Encéfalo: Subindo alguns degraus

Resenha - Die To Kill - Encéfalo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Curiosamente “Die To Kill”, segundo álbum dos cearenses do Encéfalo, começou a ser preparado antes da tour europeia de mesmo nome e a banda o terminou depois de retornar. Curiosamente também, o vocalista e guitarrista Alex Maramaldo – um dos fundadores da banda – deixou o grupo depois, que seguiu como trio.
1449 acessosBelphegor: numa cerimônia dedicada ao mal pode dar tudo certo?5000 acessosMetal: as oito maiores tretas entre músicos do gênero

Porém, “Die To Kill” não parece reflexo destes obstáculos, e mostra o Encéfalo destilando tudo aquilo que sabe: Thrash/Death Metal de qualidade, com ênfase em ótimos riffs de guitarras, mas tendo uma cozinha consistente com um baixo bem firme e uma bateria com boa pegada.

Continuando a abordar o caos da humanidade de uma forma geral em suas letras, o Encéfalo continua se mantendo equilibrado e mostra uma leve evolução técnica. Leve porque a banda mostra ainda mais feeling, fazendo algo mais variado e intrincado, porém sem perder a agressividade.

Há uma boa e equilibrada variação rítmica nas composições que duram em média cinco minutos. Outro ponto positivo é o equilíbrio encontrado entre as faixas, tornado difícil a escolha dos destaques que de qualquer forma podem ficar para Endless Suffering e Psywar, mas não muito à frente das outras.

O que caiu um pouco em relação ao renomado debut, “Slave of Pain”, foi a produção, mas se mantendo boa, já que a do álbum anterior se mostrava acima da média. Apesar da baixa em sua formação, o Encéfalo parece se manter firme e, se depender deste trabalho, subirá mais alguns degraus.

https://www.facebook.com/encefaloband
https://twitter.com/bandaencefalo

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Die To Kill - Encéfalo

390 acessosEncéfalo: Mais um petardo death/thrash da banda

BelphegorBelphegor
Numa cerimônia dedicada ao mal pode dar tudo certo? Pode.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Encéfalo"

Melhores de 2012Melhores de 2012
As escolhas do redator Leonardo Daniel Tavares

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Encéfalo"

MetalMetal
As oito maiores tretas entre músicos do gênero

Guns N RosesGuns N' Roses
Biografia não-autorizada relata bastidores da banda

Lars UlrichLars Ulrich
O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"

5000 acessosCorey Taylor: "não comprem a playboy da Lindsay Lohan"5000 acessosReinaldo: um apaixonado pelos Scorpions5000 acessosLemmy Kilmister: Veja algumas das homenagens nas redes sociais5000 acessosMetallica: Não se iluda, há muito eles não se importam com os fãs5000 acessosThe Black Keys: baterista detona o Van Halen5000 acessosIron Maiden: fã recria show em Lego Stop-Motion

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online