Vargsheim: banda abrange a natureza e diversos tipos de emoções

Resenha - Erleuchtung - Vargsheim

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Todos sabem que o Black Metal foi, é e sempre será o estilo mais polêmico dentro do enorme leque de subgêneros do Heavy Metal. Mas, é inegável que a transformação e adição de elementos que o estilo vem sofrendo desde seus primórdios é algo interessante de se notar e tem gerado excelentes nomes no cenário, além de enaltecer ainda mais bandas prolíficas.

Os alemães do Vargsheim se encaixam bem neste quesito, já que investem no estilo e ainda aliam a isso elementos de Classic Rock (!) e até de Progressivo. O resultado é algo vanguardista e 'cult'. Enquanto o instrumental não exagera na rispidez, a temática se mantém na linha comum do estilo abrangendo a natureza e diversos tipos de emoções.

publicidade

O vocal de Kaelt (também guitarrista) é a única coisa comum, já que o cara canta rasgado. As guitarras emanam riffs simples, com timbragem mais na linha Rock, e a cozinha não se limita apenas à velocidade e destila boas doses 'swingadas'. O mais interessante é que isso não tira a característica do estilo, ou seja, você logo ouve e detecta o Metal negro como gênero escolhido pela banda.

publicidade

Realmente "Erleuchtung", segundo trabalho do trio, é algo peculiar e que irá agradar desde os mais radicais, até quem não aprecia tanto o estilo, já que soa acessível dentro das devidas proporções. Destaque para Welt In Schillerndem Eis, Flamme Zum Nichts e a excelente instrumental Erleuchtung. Completam a banda Harvst (vocal/baixo) e Naavl (bateria).

http://www.facebook.com/vargsheimofficial
http://www.myspace.com/vargsheim

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Osama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?Osama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?

Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin