Metallica: S&M2 e a Sinfonia da destruição

Resenha - S&M2 - Metallica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar Correções  

Esse título que introduz essa resenha pode ser uma provocação, só por causa do nome do hit da banda-rival do Metallica, o Megadeth do Dave Mustaine. Mas, vamos ao que interessa.

À pedidos dos fãs, James Hetfield (v/g), LArs Ulrich (bt), Kirk Hammett (g) e Rob Trujillo (bx) resolveram fazer dois shows, com a Orquestra Sinfônica de São Francisco, para comemorar os 20 anos do disco S&M, lançado em 1999, com a colaboração do saudoso Michael Kamen.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No lugar de Kamen, foi chamado o regente Edwin Outwater, com o auxílio de Michael Tilson Thomas. Ambos mantiveram os arranjos do falecido maestro do S&M. Depois disso, os shows foram exibidos nos cinemas de todo o mundo (Brasil incluindo). E, um ano depois, foram lançados, em formatos físicos, o S&M2.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quem ouviu (e viu) o primeiro disco de 99, pôde sentir toda a vibe entre banda e orquestra, cujos arranjos são de arrepiar até o mais radical fã do Metallica. Agora, os anos se passaram, a banda lançou três discos e a pergunta que não quer calar: cadê o som da orquestra?

Veja bem: ouvindo o S&M2, dá para sacar que o protagonismo da banda é evidente, por causa do peso das guitarras, deixando a orquestra em segundo plano. Se bem que, pelo lado musical, pode-se ouvir os arranjos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os destaques são The Ecstasy of Gold (do também saudoso Ennio Morricone), The Call of Ktulu, For Whom the Bell Tolls, The Day That Never Comes e The Memory Remains, que a platéia cantou o nanana no final da música, para arrepiar até os componentes.

O repertório do disco teve faixas novas com as antigas, que estavam do primeiro S&M, como a No Leaf Clover. Também tocaram duas músicas clássicas: a Scythian Suite, de Sergei Prokofiev e The Iron Foundry, de Mosolov. O momento mais comovente foi compensado com o solo vocal de Hetfield, em The Unforgiven III. All Within My Hands, do renegado St. Anger, ganhou um tom melancólico.

E os fãs do saudoso Cliff Burton ganharam um presente: uma apresentação de (Anesthesia) - Pulling Teeth, com o baixo de Scott Pingel. A parte final foi só de clássicos: Wherever I May Roam, One, Master of Puppets, Nothing Else Matters e Enter Sandman.

Resumindo: é um registro ruim? Pelo contrário. É uma comemoração histórica. O Metallica se consagrou, em sua carreira, com esse registro. Infelizmente, no Brasil, não tem lançamento nacional.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para finalizar: James Hetfield, saia dessa e volta a fazer o que você mais gosta!

Fonte: Esporro Público
http://www.instagram.com/esporropublico




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: Lars abre coração e diz o que sentiu com volta de James à reabilitaçãoMetallica
Lars abre coração e diz o que sentiu com volta de James à reabilitação

Metallica: Lars Ulrich se emociona quando ouve The Sound Of SilenceMetallica
Lars Ulrich se emociona quando ouve "The Sound Of Silence"

Metallica e Mariah Carey: "For Whom The Bell Tolls But It's All I Want For Christmas"

Metallica: Banda divulga show acústico beneficente on-line em 14 de novembroMetallica
Banda divulga show acústico beneficente on-line em 14 de novembro

Metallica: Shows em arenas e estádios só no final de 2021, prevê Lars UlrichMetallica
Shows em arenas e estádios só no final de 2021, prevê Lars Ulrich

Metallica: eles queriam fazer um Back in Black quando lançaram o Black AlbumMetallica
Eles queriam fazer um "Back in Black" quando lançaram o Black Album

Metallica: turnê pela América do Sul oficialmente adiadaMetallica
Turnê pela América do Sul oficialmente adiada

Lista: álbuns perfeitos para apresentar o metal para iniciantesLista
álbuns perfeitos para apresentar o metal para iniciantes

Metallica: Lars elege o melhor álbum que gravou (e não é nenhum dos primeiros)Metallica
Lars elege o melhor álbum que gravou (e não é nenhum dos primeiros)

Metallica: ouça primeiro show de Jason Newsted com a banda, em novembro de 1986Metallica
Ouça primeiro show de Jason Newsted com a banda, em novembro de 1986


Metallica: A opinião de Jason Newsted sobre St. Anger e Death MagneticMetallica
A opinião de Jason Newsted sobre St. Anger e Death Magnetic

Lou Reed: cinco parcerias do vocalista no Rock' N' RollLou Reed
Cinco parcerias do vocalista no Rock' N' Roll


Separados no nascimento: Ian Hill e Stênio GarciaSeparados no nascimento
Ian Hill e Stênio Garcia

Separados no nascimento: Robert Plant e Patrícia PillarSeparados no nascimento
Robert Plant e Patrícia Pillar


Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don't Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 Cli336 GooInArt Goo336