo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online