Nightwish: "Endless" mantem a forte integridade musical da banda

Resenha - Endless Forms Most Beautiful - Nightwish

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Danilo Oliveira
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


E, finalmente, em Março de 2015, sai a mais nova obra-prima do Nightwish. Dessa vez, com a nova vocalista (!) Floor Jansen, e o gaitista Troy Donockley. Floor, que é conhecida pela sua grande performance vocal, fez os fãns apostarem em um Nightwish ainda melhor que meados de Once. Enfim, “Endless Forms Most Beautiful” não foi tudo isso, mas traz consigo canções belas e com peso aos ouvintes.
1563 acessosTarja: "From Spirits And Ghosts" sai em novembro; ouça prévia5000 acessosGuitarra: o riff mais popular de todos os tempos

A faixa introdutória, “Shudder Before the Beautiful”, traz uma Floor talvez um pouco simplória, mas competente. A música cresce com a entrada do guitarrista Emppu - que esteve bem tênue nos últimos álbuns da banda - e emociona com a entrada do coro e da orquestra. Traz boas expectativas sobre as faixas que estão por vir.

“Weak Fantasy” tem um refrão sombrio, ao estilo Ghost River. Tem bastante impacto no álbum, mas ainda sim, soa um tanto repetitiva. “Élan” é uma faixa neutra, em todos os sentidos. Floor passa despercebida nessa faixa, mas manda bem na faixa a seguir, “Yours is an Empty Hole”, que traz uma sonoridade efusiva entre heavy metal e orquestra.

Gosto do modo como a banda trabalha a cada álbum novo: trazendo ritmos e experiências novas, ao mesmo tempo boas e intensas, sem sair de sua atmosfera symphonic metal. Endless Forms Most Beautiful consegue manter essa qualidade que o Nightwish tem como músicos.

“Our Decades in the Sun” merecia de mais cuidado, pois mantem-se morna e de pouco ritmo do começo ao fim. “My Walden” não sai muito dos padrões. Traz uma Floor quase que falando, e um refrão com um backing vocal enjoativo.

Aliás, a maioria dos refrãos das músicas têm esse mesmo backing vocal, dando uma impressão de reciclagem meio ruim entre as faixas do álbum.

No entanto, “Endless Forms Most Beautiful”, é digna de receber o nome do álbum, pois é um dos sons mais fortes da obra.

A oitava faixa é um dos grandes destaques do álbum. “Edema Ruh” é a faixa mais completa, com uma pegada mais pop-rock, e um trabalho bem feito de teclado, guitarra e vocais. “Alpenglow” mantêm a boa pegada do álbum; já a instrumental “Eyes of Sharbat Gula”, pareceu bastante inócuo aos meus ouvidos.

Enfim, a faixa de 24 minutos do álbum. Intitulada "The Greatest Show On Earth", a faixa darwinista conta sobre os 5 bilhões de anos de vida terrestre. Soa mesmo como uma eureka, contendo diversos efeitos durante a faixa, enriquecendo toda a experiência sonora do álbum. Tem bons vocais, bons momentos, e uma orquestra bonita.

E, assim, acabam mais anos de espera por um novo trabalho da banda. O álbum ora emociona, ora decepciona. Era esperado um pouco mais dos caras, sobretudo da vocalista. De qualquer forma, Endless Forms Most Beautiful mantem a forte integridade musical da banda.

NIGHTWISH - ENDLESS FORMS MOST BEAUTIFUL

01. Shudder Before The Beautiful
02. Weak Fantasy
03. Élan
04. Yours Is An Empty Hope
05. Our Decades In the Sun
06. My Walden
07. Endless Forms Most Beautiful
08. Edema Ruh
09. Alpenglow
10. The Eyes Of Sharbat Gula
11. The Greatest Show On Earth

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Endless Forms Most Beautiful - Nightwish

1988 acessosNightwish: Uma banda com infinitas qualidades!2581 acessosNightwish: estreia de Floor Jansen em um dos seus melhores discos3554 acessosNightwish: Controverso, porém bom5000 acessosNightwish: Uma banda totalmente revigorada4577 acessosNightwish: Problemas pontuais não comprometem qualidade geral5000 acessosNightwish: A terceira Era com "Endless Forms Most Beautiful"5000 acessosNightwish: Sem dúvida, este é o álbum mais alegre da banda

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 20 de março de 2015

TarjaTarja
"From Spirits And Ghosts" sai em novembro; ouça prévia

1605 acessosMulheres que cantam Metal: estúdio/ao vivo, expectativa e realidade29 acessosEm 26/09/2007: Nightwish lança o álbum Dark Passion Play0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nightwish"

EstiloEstilo
A semelhança entre Holopainen e Roberto Justus

NightwishNightwish
Tuomas Holopainen comenta as suas canções favoritas

NightwishNightwish
Marco Hietala responde perguntas de fãs

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Nightwish"

GuitarraGuitarra
Ouça o riff mais popular de todos os tempos

Ratos de PorãoRatos de Porão
O elogio de João Gordo aos garotos do Restart

MilhõesMilhões
Os eventos com maior público da história da música

5000 acessosFotos de Infância: Steven Tyler, do Aerosmith5000 acessosO Whiplash.Net protege quem anuncia no site?5000 acessosBlack Sabbath: Banda deu pesadelos a Robert Trujillo5000 acessosLoudwire: os 50 maiores baixistas de todos os tempos5000 acessosHeart: "Barracuda" surgiu a partir de uma insinuação incestuosa5000 acessosBandas: você consegue associar os nomes a imagens?

Sobre Danilo Oliveira

Paulistano, estudante e apaixonado por música. Rockeiro porque curte música boa. Seu primeiro rock foi o Nightwish. Hoje, além do heavy metal, curte muito a passagem da música nos anos 80.

Mais matérias de Danilo Oliveira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online