Whitehorse: a primeira versão do Mötley Crüe, 10 anos antes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 

BOB DEAL, hoje conhecido como MICK MARS, o guitarrista do MÖTLEY CRÜE, pertenceu a inúmeros outros grupos antes de juntar-se a VINCE NEIL, NIKKI SIXX e TOMMY LEE, dentre eles o WHITEHORSE.

3501 acessosMötley Crüe: Nikki Sixx anuncia aposentadoria5000 acessosNickelback: 11 razões para respeitar - muito - a Chad Kroeger

O Whitehorse era liderado pelo baixista e vocalista HARRY CLAY, que hoje é um próspero corretor imobiliário nos EUA. A banda originalmente tinha uma vocalista mulher, MICKY MARZ, de quem, obviamente, Mick acabou ‘emprestando’ o nome mais tarde. Micky deixou o Whitehorse de maneira tempestuosa, enfurecida pelo fato da banda ter rearranjado uma faixa com os vocais dela já gravados de modo que a música ‘tivesse mais cara de rádio’.

Clay permaneceu como único membro permanente da banda ao longo de 1300 shows, alternando centenas de músicos que vinham e saíam.

O Whitehorse chegou a tocar cinco shows POR NOITE em bares até conseguir uma oferta da (gravadora) Capitol Records em 1977. O selo ofereceu 25 mil dólares para que a banda gravasse um disco, o que acabou sendo recusado pela banda, que exigia no mínimo US$ 100 mil. Houve uma votação interna (na qual a proposta de 100 mil dólares ganhou por 3 x 2), a Capitol passou e a banda implodiu em dezembro daquele ano. Um advogado contratado por Harry fazia contrato com as gravadoras vendendo a banda com o nome MOTLEY CROO, alcunha que Clay já tinha pensado para a carreira fonográfica do grupo desde 1972 – 10 anos antes de Nikki Sixx et al. se apropriarem do nome.

O ultimo show do Whitehorse no Gold Rush, um bar de motoqueiros a cerca de 80 quilômetros de Hollywood. Após a apresentação, Harry achou que estava na hora de fazer outra coisa. Ele queria ser conhecido como um artista fonográfico, e foi contratado como vendedor de guitarras na [loja de instrumentos] Betnun Music, em Hollywood, algumas semanas depois, o que lhe proveu sustento enquanto ele compunha em suas horas vagas.

Isso eventualmente o levou a formar outra banda, a Video Nu-R, uma vez que ele estava desgostoso com todos os acontecimentos em torno do nome Motley Croo.

Mick Mars chegou a juntar-se ao Video Nu-R em 1978, quando gravaram e lançaram alguns compactos de 45 rotações de maneira independente. Em 1979, Mick voltou a tocar covers de sucessos do momento com outra banda, a Vendetta no [?] Alaska e depois no Arizona. Foi a última ocupação de Mick antes de entrar pro Crüe no começo de 1981.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 13 de outubro de 2014

Mötley CrüeMötley Crüe
Nikki Sixx anuncia aposentadoria

1966 acessosMötley Crüe: John Corabi explica fiasco comercial do disco de 1994755 acessosMötley Crüe: edição de 30 anos de Girls Girls Girls560 acessosMötley Crüe: "Girls, Girls, Girls" será relançado0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motley Crue"

Fotos que falam por si própriasFotos que falam por si próprias
Nikki Sixx, do Motley Crue

Motley CrueMotley Crue
Vince Neil já foi visitado por filha falecida?

Vince NeilVince Neil
"Queria ter uma voz como a do Dio ou Coverdale!"

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Motley Crue"

NickelbackNickelback
11 razões para respeitar - muito - a Chad Kroeger

NirvanaNirvana
Claudia Ohana faz cover desastroso no Programa do Jô

Legião UrbanaLegião Urbana
O dia em que Renato calou a plateia do Programa Livre

5000 acessosMomentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outros5000 acessosNuno Bettencourt: Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com ela5000 acessosIron Maiden: mulheres em uniforme de couro e com spikes5000 acessosOzzy Osbourne: "quando Randy entrou, achei que era uma fada"5000 acessosBlack Metal: cinco bandas contraindicadas para quem é "true"4344 acessosDavid Bowie: músico preparou álbuns póstumos

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online