Matérias Mais Lidas

Ozzy Osbourne: os 20 maiores cantores de todos os tempos, na opinião deleOzzy Osbourne
Os 20 maiores cantores de todos os tempos, na opinião dele

Iron Maiden: em 1988, Bruce posou para foto promocional usando camiseta do HelloweenIron Maiden
Em 1988, Bruce posou para foto promocional usando camiseta do Helloween

Angra: a reação de Edu Falaschi ao saber que Marcelo Barbosa entraria para a bandaAngra
A reação de Edu Falaschi ao saber que Marcelo Barbosa entraria para a banda

Sebastian Bach: São Paulo foi um lugar mais marcante (para o bem e para o mal)Sebastian Bach
São Paulo foi um lugar mais marcante (para o bem e para o mal)

Heavy metal: 20 músicas que poderiam tocar no sistema de som dos supermercadosHeavy metal
20 músicas que poderiam tocar no sistema de som dos supermercados

Crypta: arrastando caixão no meio da mata e Fernanda Lira Cascão no making of do clipeCrypta
Arrastando caixão no meio da mata e Fernanda Lira "Cascão" no making of do clipe

Paul Di'Anno: Se o Maiden quisesse, teria ajudado, diz criador de vaquinhaPaul Di'Anno
"Se o Maiden quisesse, teria ajudado", diz criador de vaquinha

Rudy Sarzo: por que ele deixou banda de Ozzy Osbourne após morte de Randy RhoadsRudy Sarzo
Por que ele deixou banda de Ozzy Osbourne após morte de Randy Rhoads

Iron Maiden: Guilherme Arantes vai se aproximar do Metal por causa da bandaIron Maiden
Guilherme Arantes vai se aproximar do Metal por causa da banda

Kichi: O Roadie mais gente boa deixa um vazio na músicaKichi
O Roadie mais gente boa deixa um vazio na música

Metallica: Chris Jericho afirma que Lars Ulrich é o Ringo Starr do heavy metalMetallica
Chris Jericho afirma que Lars Ulrich é o Ringo Starr do heavy metal

Total Guitar: Os 50 maiores solos em todos os temposTotal Guitar
Os 50 maiores solos em todos os tempos

Lista: 20 músicas de bandas de rock e metal que valem por um álbum inteiroLista
20 músicas de bandas de rock e metal que valem por um álbum inteiro

Krisiun: a música do Kiss que fez Moyses Kolesne chorarKrisiun
A música do Kiss que fez Moyses Kolesne chorar

Greta Van Fleet: a pior parte de serem comparados ao Led Zeppelin, segundo baixistaGreta Van Fleet
A pior parte de serem comparados ao Led Zeppelin, segundo baixista


Stamp

Flying Colors: em terceiro disco, supergrupo flerta com a perfeição

Resenha - Third Degree - Flying Colors

Por Ricardo Seelig
Em 28/02/20

publicidade

O Flying Colors chega ao seu terceiro disco atendendo a todas as expectativas geradas ao redor da banda, o que faz de "Third Degree" o melhor trabalho do grupo até agora. Formado por Casey McPherson (vocal), Neal Morse (guitarra e teclado), Steve Morse (guitarra), Dave LaRue (baixo) e Mike Portnoy (bateria), era de se esperar que o quinteto realmente alcançasse as alturas como fez em seu mais recente trabalho.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Produzido pela própria banda, "Third Degree" traz nove músicas e foi lançado em outubro de 2019 nos Estados Unidos e Velho Mundo, ganhando logo na sequência uma edição nacional pela Hellion Records. O som segue a linha desenvolvida pelo Flying Colors até aqui, ou seja, um prog rock acessível e agradável aos ouvidos, que consegue evoluir dentro das características do estilo mas sem soar hermético e inacessível a quem não está habituado com as nuances do gênero. Essa personalidade fez com que, ao analisar o primeiro lançamento dos caras – o auto intitulado álbum de 2012 -, eu relacionasse o Flying Colors com o Supertramp, algo que em "Third Degree" ainda é sentido, porém de maneira mais sutil. A banda definitivamente encontrou a sua identidade própria, o que era algo mais do que natural em se tratado de um time formado por músicos com passagens por ícones como Spock’s Beard, Dixie Dregs, Deep Purple, Joe Satriani e Dream Theater.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As passagens instrumentais cativantes seguem sendo um dos pontos fortes do Flying Colors, ao lado da voz limpa e afinadíssima de McPherson. Todos os músicos possuem momentos de brilho individual e, simultaneamente, funcionam como uma máquina azeitada em conjunto. O resultado é um rock progressivo moderno e atual, que ao mesmo tempo em que cativa ouvintes com anos de estrada no estilo também não assusta quem está dando os primeiros passos pelo maravilhoso universo do prog.

Destaques para a abertura "The Loss Inside", para a incrível "More", "Cadence", "Geronimo" (com ascendências de Gentle Giant), "Love Letter" (com uma improvável influência de Electric Light Orchestra) e o fechamento com a épica "Crawl".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Discão. Ouça, compre, traga para a sua vida!

Fonte:
http://www.collectorsroom.com.br/2020/02/review-flying-colors-third-degree-2019.html


Outras resenhas de Third Degree - Flying Colors

Flying Colors: mais um álbum candidato a constar entre os melhores do ano

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

💬 Ler e postar comentários