Distraught: Retornando com seu disco mais brutal e agressivo

Resenha - Locked Forever - Distraught

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Em seu sexto álbum, o DISTRAUGHT nos mostra mais uma vez o porque de ser considerada como uma das principais bandas da cena thrasher nacional. Tudo aqui beira a perfeição, e temos sem dúvida o trabalho mais pesado e brutal do quinteto até o momento.

Batismo: Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e MetalSlayer: Kerry King acha que Black Metal norueguês é uma merda

E não é só apenas em termos sonoros que esse clima brutal permeia o material, pois liricamente a banda também aborda um tema forte, sendo baseado na obra "Holocausto Brasileiro", que retrata a história do hospital psiquiátrico Colônia, em Barbacena/MG, onde foram registradas mais de 60 mil mortes. O próprio título do álbum, e a linda capa de Marcelo Vasco, fazem referência explícita a essa realidade enlouquecedora e cruel.

Quanto ao conteúdo sonoro propriamente dito, o que temos aqui é uma avalanche de riffs e mais riffs ultra brutais e precisos, cozinha técnica e com muita pegada, e linhas vocais insanas e muito bem encaixadas. E isso tudo junto, forma um amalgama moderno, agressivo e pesadíssimo, com faixas que variam entre momentos mais velozes com outros mais cadenciados, e até algo mais climático e obscuro, tudo de forma orgânica e complexa, mas de fácil assimilação.

Tais considerações podem facilmente ser vislumbradas em faixas excelentes como "Between the Walls of Colônia", que beira o death metal, e "Locked Forever", "Dehumanized", "Brazilian Holocaust" e "Blacktrade", que mantém o nível lá em cima, e mostram que os caras estão sem dúvida na melhor fase de sua carreira.

"Locked Forever" foi gravado no estúdio Monostereo, e foi produzido por Renato Osorio, mixado por Benhur Lima (ambos membros do HIBRIA) e masterizado por Adair Daufembach, tendo uma sonoridade forte, moderna e muito brutal, e que contribuiu muito para a excelência do material.

Por isso, caro amigo leitor, não perca mais tempo, e vá agora mesmo atrás dessa belíssima peça (que vem ainda em um belíssimo digipack), e se prepare para ouvir um dos melhores discos de thrash metal dos últimos anos.

Locked Forever - Distraught
(Voice Music- 2015)

1. Between the Walls of Colônia
2. Lost
3. Locked Forever
4. Dehumanized
5. Brazilian Holocaust
6. Shortcut to Escape
7. Blacktrade
8. The Blind Vision of the Enemy
9. The Last Trip




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Distraught"


Batismo: Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e MetalBatismo
Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e Metal

Slayer: Kerry King acha que Black Metal norueguês é uma merdaSlayer
Kerry King acha que Black Metal norueguês é uma merda

Rockstars: Os 50 mais ricos do planetaRockstars
Os 50 mais ricos do planeta

Por pouco: 15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhorPor pouco
15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhor

Separados no nascimento: Dave Mustaine e um Cocker SpanielSeparados no nascimento
Dave Mustaine e um Cocker Spaniel

DJ Ashba: ele concorreu com mais de 100 para entrar no GunsDJ Ashba
Ele concorreu com mais de 100 para entrar no Guns

Kiss: Ace Frehley se diz mais inteligente que Paul StanleyKiss
Ace Frehley se diz mais inteligente que Paul Stanley


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336