Black Sabbath: EP "The End" traz boas sobras passadas

Resenha - End - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: IgorMiranda.com.br
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O lançamento do EP “The End” me pegou de surpresa, pois os integrantes do Black Sabbath já davam indícios, em entrevistas, de que não lançariam material novo. Ou seja, o ótimo “13” [2013] seria mesmo a despedida da banda.

250 acessosDoom Metal: os 25 maiores álbuns do gênero5000 acessosCâncer na língua: Os músicos que sofreram deste mal

Recebi o novo trabalho com felicidade, já que defendia, até em outros textos, que algo inédito deveria ser lançado para realmente marcar a despedida. O formato é reduzido – são apenas quatro músicas inéditas, enquanto outras quatro faixas foram gravadas da turnê de “13” –, mas, ainda assim, cria expectativas.

“The End” entrega exatamente o que eu esperava: sobras de “13”. As quatro faixas poderiam se encaixar perfeitamente no disco e soam, tanto em produção quanto em performance, como se realmente tivessem sido gravadas naquela época. Ou seja, doom metal repaginado, pesado, com destaques para os riffs de Tony Iommi e Geezer Butler. Até Brad Wilk está lá, mandando bem na bateria.

As quatro gravações ao vivo servem para encher linguiça. Apesar da seleção privilegiar músicas do “13” – foram três do disco cheio mais recente –, a performance não é tão empolgante, assim como a qualidade da gravação, que nem parece um registro oficial.

“The End” é breve e suas inéditas se parecem muito com o trabalho já apresentado em “13”. Ainda assim, empolga. É trabalho para fã – tanto que só será vendido em turnê. E que o Black Sabbath descanse em paz.

Leia o faixa-a-faixa completo em
http://www.igormiranda.com.br/2016/02/ep-end-traz-boas-sobra...

Ozzy Osbourne (vocal)
Tony Iommi (guitarra)
Geezer Butler (baixo)
Brad Wilk (bateria de 1 a 4)
Tommy Clufetos (bateria de 5 a 8)

1. Season Of The Dead
2. Cry All Night
3. Take Me Home
4. Isolated Man
5. God Is Dead? (live)
6. Under The Sun (live)
7. End Of The Beginning (live)
8. Age Of Reason (live)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de End - Black Sabbath

4509 acessosBlack Sabbath: EP marca o fim de uma era

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de fevereiro de 2016

Black SabbathBlack Sabbath
"Podemos fazer alguns shows pontuais", diz Iommi

250 acessosDoom Metal: os 25 maiores álbuns do gênero12 acessosEm 18/09/1970: Black Sabbath lança o álbum Paranoid0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Black Sabbath e Led ZeppelinBlack Sabbath e Led Zeppelin
Juntos, pelo menos no YouTube

OzzyOzzy
Não existem grandes rockstars nos dias de hoje

Bill WardBill Ward
"Eu sou o baterista do Black Sabbath"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Câncer na línguaCâncer na língua
Outros cinco músicos que sofreram deste mal

HumorHumor
Ser prog metal é mais que saber tocar em modo frígio

Keith RichardsKeith Richards
Metallica e Black Sabbath são "grandes piadas"

5000 acessosExodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt5000 acessosRicardo Confessori: "Iron Maiden, aposenta logo!"5000 acessosMúsica Brasileira: Quais os discos mais vendidos da história?5000 acessosMúsica: de onde vem o Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si5000 acessosMegadeth: "Eu sei que tenho uma reputação terrível", diz Mustaine5000 acessosAngra: Ricardo Confessori fala sobre a música "Nothing to Say"

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online