Blackberry Smoke: Banda se supera em mais um ótimo álbum

Resenha - Like An Arrow - Blackberry Smoke

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Cláudio Glebson, Fonte: filmesseriesrock.com.br
ENVIAR CORREÇÕES  

Nota: 9

Clichê, mas ainda funcional, a expressão "mais difícil do que chegar ao topo é manter-se lá." exemplifica perfeitamente o que passou o Blackberry Smoke após o álbum The Whippoorwill (2012), que certamente é um dos melhores do gênero nos últimos 20 anos. O trabalho seguinte, Holding All The Roses (2015) não caiu nas graças dos fãs, nem tanto por conta do álbum em si, mas também pela expectativa altíssima que o trabalho anterior estabeleceu. E apenas um ano depois, o quinteto de Atlanta retorna com Like An Arrow, dispostos a retomar de vez o padrão de qualidade e aceitação que já tiverem outrora.

Metallica: a lista de exigências da banda em 1983Rockstars: as esposas mais lindas do rock - 1ª parte

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De cara, a pesada abertura com Waiting For The Thunder já consagra-se com uma das melhores músicas do grupo, possui uma boa letra e refrão fortíssimo e ainda mostra o quão bom vocalista é o Charlie Starr. A dinâmica Let It Burn mantém a temperatura no alto, com um bom trabalho de guitarra e mostrando a influência de Lynyrd Skynyrd que a banda sempre carregou. Running Through Time é mais climática e leve, muito parecida com algumas músicas do Black Crowes, como The Wiser Time e Girl From a Pawnshop, só que mais acessível.

Se no disco anterior, o Blackberry Smoke dava sinais que aos poucos poderia abandonar o southern rock mais raiz e adentrar mais no hard rock, aqui eles fazem o caminho contrário e não escondem suas influências, como na faixa Sunrise In Texas, uma semi-balada bem característica da banda, como One Horse Town do The Whippoorwill (2012). A acústica e bucólica Ain't gonna Wait For Me também é destaque pela suavidade e belas linhas vocais, fazendo qualquer um que começou a ouvir southern rock com Allman Brothers e Lynyrd Skynyrd encher o coração de amor.

Like An Arrow mostra-se um trabalho menos denso e seco do que seu antecessor. Claramente os músicos estão se divertindo muito tocando essas músicas, como na dançante Believe You Me, que traz até algumas inesperadas pitadas de funk. Também é notável como há espaço para todos os integrantes mostrarem suas qualidades, e não apenas Charlie, já que em algumas músicas de The Whippoorwill parecia tratar-se de sua carreira solo.

Com toda certeza Like An Arrow é um grande acerto da banda, que como citei no início da resenha, consegue sim resgatar a alegria e alta qualidade de seus trabalhos anteriores. Ela ainda é uma das poucas bandas recentes que consegue agradar públicos de todas as idades.

Tracklist:
1. Waiting For The Thunder
2. Let It Burn
3. The Good Life
4. What Comes Naturally
5. Running Through Time
6. Like An Arrow
7. Ought To Know
8. Sunrise In Texas
9. Ain't Gonna Wait
10. Workin' For A Workin' Man
11. Believe You Me
12. Free On The Wing




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: a lista de exigências da banda em 1983Metallica
A lista de exigências da banda em 1983

Rockstars: as esposas mais lindas do rock - 1ª parteRockstars
As esposas mais lindas do rock - 1ª parte


Sobre Cláudio Glebson

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor