Candlemass: Ressurgingo das cinzas com EP

Resenha - Death Thy Lover - Candlemass

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Bruno Faustino
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


95 acessosAvatarium: banda divulga capa e tracklist de novo álbum5000 acessosSlipknot: Qual é o significado e a tradução do nome da banda?

Após muitas especulações e dúvidas depois do anúncio de que o Candlemass estaria encerrando atividades e supostamente, não seriam lançados mais álbuns de estúdio, eis que os suécos pioneiros do Doom Metal retornam quatro anos após seu último registro, o bom “Psalms Of The Dead” e apresentam o EP “Death Thy Lover”.

A ansiedade dos fãs era enorme e o primeiro pensamento antes de partir para esta audição era no sentido do que se esperar de um novo lançamento de um dos maiores expoentes do gênero, com álbuns de extrema importância para o Metal como os clássicos “Epicus Doomicus Metalicus” (1986), “Nightfall” (1987) e “Ancient Dreams” (1988).

Posso dizer que a primeira audição foi um tanto “diferente”, afinal, um dos nomes de maior importância em minha formação musical estava “voltando” a lançar material inédito e precisei ouvir “Death Thy Lover” mais de uma vez para que uma análise mais aprofundada pudesse ser feito.

O EP tem como faixa de abertura, a canção que dá título ao registro, nela fica evidenciado que a energia e a essência do Candlemass permanece intacta. Um riff marcante no início da canção, traz à tona características da fase antiga do grupo, em especial, um paralelo interessante com “Tales Of Creation” (1989) e aquela densa e sombria névoa sonora. Destaco os acordes muito bem colocados, sintetizando aquela quebra de clima e encerrando com um solo de guitarra que casa de maneira perfeita com o riff inicial.

“Sinister and Sweet” mostra em seus primeiros momentos, aquela boa e inconfundível influência dos mestres do Black Sabbath, com um andamento cadenciado e riffs obscuros, unindo-se ao vocal de Mats Levén, que conduz a composição de forma impecável, mostrando a ótima fase em que os suecos se encontram.

Ainda temos “Sleeping Giant” e “The Goose”, que confirmam a excelência do lançamento e não deixam a qualidade cair em nenhum instante. Ambas são detentoras de excelente linhas vocais e de guitarra, onde destaca-se além do bom entrosamento, a parte rítmica formada por Jan Lindh (bateria) e o excepcional Leif Edling (baixo).

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Com “Death Thy Lover”, o quinteto de Estocolmo ressurge das cinzas com um dos EP’s que, sem dúvidas, coloca o grupo no topo do estilo novamente e já concorre ao posto de um dos melhores lançamentos do estilo em 2016 (em se tratando de EP’s).

Integrantes:

Leif Edling (baixo)
Mats Mappe Björkman (guitarra)
Lars Johansson (guitarra)
Jan Lindh (bateria)
Mats Levén (vocal)

Faixas:

1. Death Thy Lover
2. Sinister and Sweet
3. Sleeping Giant
4. The Goose

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Death Thy Lover - Candlemass

1016 acessosCandlemass: Se mantendo no topo do doom como novo EP1260 acessosCandlemass: O mesmo de sempre, e mesmo assim genial

95 acessosAvatarium: banda divulga capa e tracklist de novo álbum0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Candlemass"

Doom MetalDoom Metal
Os trabalhos essenciais segundo o About.com

Heavy MetalHeavy Metal
10 vídeos involuntariamente engraçados

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1987

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Candlemass"

SlipknotSlipknot
Qual é o significado e a tradução do nome da banda?

Ultimate GuitarUltimate Guitar
As 28 canções mais sombrias de todos os tempos

Dave MustaineDave Mustaine
"Tive momentos difíceis por me assumir cristão!"

5000 acessosAC/DC: "Éramos comuns até Angus decidir se vestir como colegial!"5000 acessosMegadeth: Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu Gomes5000 acessosPantera: o segredo da capa de Vulgar Display of Power3615 acessosMotorhead: Lemmy Kilmister em impensável versão minion5000 acessosGuns N' Roses: show no Troubadour marca definitivamente a "era do reboot"4259 acessosIron Maiden: a controvérsia causada por "The Number Of The Beast"

Sobre Bruno Faustino

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online