Gwar: O legado de Oderus Urungus se mantém vivo

Resenha - Blood of Gods - Gwar

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcelo Hissa
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

A troca de vocalista é um dos momentos mais atribulados de qualquer banda, afinal o frontman é um dos maiores elementos de identificação da banda, é o maestro que dá a cara ao público. O Gwar teve que passa por esse processo após o falecimento de Oderus Urungus em 2014. Eis que em 2017, depois de um hiato de 4 anos, o grupo lança o primeiro álbum sob a nova direção do baixista Blothar The Berserker.

Duff McKagan: "Nikki Sixx, do Motley Crue, é um gênio!"Separados no nascimento: Ritchie Blackmore e Mr. Bean

A reestruturação não mudou a veia cômica do Gwar, mas rebuscou no peso, The Blood of Gods tem a vibração intensa do metal adicionada a sedução grudenta do Hard Rock. Algumas músicas tem um pegada mais tradicional como a abertura War On Gwar e a Viking Death Machine que pelo peso do baixo lembra o um Mothorhead mais radiofônico. Outras investem no peso Thrash como a The Sordid Soliloquy of Sawborg Destructo, a Crushed by the Cross e a empolgante Auroch. De diferente temos a El Presidente com instrumentos de sopro dando o clima festivo a música.

Destaque ainda para Phantom Limb, uma bela homenagem a Oderus Urungus, em tom mais sério ouve-se o choro do palhaço em linhas como "The hammer so heavy, The work is so hard, The chains that bound us together, Left us all scarred, The burden is greater, Since we lost your voice" e "Will you ever scream again? Your battle hymn, I can feel you". O cover do AC/DC não reinventa a roda e nem mata de tédio, na realidade é mais uma autoafirmação para os que desacreditaram o GWAR: If You Want Blood (You Got It).

Diante do fato de investir muito no visual-espetáculo a música do Gwar por vezes é subestimado. Para quem pressumia que a banda sucumbiria após o falecimento de Oderus Urungus, o Gwar sacode a poeira e dá o sangue para manter o legado musical de Oderus Urungus vivo e cheio de qualidade.

TrackList
1. War on GWAR 07:21
2. Viking Death Machine 04:16
3. El Presidente 04:22
4. I'll Be Your Monster 03:10
5. Auroch 04:06
6. Swarm 04:33
7. The Sordid Soliloquy of Sawborg Destructo 04:08
8. Death to Dickie Duncan 03:40
9. Crushed by the Cross 03:57
10. Fuck This Place 05:08
11. Phantom Limb 06:10
12. If You Want Blood (You Got It) 05:06


Outras resenhas de Blood of Gods - Gwar

Resenha - Blood of Gods - Gwar


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Gwar"


Mudanças: 10 bandas que não soam mais como em seus primeiros discosMudanças
10 bandas que não soam mais como em seus primeiros discos

Os mais feios: Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...Os mais feios
Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...


Duff McKagan: Nikki Sixx, do Motley Crue, é um gênio!Duff McKagan
"Nikki Sixx, do Motley Crue, é um gênio!"

Separados no nascimento: Ritchie Blackmore e Mr. BeanSeparados no nascimento
Ritchie Blackmore e Mr. Bean


Sobre Marcelo Hissa

Médico em horário comercial, fanático e colecionador de música em tempo integral. Tipo de música preferida: a boa, se tiver peso melhor ainda.

Mais matérias de Marcelo Hissa no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin