Rage: uma nova fase, mas mantendo a qualidade

Resenha - Devil Strikes Again - Rage

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

Neste que é o 23º álbum de sua discografia (contando os trabalhos ainda como AVENGER e o disco da LMO), o RAGE passou por (mais) uma grande reformulação em sua estrutura, que culminou também com alterações na sua sonoridade, em especial pela saída do guitarrista e compositor Victor Smolsky (substituído por Marcos Rodriguez), por diferenças músicas com o Peavy Wagner.

Buckethead: uma rara imagem do guitarrista sem a máscaraRob Halford: "Ninguém escolhe ser Gay"

Como todos sabem, Peavy é, sempre foi e sempre será o líder do RAGE, e a banda já tinha um bom prestígio na cena anteriormente. Mas é fato que sua parceria com Victor, um exímio guitarrista, brilhante compositor e excelente produtor, fez muita diferença nestes últimos anos, levando a banda a atingir um outro patamar de qualidade e popularidade em sua carreira, lançando alguns de seus melhores discos, como a trinca "Welcome to the Other Side" (2001), "Unity" (2002) e "Soundchaser" (2003).

E, convenhamos, o estilo único de Victor compor (inclusive quando buscava unir o metal e a música clássica) e tocar (sempre primando pelo peso, e utilizando-se de muito groove e harmônicos bem característicos) fizeram toda a diferença nesse período em que esteve com a banda.

Mas a realidade de Peavy e seus novos companheiros é outra e, como não poderia deixar de ser, a mudança do direcionamento musical do conjunto é evidente. Tudo está mais direto, sem aquele toque mais progressivo e trabalhando, como no começo da carreira da banda, mas ainda com o peso sobressalente, inclusive trazendo vários elementos de thrash ao power metal que lhe é característico.

Mas é interessante notar também um lado mais tradicional e melódico, com pitadas até de hard rock, como na ótima "The Final Curtain".

Rodriguez tem um estilo mais, digamos, "comum" de tocar, não se destacando tanto quanto Victor, embora seja um animal ao exalar riffs e mais riffs ultra pesados e agressivos, como na já conhecida "My Way", na faixa título e em "Dark Side of the Sun".

Já o novo batera, Vassilios Maniatopoulos (que substituiu André Hilgers), embora não tenha a técnica de um Mike Terrana, segura bem a bronca, e consegue aliar técnica e pegada na medida certa.

E a versão nacional do disco traz ainda um CD bônus, com cinco faixas, sendo três covers para Slave to the Grind", do SKID ROW, "Bravado", do RUSH e "Open Fire", do Y T.

Ou seja, trata-se de mais um bom trabalho na discografia do grupo, que certamente agradará em cheio os fãs que há anos aguardam um retorno à sonoridade do RAGE nos anos 80/90, embora não decepcione quem curta também a fase com Victor Smolski.

The Devil Strikes Again - Rage
(2016 - Shinigami Records - Nacional)

Track List:

CD 1:
1. The Devil Strikes Again
2. My Way
3. Back on Track
4. The Final Curtain
5. War
6. Ocean Full of Tears
7. Deaf, Dumb and Blind
8. Spirits of the Night
9. Times of Darkness
10. The Dark Side of the Sun

CD 2:
1. Bring Me Down
2. Requiem
3. Into the Fire
4. Slave to the Grind (Skid Row cover)
5. Bravado (Rush cover)
6. Open Fire (Y T cover)



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Rage"


1988: 99 discos de rock e metal lançados há 30 anos1988
99 discos de rock e metal lançados há 30 anos

Hard Rock: As bandas do gênero que ficaram para trásHard Rock
As bandas do gênero que ficaram para trás


Buckethead: uma rara imagem do guitarrista sem a máscaraBuckethead
Uma rara imagem do guitarrista sem a máscara

Rob Halford: Ninguém escolhe ser GayRob Halford
"Ninguém escolhe ser Gay"


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.