Gotthard: Banda continua afiada e com pique

Resenha - Bang! - Gotthard

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Hugo Fernandes, Fonte: Heavycast
Enviar correções  |  Ver Acessos


Apesar da lamentável perda que a banda teve em 2010, o Gotthard continua afiado e com pique pra inúmeros trabalhos que com certeza virão.

Doentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucosMetalcore: os dez trabalhos essenciais do estilo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O segundo trabalho dos suíços ao lado de Nic Maeder rendeu seu segundo bom fruto, "Bang!" é mais uma amostra de que a banda não está nada morta e que superou a falta de Steve Lee com ótimos riffs, lindas baladas e vocais explosivos.

Deixando de lado a intro, o álbum começa com uma boa música, "Bang!" que dá nome ao álbum, infelizmente ela perde muito pelo refrão bobo e que não passa empolgação nenhuma. Caso contrário da próxima faixa "Get Up Move On" é aquele Hard Rock festeiro que o Gotthard tanto fez durante a sua carreira.

"Feel What I Feel", primeiro single apresentado antes do álbum é um caso a parte, assim como "Remember It's Me" do álbum que precedeu este (Firebirth - 2012), o vocal de Nic Maeder é comprovado como o apropriado para ter substituído o lendário Steve Lee. Com várias partes calmas e típicas de baladas do Gotthard, seguido do crescendo igualmente típico, a faixa tem um refrão poderoso e encantador.

Seguindo por mais refrões com evidentes influencias pop, o disco segue com um competente trabalho da cozinha e riffs maravilhoso do mentor da banda, Leo Leoni.

Mais destaques, um positivo e outro nem tanto para as baladas que seguem no disco. Destaque positivo para C'est La Vie, que se apresentou muito bem com uma pequena inserção de violinos e teclados dando base para o violão incrível de Leo Leoni e a voz impecável de Nic Maeder. O ponto negativo vai para o dueto "Maybe" com a cantora Melody Tibbets auxiliando nos vocais e mostrando uma performance forçada e um refrão fraco que é repetido à exaustão durante toda a faixa.

Para dar fim ao álbum na edição normal (a edição especial conta com mais três faixas), "Thank You", um épico de pouco mais de 10 minutos. Uma música incrível, com vários instrumentos, ambientações incríveis, além de um refrão poderosíssimo e uma letra no mínimo, marcante.

Levando em conta os deslizes, "Bang!" é mais um álbum de qualidade de uma banda que soube se adaptar à mudança e fez isso da melhor maneira possível.

G Records - Gotthard - Bang!

Line-Up:

Leo Leoni - Guitarra elétrica, vocal de apoio
Marc Lynn - Baixo, vocal de apoio
Hena Habegger - Bateria, vocal de apoio
Freddy Scherer - Guitarra, vocal de apoio
Nic Maeder - Vocal

Tracklist:

1. Let Me in Katie
2. Bang!
3. Get Up 'n' Move On
4. Feel What I Feel
5. C'Est la Vie
6. Jump the Gun
7. Spread Your Wings
8. I Won't Look Down
9. My Belief
10. Maybe
11. Red on a Sleeve
12. What You Get
13. Mr. Ticket Man
14. Thank You


Outras resenhas de Bang! - Gotthard

Gotthard: Decepção com mais um disco ruimGotthard: Genérico, novo álbum não empolga




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Gotthard"


Adeus: veja o último show de 10 rockstars que morreram nesta décadaAdeus
Veja o último show de 10 rockstars que morreram nesta década

Rock And Roll Hall Of Fame: 10 bandas elegíveis para 2018Rock And Roll Hall Of Fame
10 bandas elegíveis para 2018


Doentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucosDoentio
Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucos

Metalcore: os dez trabalhos essenciais do estiloMetalcore
Os dez trabalhos essenciais do estilo


Sobre Vitor Hugo Fernandes

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336