Burialkult: um odioso Black Metal calcado nas raízes do estilo

Resenha - Call from Beyond the Grave - Burialkult

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Das profundezas do inferno canadense vem o Burialkult, quarteto formado por Phlegathon (vocal), Cain (guitarra), Funeral Aggressor (baixo) e Krieg (bateria). A banda surgiu em 2011 e se mostra bem prolífica já que lançou uma demo e um EP, além deste primeiro álbum de lá pra cá.
5000 acessosDesde cedo: bebês e suas relações emocionais com o Rock5000 acessosMorre Diabo: ele aprendeu a tocar guitarra e virou um shredder

O som pode ser classificado como um odioso Black Metal calcado nas raízes do estilo, onde nomes como Venom, Hellhammer e Mayhem podem servir como referência. É interessante notar algumas influências do Metal extremo brasileiro dos anos oitenta, já que há passagens que lembram Sarcófago e Vulcano.

Não espere algo mais ríspido, com guitarras extremamente agudas. O negócio aqui é brutalidade, sujeira e alternância de levadas rápidas com passagens cadenciadas. Riffs odiosos, cozinha reta e vocais insanos (com alguns efeitos) dão conta das composições aqui contidas.

Com temas típicos, que retratam o satanismo, caos e a morte, a banda não inova, mas consegue passar todo seu ódio de uma forma nada suave. Destaque para faixas como Eternal Satan, e sua veia Hellhammer/Celtic Frost, a brutal By Satan Possessed e a suja e desconexa faixa título.

A única ressalva fica por conta da produção abafada, que deixou uns instrumentos lá atrás e deixa o baixo praticamente inaudível em algumas partes. Feita pela própria banda no Cenotaph studios, o trabalho perde nesse quesito. De resto, um bom disco de estreia, indicado às mentes mais extremadas.

http://www.facebook.com/burialkult
http://www.reverbnation.com/burialkult

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Burialkult"

Desde cedoDesde cedo
Bebês e suas relações emocionais com o Rock

Morre DiaboMorre Diabo
Ele aprendeu a tocar guitarra e virou um shredder

ListaLista
As dez melhores músicas para se ouvir na estrada

5000 acessosAnos 50: grandes vocalistas da história do Rock5000 acessosMetal Calcinha: onze bandas lideradas por mulheres5000 acessosHeavy Metal: Você consegue identificar os 10 diferentes estilos sem olhar?5000 acessosKiss: Paul Stanley começa a quebrar guitarras da Ibanez5000 acessosSeparadas no nascimento: Pitty e Amy Winehouse1416 acessosQueen: As 10 melhores composições de Brian May, segundo a Classic Rock

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online