Ancesttral: banda chamou a atenção e virou realidade

Resenha - Bloodshed And Violence - Ancesttral

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A banda paulistana Ancesttral lançou, em 2007, seu primeiro álbum intitulado The Famous Unknown. Além do som totalmente influenciado pelo Metallica, com toques modernos, que remetem ao Godsmack e Rob Zombie, o que mais chamou a atenção foi a sua arte gráfica, ilustrada por Gustavo Sazes. Sendo assim, o "ilustre desconhecido" chamou bastante a atenção dos headbangers e virou realidade.

Rock In Rio: Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985Ozzy Osbourne: "Eu detesto a expressão Heavy Metal!"

Sedentos por criatividade, Alexandre Grunheidt (vocal/guitarra), Renato Canonico (baixo), Leonardo Brito (guitarra) e Rafael Rosa (bateria) gravaram duas músicas que compõem o EP Bloodshed And Violence.

A faixa-título é o destaque, por isso foi escolhida para ser o videoclipe, dirigido por Vinicius Neves (apresentador do Stay Heavy). Trust, assim como Bloodshed, vem sendo tocada em vários shows da banda. Mesmo não sendo rápida, empolga por causa do refrão.

O som, apesar da influencia gritante do Metallica, agrada em todos os sentidos, mesmo para quem não é fã do som da banda americana. Outro destaque fica para a cover de I (Black Sabbath), homenageando Ronnie James Dio. Alexandre conseguiu unir peso e melodia na música.

Uma boa pedida para quem estar aguardando o próximo trabalho dessa banda, que só tende a crescer no cenário metálico.

Formação:

Alexandre Grunheidt - vocal/guitarra
Renato Canonico - baixo
Leonardo Brito - guitarra
Rafael Rosa - bateria

Tracklist:

1-Bloodshed And Violence
2-Trust
3-I (Black Sabbath cover)

Confiram o vídeo de Bloodshed And violence:


Outras resenhas de Bloodshed And Violence - Ancesttral

Ancesttral: Prévia do trabalho que está sendo compostoAncesttral: Único defeito do EP é ter poucas músicas




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Ancesttral"


Thrash Metal: 20 bandas brasileiras de qualidade inquestionávelThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável

Café com Ócio: 15 melhores discos do Metal Nacional - 2000 a 2010Café com Ócio
15 melhores discos do Metal Nacional - 2000 a 2010

Metal SP: documentário sobre Heavy Metal em São PauloMetal SP
Documentário sobre Heavy Metal em São Paulo


Rock In Rio: Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985Rock In Rio
Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985

Ozzy Osbourne: Eu detesto a expressão Heavy Metal!Ozzy Osbourne
"Eu detesto a expressão Heavy Metal!"

Steven Tyler: Há álbuns que prefiro esquecerSteven Tyler
"Há álbuns que prefiro esquecer"

Megadeth: "Magia negra arruinou minha vida", diz MustaineStairway to Heaven: o maior hit do Led ZeppelinScorpions: o que tornou "Wind of Change" tão especialHeavy Metal: os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos

Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don't Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun. Sou Jornalista, blogueiro, facebookeiro, o que for. Quem quiser saber o que eu escrevo, acessem meu blog: www.esporropublico.zip.net.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.