Chaos Synopsis: Uma verdadeira aula de brutalidade e competência

Resenha - Seasons Of Red - Chaos Synopsis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gisela Cardoso
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Já com seu reconhecimento firmado na cena nacional após uma sequência de grandes e insanos lançamentos, "Kvlt Ov Dementia" (2009) e "Art Of Killing" (2013), a banda Chaos Synopsis apresentou, em 2015, o seu então novo álbum, intitulado "Seaons Of Red". E o que já pode se adiantar é que o grupo de São José dos Campos (SP) dá uma verdadeira aula de brutalidade e competência neste seu novo registro.

Astros do rock: o patrimônio líquido de cada umAstros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

Em "Seaons Of Red", o quarteto já se destaca pela escolha de seu tema conceitual. Suas letras abordam massacres históricos que marcaram a humanidade, o que combina muito bem com as músicas, as quais não poupam em peso e agressividade.

Neste álbum, é possível perceber mais uma grande evolução na banda, destacando-se principalmente por uma técnica mais versátil em suas composições. Porém, a essência permanece a mesma: uma mescla perfeita de elementos do Thrash e Death Metal, que já identificam de longe a sonoridade do grupo. As guitarras atuam fortemente, mostrando um trabalho mais técnico, com riffs e solos muito bem feitos, proporcionados pela dupla JP e Luiz Ferrari. Os vocais do Jairo Vaz fornecem ainda mais agressividade à obra, enquanto o frontman também gera ótimas linhas de baixo - as quais junto à bateria do Friggi não poupam em peso.

Já sobre as faixas, é possível dizer que todas elas representam muito bem o álbum. A "Burn Like Hell" surpreende com seu breve início acústico, mas logo dá início a uma verdadeira aula de pancadaria. A "The Scourge of God" e "State of Blood" possuem um ritmo mais cadenciado, mas é na "Red Terror" que a banda atinge o seu ponto máximo no disco, apresentando um Death Metal pesado, mas sem esquecer das boas melodias, com uma ótima combinação entre os riffs e os blast beats avassaladores. Aliás, a banda praticamente segue a mesma linha nas músicas músicas"Seasons Of Red", "Like a Thousand Suns" e "Four Corners of the World", adotando um direcionamento mais voltado ao Thrash Metal, mas com passagens mais melódicas.

Com um trabalho mais técnico e diversificado, Chaos Synopsis reafirma o seu nome em "Seasons Of Red", o qual se torna um item obrigatório na coleção de qualquer amante da boa música extrema.

Tracklist:

1. Burn like Hell
2. Gods upon Mankind
3. The Scourge of God
4. Red Terror
5. Brave New Gold
6. Incident 228
7. State of Blood
8. Like a Thousand Suns
9. Four Corners of the World

Line-up:

Jairo Vaz - Vocal, Baixo
Friggi - Bateria
JP - Guitarra
Luiz Ferrari - Guitarra


Outras resenhas de Seasons Of Red - Chaos Synopsis

Chaos Synopsis: Não é só um álbum pesadoChaos Synopsis: Não o futuro, mas o presente do Metal nacionalChaos Synopsis: Superando o insuperável




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Chaos Synopsis"


Astros do rockAstros do rock
O patrimônio líquido de cada um

Astros mortosAstros mortos
Como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

Planet RockPlanet Rock
As quarenta maiores vozes da história do rock

Sabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda suecaGuns N' Roses: os 10 melhores não-clássicos da bandaVan Halen: Eddie fala de suas conversas com DeusRock and Roll: as 10 maiores bandas do Reino Unido

Sobre Gisela Cardoso

Headbanger, Jornalista, Crítica de Metal, vocalista, instrumentista, anarco-comunista, vegetariana, apaixonada por Mitologia Nórdica e adoradora do Deus Metal. A música me move e as palavras constroem! @GisaGrind.

Mais matérias de Gisela Cardoso no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336