Burning Butthairs: Grind/Death proibido para menores

Resenha - Dirty Sanchez - Burning Butthairs

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Este segundo trabalho dos alemães do Burning Butthair mantém a proposta da banda e toda sua essência, ou seja, fazer da podridão seu prato principal, mas com elementos que podem servir de entrada e abranger ainda mais famintos dentro do Metal extremo.
5000 acessosMetalcore: os dez trabalhos essenciais do estilo5000 acessosLemmy Kilmister: "Esta coisa de Black Metal me faz rir!"

Variando entre o Grindcore e o Death Metal, a banda soa sarcástica desde o primeiro momento, mas sem perder a seriedade na execução das quinze composições aqui encontradas. Brutalidade com riffs que não dão espaço pra solos, tendo um baixo pesado e com linhas interessantes fazem a linha de frente.

Não fosse pela informação no release nem notar-se-ia que trata-se de uma bateria programada, já que o timbre da mesma soa bem natural. Destaque para os vocais versáteis de Ötze que faz o melhor gutural na linha Death Metal e quando precisa encaixa o famigerado ‘pig squeal’.

O que não colabora muito com o resultado final é a produção e não pelo fato de prejudicar a audição, já que a qualidade nesse sentido é boa. O problema está nos timbres e na mixagem que deixaram o som um pouco seco e sem peso. No mais, é podridão garantida.

http://www.burningbutthairs.de/
https://www.facebook.com/burningbutthairs.official

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Burning Butthairs"

MetalcoreMetalcore
Os trabalhos essenciais do estilo segundo About.com

Lemmy KilmisterLemmy Kilmister
"Esta coisa de Black Metal me faz rir!"

HumorHumor
Você está ouvindo rock progressivo demais quando...

5000 acessosSlayer: Gary Holt é realmente um cara mal-agradecido5000 acessosZakk Wylde: foto do arsenal de guitarras do músico5000 acessosBlack Sabbath: um Tony Iommi que você não conhecia5000 acessosMetallica: casal toca no casamento e é convidado pela banda5000 acessosKiss: Em 1976, Rolling Stone escurraça clássico5000 acessosBass Hero: "o quem é quem nas quatro cordas", parte 1

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online