Tom Keifer: conceito musical se tornara mais pesado e nervoso

Resenha - Way Life Goes - Tom Keifer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Renan Mattos
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Superação! Essa seria a palavra que define o novo registro musical do multi-instrumentista americano TOM KEIFER. Surgido nos anos 80, em meio à efervescência hard rock, de cabelos esvoaçantes e imagem grandemente carregada de maquiagem. Desde essa época o artista já demonstrava seu talento juntamente ao CINDERELLA, uma das bandas expoentes do gênero. Vocalista, guitarrista, saxofonista, gaitista e pianista sempre foi o principal compositor do grupo, e se tornara uma das "grandes esperanças" do rock n' roll da sua geração.

Rodz Online: Os dois dias de Rock N' Roll do Moscow Music Peace Festival (vídeo)Capas: 10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos

Em seu primeiro trabalho Night Songs(1986) apresenta o mais puro hard rock dos anos 80, mesclando músicas românticas ao hair metal predominante da época. Em Long Cold Winter(1988) é apresentada uma sonoridade similar ao álbum anterior, mas começando a inserir pitadas de blues e música country.

No terceiro Álbum, Heartbreak Station (1990) Keifer toma definitivamente as rédeas do CINDERELLA e lança um petardo munido de uma grande energia rock n' roll. Aclamado pelo público e pela crítica especializada, esse trabalho demonstra as verdadeiras raízes do compositor, calçadas em ROLING STONES, AEROSMITH, LYNYRD SKYNYRD e o mais fino do delta blues americano. O quarto e ultimo registro lançado juntamente ao CINDERELLA, Still Climbing(1994) fora lançado após um hiato de tempo onde Keifer teve grandes problemas em suas cordas vocais, tendo que literalmente "reaprender a cantar". O conceito musical se tornara mais pesado e nervoso, mas com grandes similaridades à toda a carreira do grupo, foi esse um trabalho notório, mas com pouco reconhecimento. Em meio à revolução grunge esse grande álbum não teve boa aceitação, pois já era considerado um som ultrapassado, de um movimento musical que já havia perdido força.

Passados dezoito anos sem novidades do grupo, TOM KEIFER acumulou muito material de qualidade, e o lança no final de abril de 2013 seu trabalho tão aguardado. "The Way Life Goes", seu primeiro registro solo é uma narrativa de sua vida pessoal e profissional. Encontramos um artista lutador, que ultrapassou barreiras que implicavam em um real final de carreira(problemas vocais). O mais incrível é que temos aqui músicas realmente inspiradas, de grande qualidade, boa narrativa e uma produção de alto nível. Trazendo um staff de rock clássico aliado à uma roupagem moderna , ele não se prende à conceitos e deixa as músicas rolarem naturalmente, com belas e grudentas melodias aliadas a riffs hora empolgantes ou emocionantes, conforme a necessidade da canção.

Uma breve análise isolada de cada faixa:

1 - Solid Ground: O segundo single lançado se trata de uma canção enérgica e empolgante, assim como todo single deve ser. Um "rock anthem" carregado de influencias de ROLLING STONES , um vocal matador(backing vocals na medida correta) com letra de extrema qualidade. Essa é para amantes de rock clássico.

2 - A Different Light: Balada com uma roupagem moderna e apelo pop, algo característico do artista, pois sempre se mostrou aberto às novas sonoridades. Boas vocalizações e adição de cordas interessantes.

3 - It's Not Enough: Ótima canção, cheia de malícia e aquela pegada rocker que nunca sai da moda. Keifer se mostra o rebento de uma cruza dos Toxic Twins STEVEN TYLER e JOE PERRY, confiram.

4 - Cold Day In Hell: Minha canção preferida do álbum. Rock com apelo pop, guitarras bem encaixadas e com uma gaita de boca muito sedutora. O duelo GaitaXGuitarra é 1000 vezes aplausível. A voz característica de Keifer entra lindamente no refrão da música. Trabalho minucioso nos backing vocais, e ótima adição de metais e palmas. Outra com ótima letra. Sabem aquela música arregaçadora, perfeita para pegar a estrada e pisar no talo?

5 - Thick and Thin: A irmã mais nova da balada "Don't Know What You Got (Till it's gone)". Notamos o novo estágio da voz do artista, que trabalha muito bem na canção, com ótimo feeling.

6 - Ask Me Yesterday : Outra balada que remete aos tempos de Cinderella, lembrando em muito "Coming Home" e "Heartbreak Station". Country de qualidade e que certamente seria clássico se antes fosse lançada.

7 - Fools Paradise: Ótima letra e grande composição. Hard rock moderno com levada arrastada e solo cheio de feeling em uma timbragem que apenas uma Les Paul vintage pode oferecer.
8 - The Flower Song: Primeiro single, e ótima canção. Com trabalho guitarristico sublime e vocal no mesmo patamar. Música super agradável, daquele estilo de se tocar em luais, em acampamento, churrasco com amigos, ou passeio com namorada.

9 - Mood Elevator: O caos é instaurado, e fede a cerveja quente e gasolina. Southern Rock... sem mais.

10 - Welcome To My Mind: Segue a linha da anterior, mas mais pesada e mais lenta. Riffs matadores e melodias carregadas de energia. Uma ponte entre o Heavy Rock e blues sujo dos puteiros de Nova Orleans, trevestidos com um toque moderno.

11 - You Showed Me: Uma balada de boa qualidade, mas dispensável.

12 - Ain't That A Bitch: Se encaixaria perfeitamente no álbum "Heartbreak Station". Boa música, com levada contagiante e inclusão de Hammond Organ que lhe dá um atrativo especial.

13 - The Way Life Goes: Inspiradissima! Mais uma canção poderosa e com influencia muito forte de blues. Ao escutar desatentamente nos confunde ao AEROSMITH da década de 70. Um dos destaques do álbum, sem dúvida.

14 - Babylon: Para encerrar com chave de ouro um petardo a lá Gypsy Road. Mantendo o clima alto astral e deixando o ouvinte com aquele gosto de quero mais. Ao que tudo indica o CINDERELLA voltará e com força máxima. Aguardem.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Tom Keifer"Todas as matérias sobre "Cinderella"


Rodz Online: Os dois dias de Rock N' Roll do Moscow Music Peace Festival (vídeo)Tom Keifer: ex-Cinderella divulga lyric video para a inédita "Touching The Divine"

Lizzie Grey: morre músico que tocou com músicos do Guns, Mötley e maisLizzie Grey
Morre músico que tocou com músicos do Guns, Mötley e mais

Rock Nation: rádio elege melhor do Hard Rock dos 80sRock Nation
Rádio elege "melhor do Hard Rock dos 80s"

O tempo é implacável: a turma do rock/metal não sabe envelhecer?O tempo é implacável
A turma do rock/metal não sabe envelhecer?

Comerciais: os onze mais divertidos envolvendo Rock e MetalComerciais
Os onze mais divertidos envolvendo Rock e Metal


Capas: 10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhosCapas
10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos

Ozzy Osbourne: tudo que você sempre quis saber sobre eleOzzy Osbourne
Tudo que você sempre quis saber sobre ele

Ozzy Osbourne: dando chega mais em Mônica Apor na coletivaOzzy Osbourne
Dando "chega mais" em Mônica Apor na coletiva

Galeria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N RollCannibal Corpse: o pescoço gigante de George FisherDeep Purple: Conheça o sujeito que tocou um único acorde no novo álbumLemmy: seu patrimônio é muito menor do que se pensava

Sobre Renan Mattos

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336