Chaos Synopsis: Superando o insuperável

Resenha - Seasons of Red - Chaos Synopsis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Quem acompanha o Chaos Synopsis desde o início sabe que a banda nunca se contentou com o mais do mesmo. Isto é, a evolução da banda se tornou uma constante e quando todos achavam que o conceitual álbum “Art of Killing” (2013) fosse o ápice do quarteto de São José dos Campos/SP, eis que surge “Seasons of Red”.

127 acessosChaos Synopsis: mantendo sua sonoridade forte e brutal5000 acessosO que os fãs de rock e suas vertentes pedem para beber em um bar?


Sim, o disco conseguiu superar seu antecessor e mostra uma banda ainda com sangue nos olhos, mas muito mais versátil e técnica. A variação nos andamentos das músicas e quebradas estão latentes, além da inclusão de um pouco mais de melodias notáveis, e tudo sem deixar a brutalidade típica de lado.

Individualmente falando, parece que a banda melhorou em tudo. As guitarras, por exemplo, mostram o trabalho mais técnico até então, com riffs perfeitos e solos de muito bom gosto a cargo de JP e do recém chegado Luiz Ferrari (Anarkhon). O vocalista Jairo além de estar berrando ainda melhor, destila linhas consistentes de baixo, sendo que o batera Friggi mostra a maior evolução destruindo e explorando seu kit de forma estonteante.

A temática continua inteligente e instigante, já que em “Seasons of Red” as letras abordam massacres históricos que marcaram a humanidade (como na Inquisição, Revolução Russa e por aí vai...) o que combinou perfeitamente com a trilha imposta, já que a música demonstrada é realmente um massacre sangrento.

Com produção do baterista Friggi, engenharia de Fabiano Penna (Rebaellium) e masterização de Neto Grous, “Seasons of Red” também atinge o ápice de qualidade sonora do quarteto, o que é mais um ponto ganho ao Chaos Synopsis. Death/Thrash Metal mantido e musicalmente bem evoluído. Ouça inteiro!

http://www.chaossynopsis.com/
https://www.facebook.com/chaossynopsisbr

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Seasons of Red - Chaos Synopsis

283 acessosChaos Synopsis: Uma verdadeira aula de brutalidade e competência149 acessosChaos Synopsis: Não é só um álbum pesado278 acessosChaos Synopsis: Não o futuro, mas o presente do Metal nacional

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

127 acessosChaos Synopsis: mantendo sua sonoridade forte e brutal0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Chaos Synopsis"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Chaos Synopsis"

HumorHumor
O que os fãs de rock pedem para beber em um bar?

SlashSlash
Comentários sobre Guns, pornstars e Michael Jackson

HistóriaHistória
A história do rock, dos primórdios aos anos 70

5000 acessosQuais são os rockstars mais chatos do mundo?5000 acessosSlipknot: Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir5000 acessosRaul Seixas: Em carta psicografada, o alerta sobre a Sociedade Alternativa e as drogas?5000 acessosDave Mustaine: boatos dizem que ele é tio de Hayley Williams4369 acessosMetallica: veja como soaria o "Justice" com Cliff Burton no baixo5000 acessosEdu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online