Arandu Arakuaa: Conscientizando e propagando a nossa cultura

Resenha - Kó Yby Oré - Arandu Arakuaa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Jakline Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A ARANDU ARAKUAA (saber dos ciclos dos céus ou sabedoria do cosmos em tupi guarani), é uma banda que mescla o metal com a cultura indígena e folclórica brasileira. Surgiu por meados de 2008 quando Zândhio Aquino começou a compor em Tupi Antigo. Após tentativas mal sucedidas a banda criou forma em 2011 com a entrada de Nájila Cristina, Adriano Ferreira e Saulo Lucena, respectivamente.
5000 acessosMegadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"5000 acessosBlind Faith: uma das capas mais polêmicas da história

A musicalidade proposta é uma mistura de música indígena, metal e influências da própria cultura nordestina do nosso país, tentando assim resgatar as nossas origens e nos conscientizar da riqueza cultural que temos na nossa terra.

O álbum Kó Yby Oré (Essa Terra é Nossa) foi lançado em 23 de agosto de 2013 pela MS Metal Records. Contendo 13 faixas, todas elas 100% autorais, que retrataram bem a proposta da banda.

Um dos destaques do álbum é a vocalista Nájila que consegue passar de um tom lírico para um gutural e no mesmo instante usar um vocal mais rasgado, que combina perfeitamente com a viola caipira do Zândio e com todos os nuances entre metal pesado e metal melódico que ele nos proporciona com sua guitarra.

Outro destaque é a própria temática tão pouco utilizada e valorizada. A proposta de conscientizar e propagar a nossa cultura é o maior diferencial da banda o que é alcançado plenamente pelos seus integrantes.

Track List:

01. T-atá îasy-pe
02. Aruanãs
03. Kunhãmuku’i
04. A-kaî T-atá
05. O-îeruré
06. Tykyra
07. Tupinambá
08. îakaré ‘y-pe
09. Auê!
10. A-î-Kuab R-asy
11. Kaapora
12. Gûyrá
13. Moxy Pee Supé Anhangá

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Kó Yby Oré - Arandu Arakuaa

709 acessosArandu Arakuaa: Maior representante do Metal indígena no Brasil1158 acessosArandu Arakuaa: Para o desespero dos puristas1198 acessosArandu Arakuaa: Metal Extremo com influência do folclore nacional

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Arandu Arakuaa"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Arandu Arakuaa"

Dave MustaineDave Mustaine
"Joguei dois feitiços em pessoas, ambos funcionaram!"

Blind FaithBlind Faith
Uma das capas mais polêmicas da história do rock

Demonstrações de afetoDemonstrações de afeto
Fotos de rockstars que já se beijaram

5000 acessosNamore um cara que goste de Metal5000 acessosSlash: guitarrista enumera seus 10 riffs favoritos5000 acessosSexo: como se comportam os fãs de cada vertente de Metal?5000 acessosKiko Loureiro: como ele vê ser chamado de melhor guitarrista por Dave Mustaine5000 acessosFestivais: As bandas novas começam a sobressair sobre as velhas5000 acessosJosefus, The Dead Man From Texas

Sobre Jakline Costa

Formada em química, atualmente envolvida com qualquer tipo de trabalho literário. Meu primeiro contato com o rock foi por volta dos 12 anos de idade, quando fui em uma loja e comprei sem ao menos conhecer, uma camiseta do Iron Maiden. Chegando em casa meu tio todo orgulhoso ficou decepcionado ao saber que mesmo com a camiseta não conhecia nenhum som da banda e a partir daquele momento o objetivo de vida dele foi me ensinar os caminhos do rock. Graças a ele hoje conheço de Iron a Led e tenho todas as minhas influências musicas. Obrigada tio.

Mais matérias de Jakline Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online