Arandu Arakuaa: Maior representante do Metal indígena no Brasil

Resenha - Kó Yby Oré - Arandu Arakuaa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Tendo o músico Zândhio Aquino à frente, a banda brasiliense Arandu Arakuaa segue uma linha criativa de extremo bom gosto onde mistura o Metal com música indígena. O resultado pode ser definido como um autêntico Folk Metal brasileiro, se é que o leitor me entende.
5000 acessosJohnny Ramone: "Não era bom abrir o show do Black Sabbath"5000 acessosEddie Van Halen: "Eruption foi um acidente"

O primeiro EP, auto-intitulado, já mostrava o direcionamento da banda, mas ainda merecia certa lapidação. Essa aperfeiçoada veio neste debut, onde a proposta fica mais evidente e o resultado final é mais que satisfatório.

O Metal que a banda aposta é extremo, com nuances de Black Metal nas vocalizações rasgadas de NáJila Cristina, que também possui um ótimo e belo timbre limpo que se alterna aos momentos mais agressivos. Zândhio (vocais tribais) e o baixista Saulo Lucena ainda colaboram com vocais adicionais, o que mostra essa parte do trabalho muito bem elaborada.

No instrumental temos uma música pesada, cheia de variações rítmicas e quebradas, com ótimas linhas de guitarras, além de uma cozinha coesa e consistente. Os arranjos, como não poderia ser diferente, é a identidade da banda, afinal a inclusão de viola caipira ficou primorosa, além de ainda contar com outros instrumentos típicos como maracá e apito.

Todas as letras são em tupi-guarani o que ganha ainda mais pontos, devido à grande dificuldade em se compor tais temas. Destaque para as composições T-atá îasy-pe, O-îeruré, Tupinambá e Kaapora. Um belíssimo trabalho e inovador que merece atenção de quem aprecia não só a música pesada, mas a boa música em si.

http://aranduarakuaa.tnb.art.br/
https://www.facebook.com/pages/Arandu-Arakuaa/30052793330689...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Kó Yby Oré - Arandu Arakuaa

427 acessosArandu Arakuaa: Conscientizando e propagando a nossa cultura1158 acessosArandu Arakuaa: Para o desespero dos puristas1198 acessosArandu Arakuaa: Metal Extremo com influência do folclore nacional

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 30 de maio de 2014

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Arandu Arakuaa"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Arandu Arakuaa"

Johnny RamoneJohnny Ramone
"Não era bom abrir o show do Black Sabbath"

Van HalenVan Halen
Eddie explica os segredos do seu modo de tocar

GhostGhost
O lado escuro do rock: você acredita em magia negra?

5000 acessosMetal Brasileiro: 10 bandas recomendáveis fora o Sepultura5000 acessosMotley Crue: Atriz pornô comenta sua relação com Tommy Lee5000 acessosOzzy Osbourne: Sharon conta como o Madman tentou assassiná-la5000 acessosBuzz Osborne: 90% de documentário sobre Kurt Cobain é "mentira"5000 acessosJapão: conheça dez bandas japonesas de Metal5000 acessosGene Simmons: "Não deixarei meus filhos ricos"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online