Encéfalo: Subindo alguns degraus

Resenha - Die To Kill - Encéfalo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Curiosamente "Die To Kill", segundo álbum dos cearenses do Encéfalo, começou a ser preparado antes da tour europeia de mesmo nome e a banda o terminou depois de retornar. Curiosamente também, o vocalista e guitarrista Alex Maramaldo – um dos fundadores da banda – deixou o grupo depois, que seguiu como trio.

Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackBlack Sabbath: a passagem de Ian Gillan pela banda

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Porém, "Die To Kill" não parece reflexo destes obstáculos, e mostra o Encéfalo destilando tudo aquilo que sabe: Thrash/Death Metal de qualidade, com ênfase em ótimos riffs de guitarras, mas tendo uma cozinha consistente com um baixo bem firme e uma bateria com boa pegada.

Continuando a abordar o caos da humanidade de uma forma geral em suas letras, o Encéfalo continua se mantendo equilibrado e mostra uma leve evolução técnica. Leve porque a banda mostra ainda mais feeling, fazendo algo mais variado e intrincado, porém sem perder a agressividade.

Há uma boa e equilibrada variação rítmica nas composições que duram em média cinco minutos. Outro ponto positivo é o equilíbrio encontrado entre as faixas, tornado difícil a escolha dos destaques que de qualquer forma podem ficar para Endless Suffering e Psywar, mas não muito à frente das outras.

O que caiu um pouco em relação ao renomado debut, "Slave of Pain", foi a produção, mas se mantendo boa, já que a do álbum anterior se mostrava acima da média. Apesar da baixa em sua formação, o Encéfalo parece se manter firme e, se depender deste trabalho, subirá mais alguns degraus.

https://www.facebook.com/encefaloband
https://twitter.com/bandaencefalo




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Melhores de 2012: as escolhas do redator Leonardo Daniel TavaresMelhores de 2012
As escolhas do redator Leonardo Daniel Tavares


Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback

Black Sabbath: a passagem de Ian Gillan pela bandaBlack Sabbath
A passagem de Ian Gillan pela banda


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor