RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show

imagem5 motivos para assistir ao novo RockGol 2023 que estreia em fevereiro

imagemClipe de "From The Ashes" ultrapassa 1 milhão de views e Fernanda Lira celebra

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical


Stamp

Bon Jovi: Quando faziam músicas decentes

Resenha - Slippery When Wet - Bon Jovi

Por Vitor Sobreira
Postado em 25 de dezembro de 2015

Mesmo tendo conseguido se destacar e angariar um certo sucesso com seus dois primeiros lançamentos, a ascensão, tanto musical quanto comercial do grupo se deu neste aclamado Slippery When Wet, jogando para sempre nas alturas o nome Bon Jovi (mesmo que depois tenham fugido drasticamente do Rock e se perdido em um e$tranho labirinto Pop).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jon Bongiovi, com o auxilio do 'hitmaker' Desmond Child, e de seus companheiros de banda (muito pouco valorizados, diga-se de passagem), compôs um disco e tanto, que já vendeu quase 30 milhões de cópias e se tornou um marco para o Hard Rock e o Rock em geral, exercendo influência em várias bandas vindouras e servindo como uma espécie de 'Bíblia' para o estilo.

Os processos de estúdio (gravação, masterização e mixagem) ficaram muito bons, e para a produção, reza a lenda que o 'líder' contratou o experiente Bruce Fairbairn após ouvir o disco Without Love (de 1985) dos compatriotas do Black´n Blue. Seja como for, mesmo tentando a todo custo conquistar as paradas da Billboard e ganhar alguns milhares (ou milhões) de 'verdinhas' a mais, além de um som bem macio, é indiscutível a qualidade das músicas apresentadas aqui, bem mais maduras e trabalhadas, e que conquistariam de vez o mundo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Se por um lado, o peso aqui é um pouco mais contido, por outro, melodias e composições "gordas" são presenciadas uma atrás da outra, como no caso das ultra-famosas-que-todo-mundo-conhece 'Living On A Prayer', 'You Give Love a Bad Name', 'Wanted Dead Or Alive' (balada com um marcante apelo Country) e 'Never Say Goodbye' (outra balada, só que mais melosa), que são os carros-chefe aqui e sempre lembradas. No entanto, chega a ser deprimente como muitos se esquecem e trancam no porão as excelentes, animadas e com um ritmo mais direto: 'Raise Your Hands' e 'Wild In The Streets', do Hard melódico em 'I'd Die for You' e 'Without Love' e da forte abertura com 'Let It Rock' e seu refão e teclados iniciais matadores. Te digo uma coisa: é uma melhor do que a outra, baby! Destaque ainda para os músicos envolvidos, que mostraram competência e obtiveram exito em vários momentos marcantes de cada faixa, mesmo sob o olhar ameaçador de um "capataz" que queria todas as luzes somente para si...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não sou fã do Bon Jovi, mas gosto suficientemente o bastante deste disco para, de forma simples, escrever e lembrar dele, pois realmente vale muito a pena ser curtido, sim senhor!

Gostas de um bom Hard? Então caia nesta algazarra o quanto antes!!

FAIXAS:
1. Let It Rock
2. You Give Love a Bad Name
3. Livin' on a Prayer
4. Social Disease
5. Wanted Dead or Alive
6. Raise Your Hands
7. Without Love
8. I'd Die for You
9. Never Say Goodbye
10. Wild in the Streets

INTEGRANTES:
Alec John Such : Baixo
Richie Sambora : Guitarra, Vocais Secundários
Tico Torres : Bateria
David Bryan : Teclado, Vocais Secundários
Jon Bon Jovi : Vocais, Guitarra

LANÇAMENTO: 1986 - Polygram / Mercury Records /Vertigo


Outras resenhas de Slippery When Wet - Bon Jovi

Resenha - Slippery When Wet - Bon Jovi

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Guns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com Axl


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.
Mais matérias de Vitor Sobreira.