Crocell: Inspirados em ícones do Blackened Death Metal

Resenha - Come Forth Plague - Crocell

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Muito interessante este terceiro trabalho dessa banda dinamarquesa, de Arhus. Desde a bela capa, passando pela ótima produção, “Come Forth Plague” agrada do início ao fim com um Death Metal com pegada Black Metal e melodias na medida certa.
5000 acessosMini Iron Maiden: tocando "Ghost Of The Navigator" na escola5000 acessosMetallica: os motivos da saída de Jason Newsted

Enquanto pesquisava sobre o quinteto, li menções de que o grupo fazia um Melodic Death Metal. Mas, se formos tomarmos como referência os ícones do gênero citado, o Crocell passa longe dessas bandas. A pegada aqui está mais para um Aeternus (atual), Belphegor e até Vital Remais, isto é, a maleficência impera no disco.

Talvez pelos climas épicos das composições, a analogia com o melódico possa confundir, mas o que ouvimos aqui é algo apocalíptico e caótico. Riffs bem feitos, solos muito bem desenvolvidos se aliam a uma cozinha em perfeita sintonia. Tudo com vocais guturais inteligíveis com um bom timbre.

A variação de andamento também é um fator positivo que evita que o som soe repetitivo. Destaque para as faixas The Dark I Will Inhale, My Path of Heresy e Seven Thrones. Uma grata surpresa que vale muito à pena conferir!

http://www.crocell.dk/
https://www.facebook.com/crocelldk?fref=ts

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Crocell"

Mini Iron MaidenMini Iron Maiden
Tocando "Ghost Of The Navigator" na escola

MetallicaMetallica
Ulrich comenta os motivos da saída de Jason Newsted

Heavy MetalHeavy Metal
Autores que inspiraram o estilo: Friedrich Nietzsche

5000 acessosBruce Dickinson: vocalista elege seus 5 álbuns preferidos5000 acessosOzzy Osbourne: "o morcego era quente e crocante"5000 acessosO que os fãs de rock e suas vertentes pedem para beber em um bar?5000 acessosCorey Taylor: HQs, "The Walking Dead", shows marcantes5000 acessosPantera: "fomos roubados por um diabo dum lunático"5000 acessosPra ouvir e discutir: os melhores discos lançados em 1991

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online